Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Centro de Sustentabilidade / programa-metodista-sustentavel / Sobre

Sobre o Programa Metodista Sustentável

Com o Programa Metodista Sustentável (PMS), a Universidade tem como objetivo geral implantar a sustentabilidade em seus setores acadêmicos e administrativos, e na sua relação com stakeholders, de forma que a sustentabilidade seja uma atitude transversal e perene em suas ações e na formação cidadã que oferece.

 

 

O PMS acontece ao ser inserido em todos os níveis, prevendo a redução efetiva da pegada ecológica da instituição ao incluir critérios e medidas de sustentabilidade em suas operações, criando assim um ambiente propício para a inovação em direção ao conceito e comportamento de Universidade Verde.

Para isso, o PMS foi estruturado em dois componentes que se complementam, o que permite que a universidade pratique o que ensina e ensine o que pratica:

  • Educacional: desenhado para inserir a sustentabilidade de forma transversal nos cursos da Universidade;
  • Ações estruturantes: utilizar os indicadores de uso de água, gasto de energia e emissão de gases de efeito estufa e posteriormente questões ligadas ao consumo, fornecedores e destinação de resíduos para identificar e adequar as operações da instituição às práticas sustentáveis.

São princípios norteadores deste programa, baseados em Glasser (2004):

  1. Preparar cada indivíduo para considerar e explorar os impactos de nossas ações cotidianas em nós mesmos, na nossa família, comunidade e na natureza como um todo.
  2. Usar os Campi e a comunidade acadêmica como um laboratório vivo. Criar oportunidades para pesquisa e ações em: educação para a sustentabilidade, vida sustentável, adoção de tecnologias verdes, design ecológico, construções verdes, adoção de indicadores de sustentabilidade, negócios sustentáveis, análise de ciclo de vida, uso de recursos hídricos, entre outros.
  3. Transformar as instituições acadêmicas em modelos de sustentabilidade em todos os aspectos de seu funcionamento. Mensurar regularmente o efeito da aplicação de práticas sustentáveis nos Campi e usar os resultados para refinar e atualizar as políticas institucionais de sustentabilidade adotadas.

A ênfase deste programa é como ir de relações baseadas em fragmentação, controle e manipulação para relações baseadas na participação, apreciação e organização de iniciativa própria. Esta mudança implica em um aprendizado profundo por parte das pessoas responsáveis por estabelecer políticas educacionais: administradores, coordenadores de cursos, professores e todos os demais atores da área da educação superior.

Comunicar erros

TRABALHOS E CONGRESSOS