Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Balanço Social / Dimensão Sustentabilidade / Centro de Sustentabilidade

Centro de Sustentabilidade

Inaugurado em agosto de 2013, no Campus Rudge Ramos, a trajetória do Centro de Sustentabilidade veio do desejo de professores que participaram do curso de Formação de Lideranças em Educação para a Sustentabilidade no Ensino Superior (2010) de continuar a se reunir, trocar experiências e produzir projetos de pesquisa e extensão com essa temática. Dele participam docentes de todas as Faculdades da Metodista, marcando uma atuação baseada na interdisciplinaridade.

O Centro é ainda um local para troca coletiva de ideias, ações e compartilhamento de pesquisas voltadas ao tema. Educação para a Sustentabilidade, Economia Verde e Biomimética foram os assuntos escolhidos para pautarem a atuação do Centro e para o desenvolvimento de trabalhos.

Sustentabilidade

É importante destacar que o estabelecimento do Centro de Sustentabilidade pode ser visto mais como um processo do que um ponto de partida, sendo que os projetos em andamento têm origem e histórico diversos: o Biovia, Programa Metodista Sustentável e o Minha Terra, Nosso Brasil já vinham sendo executados, mas tomaram um novo impulso, visão e direcionamento, com acréscimo de outras pessoas à equipe, abrindo novas possibilidades. Outros agregaram a equipe do Centro ao que estava em desenvolvimento na Cátedra de Gestão de Cidades, Incubadora de Empreendimentos Solidários de São Bernardo do Campo (SBCSOL) e no Projeto de Economia Solidária do Montanhão, incorporando a estes, a visão e as ações de sustentabilidade necessárias. Além disso, novas iniciativas têm nascido da interação do grupo e de oportunidades não apenas vislumbradas, mas também trazidas pela comunidade e por parceiros potenciais como empresas, poder público local e outras universidades.


Programa Metodista Sustentável

Embora já existissem ações isoladas por toda a Universidade, foi em 2008 que a sustentabilidade tornou-se um valor transversal dentro do Projeto Político-Pedagógico da Instituição, passando a ser um dos eixos norteadores do trabalho da Metodista. Assim, no ano seguinte, foi criado o Programa Metodista Sustentável (PMS), com o compromisso de implantar o tema transversalmente em todos os cursos e ações da Instituição.

O próprio Centro de Sustentabilidade originou-se a partir das realizações e do amadurecimento do Programa. Deste modo, algumas modificações se fizeram necessárias, tanto no aspecto estrutural, como no educacional. Neste último, ressalta-se o aprofundamento da temática no conteúdo pedagógico dos cursos. O entendimento é de que, até este ponto, o modelo adotado introduziu o tema. A nova etapa exige maior especificidade e direcionamento para cada área e Faculdade.

 

 Realizações em 2014:


Joint Center

A partir da parceria firmada em 2013, a Metodista e a Clafin University têm verificado os pontos comuns existentes entre ambas as instituições. O intuito é o desenvolvimento de pesquisas conjuntas, bem como a possibilidade do intercâmbio de estudantes e professores.

 

Síntese de sabão a partir da reciclagem de óleo de cozinha

No primeiro semestre de 2014, o Centro foi procurado pela Cooperativa Cooperselecta, do Bairro do Montanhão, produtora artesanal de sabão a partir de óleo de cozinha e que possui nesta produção vários problemas de processamento, dúvidas e dificuldades para continuar melhorando a qualidade do produto que oferecem a população. Assim, elaborou-se e iniciou-se no mesmo ano este projeto, com o intuito de oferecer subsídios que possam colaborar para diminuir os riscos potenciais desta atividade e trazer mais segurança para os artesãos e consumidores deste sabão.

 

Cooperquilombo: solidariedade social e econômica

Gerar mais sustentabilidade e mais cidadania para seis comunidades quilombolas localizadas na cidade de Barra do Turvo (SP), por meio de uma cooperativa. Esse é o foco do projeto Cooperquilombo, que é apoiado pela Cátedra de Gestão de Cidades.

Com início em 2012, a ação busca subsidiar e apoiar o funcionamento de uma cooperativa de produção e comercialização de produtos artesanais da cultura quilombola e também agrícolas. Pretende-se alcançar esses objetivos por meio de oficinas de Informática, Práticas Administrativas, Processos de Gestão, Gestão Financeira, Marketing, Resgate Cultural, Economia Solidária, Gestão de Pessoas e Captação de Recursos.

