Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Sobre / História

História

História da metodistaO compromisso com a educação tem marcado a atuação da Igreja Metodista desde a fundação da primeira instituição de ensino metodista, a Kingswood School, na Inglaterra, em 1748. Ao longo desses 270 anos, esta vocação educacional também tem se manifestado no Brasil, onde várias instituições metodistas de ensino incorporam mais de um século de atividade contínua.

A história da Universidade Metodista de São Paulo vem sendo traçada há 80 anos, desde a implantação da Faculdade de Teologia da Igreja Metodista em São Bernardo do Campo, em 1938. À época, a Igreja Metodista acabara de fundir dois centros de ensino teológico, localizados em Minas Gerais e no Rio Grande do Sul. Era de seu interesse que o curso superior recém-criado - o primeiro instalado no município de São Bernardo do Campo - estivesse presente numa região que se configurava como um dos principais centros das transformações sociais, políticas e econômicas do País, o ABC paulista.

Ao fortalecer o compromisso com a educação firmado na década de 40, a Instituição partiu para projeto mais ousado, afinado com sua vocação educacional. A presença de profissionais e educadores qualificados e de infraestrutura adequada permitiu o fortalecimento de sua inserção no universo acadêmico nacional. Assim, em 1970, foi criado o IMS - Instituto Metodista de Ensino Superior.

Com a consolidação do projeto pedagógico e a excelência alcançada ao longo dos anos, o IMS passou a figurar entre as mais conceituadas Instituições de Ensino Superior (IES) do Brasil. Isso permitiu que, em 1997, conquistasse o status de Universidade, ampliando o número de faculdades e cursos oferecidos.

Hoje, a Metodista possui três campi em São Bernardo do Campo (Rudge Ramos, Vergueiro, Planalto). São mais de 117 mil metros quadrados de área total, que inclui amplo espaço verde. A Metodista oferece cerca de 70 espaços de aprendizagem entre laboratórios, agências experimentais e clínicas modernas, para que os alunos possam colocar em prática conhecimentos adquiridos em salas de aula, além de bibliotecas e anfiteatros espalhados pelos três campi. Não a toa figura entre as melhores colocações do ensino superior no País, como ENADE, Guia do Estudante e RUF (Ranking Universitário da Folha de S.Paulo).

Comunicar erros