 

Aurora Solidária: Rede Territorial de Gestão e Serviços para uma Comunidade Solidária

Em 2014 iniciou-se o projeto “Aurora Solidária”, a princípio, com previsão de duração de um ano. O projeto busca envolver seus diferentes cursos, estudantes, docentes e profissionais, em ações voltadas à construção de modelos de negócios sustentáveis para: empresas iniciantes criadas por alunos da Metodista, organizações ambientais e associações formadas por povos da terra (quilombolas e índios), na busca de uma comunidade social e economicamente sustentável. São pilares deste projeto:  Economia e cultura da solidariedade, Fomento e organização de negócios e a Formação humana e Disseminação de Tecnologia Social.  Para a Universidade espera-se a conceituação de experiência integradoras e balizadas por seus pilares que são validados no Projeto Político Pedagógico Institucional: sustentabilidade e bem-comum.

 

Avaliação da patogenicidade, através de testes in vivo, de fungos utilizados em ensaios de degradação de resíduos

A Biomimética é uma das atividades que pautam o Centro de Sustentabilidade e tem como objetivo expandir a metodologia, os conceitos e a prática de biomimética como alternativa tecnológica na Instituição, pesquisando a degradação de pneus e de PET (polímero Polietilenotereftalato, muito conhecido por sua utilização na fabricação de garrafas descartáveis) por fungos de Mata Atlântica.

O projeto visa avaliar o grau de patogenicidade in vivo de fungos filamentosos, possíveis degradadores de resíduos. Será realizado no laboratório de microbiologia aplicada, no Campus Planalto, com previsão de conclusão em 2015.

 

Educação para a Sustentabilidade

O Programa Metodista Sustentável iniciado em abril de 2009 tem um componente de ações estruturantes que trabalha com a adequação do uso de recursos/descartes à uma perspectiva sustentável, buscando diminuir a pegada ecológica da universidade e os impactos que ela causa e um componente educacional que busca disseminar a educação para a sustentabilidade de forma transversal nos currículos dos cursos de graduação oferecidos em nossa universidade. Há dois projetos que relacionam-se com o componente estrutural do Programa.

O projeto de descarte de resíduos de laboratórios teve início no segundo semestre de 2011, apoiado pela Faculdade da Saúde. Os resultados já obtidos permitiram a redução de resíduos básicos e ácidos e que ainda contém metais pesados e a capacitação dos técnicos de laboratório sobre tratamento e descarte adequado. O projeto é de ação contínua.

O plano de ações voltado para Redução de Impactos da Comunidade Acadêmica dá continuidade a uma linha iniciada com o diagnóstico feito em relação a água, energia e gases de efeito estufa e as sugestões apontadas no plano de monitoramento. Esta ação iniciada, tem como objetivo geral implantar a sustentabilidade nos setores acadêmicos e administrativos da universidade, bem como em suas relações com stakeholders, de forma que sustentabilidade seja uma atitude transversal e perene em suas ações e na formação cidadã que oferece. O programa identifica e analisa dados e informações relativas ao consumo de água, energia e geração de resíduos e propõe soluções e adoção de alternativas de reuso, captações e redução ou não geração de resíduos.

 

MOOC

MOOC é a sigla para massive open online course e significa cursos abertos online via web com participação ilimitada. Estes cursos oferecem espaços interativos contribuindo apra a construção de comunidades de estudantes, professores e demais aprendentes. Em maio de 2014 foi iniciada a elaboração de um MOOC de Sustentabilidade para ser oferecido de forma aberta e gratuita via web. Documento contendo os conteúdos e estratégias a serem utilizados foi finalizado e entregue a equipe de produção do EAD em agosto. O MOOC encontra-se agora em fase de produção.

 

Fundamentos de Teoria U

A Teoria U é uma metodologia que tem sido introduzida, principalmente no segmento de negócios como uma ferramenta efetiva para promover mudanças. Reunindo diversas influências e conhecimentos em uma metodologia com etapas claras e bem delimitadas, a Teoria U oferece um arcabouço teórico e experimental para compreender e embasar mudanças, como as requeridas na adoção de sustentabilidade, considerando tanto a diminuição da insustentabilidade de nosso modo de vida como a criação de um novo paradigma.

 

Conteúdo geral de Ecologia para ENADE

Foi realizada gravação de vídeo de Conteúdo de Conhecimento Geral – Ecologia e Desenvolvimento Sustentável com duração de 1 hora:28 minutos editado em 4 blocos. Este vídeo teve como objetivo orientar e ampliar o conhecimento na citada área para os alunos da Universidade nas carreiras, que fizeram o ENADE em 2014. O vídeo trata da questão da água, enfocando especialmente a seca que atinge neste ano boa parte do sudeste do Brasil e em especial o estado de São Paulo e a partir disto trabalha pegada ecológica e desenvolvimento sustentável. Este trabalho postado no site da Universidade é também aberto a consulta externa. O endereço eletrônico para consulta é http://portal.metodista.br/enade/2014/questoes/questao-de-deenvolvimento-sustentavel .

 

Programa Sustenta Metô

No primeiro semestre de 2014 iniciou-se este trabalho a convite da Radio Sônica, para criar um programa de rádio com duração de 5 minutos para ser vinculado ao longo da semana e com temas atuais de sustentabilidade. A proposta é trabalhar com diversos temas, incluindo a possibilidade de trazer convidados que possam ser entrevistados ao longo dos programas. O programa tem sempre uma linguagem simples e acessível e busca discutir problemas de interesse público e suas relações com a sustentabilidade e impactos locais. A Radio Sônica é uma Web Radio que pode ser acessada pelo Portal da Metodista.

 

Coleta seletiva – ação de sustentabilidade

O Instituto Metodista de Ensino Superior está engajado em praticar e contribuir com ações de sustentabilidade. Por isso, desde o ano anterior, contêineres de coleta de lixo reciclável estão espalhados pelos três campi da Universidade e pelo Colégio Metodista em São Bernardo do Campo. Esta ação faz parte de um projeto de coleta seletiva encabeçado pela prefeitura de São Bernardo do Campo, que está investindo num novo tipo de coleta - mais simples e cômoda – para facilitar a colaboração da população com a reciclagem.

Além dos contêineres, existem pontos de coleta com os dois tipos de saco (azul, para recicláveis) e preto (para orgânicos) na Metodista. Dentro dos recicláveis, existe a subdivisão para vidros, que conta com pontos de coleta nas praças de alimentação.

 

Alimentação Sustentável

Uma equipe composta por docentes e alunos da Faculdade de Saúde tem se reunido semanalmente desde abril de 2014 e tem produzido importante contribuição sobre como a alimentação sustentável pode ser desenvolvida em nosso campus, iniciando por nossos funcionários e em nossa escola. A proposta de parceria com o Colégio Metodista de São Bernardo nasceu de uma iniciativa conjunta e deverá inicialmente ser desenvolvida com os alunos de período integral.

Durante o processo de co-criação deste projeto, vários parceiros potencias têm se interessado em fazer parte. São eles: a Prefeitura Municipal de São Bernardo do Campo, que participaria trabalhando em conjunto com o Centro de Sustentabilidade nos espaços destinados a agricultura urbana e no monitoramento das áreas utilizadas e técnicas usadas para a produção de alimento. Este interesse foi manifestado pela Secretaria de Gestão Ambiental e as discussões estão sendo conduzidas com a Diretoria de Gestão Ambiental. Outro parceiro potencial é a Pop-up Foundation, organização inglesa que realiza trabalho semelhante ao proposto, junto a escolas da Inglaterra e que tem expandido sua atuação na área para vários países do mundo.

Constituem este programa os projetos: Alimentação Sustentável: A Construção da Saúde Integral a partir do Consumo Consciente, que visa promover a saúde dos colaboradores tendo a percepção do alimento como elemento norteador e provocador na construção da saúde; e Sementes do Futuro: Co-criando uma Forma Sustentável de Viver e se Alimentar, que visa promover a saúde e a consciência ambiental das crianças, tendo a percepção do alimento como elemento norteador e provocador na construção da saúde e da cidadania.

 

Comunicar erros

DIMENSÃO SUSTENTABILIDADE
INDICADORES
Anos Anteriores

Arquivos em pdf
- 2014
- 2013
- 2012
- 2011
- 2007