Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Depoimentos

Depoimentos

Alunos e ex-alunos compartilham sobre experiências profissionais e a importância do curso em suas carreiras

Ariadne Aquino - Marketing

ariadne

“O que é ensinado na Metodista é a realidade do mercado. Muitas vezes levamos fatos acontecidos na empresa para expor na aula e usar como base. Trabalho no Instituto Freedom como auxiliar de Marketing e o fato de estar cursando Metodista contribuiu para a conquista da vaga justamente pela proximidade que o curso traz do mercado de trabalho.

Nunca estagiei. Minha primeira oportunidade de emprego veio quando estava no terceiro semestre e como CLT. O curso me deu base para conquistar e atuar na área, por isso, ao finalizá-lo, vou continuar estudando para crescer profissionalmente. Existem oportunidades dentro da Freedom se continuar me dedicando a assuntos relacionados à área.

Além de professores qualificados, que se tornaram verdadeiros amigos, o curso de Marketing proporciona oportunidades incríveis como o Metodista Business Meetings, networking, participação de ex-alunos ou alunos que fizeram intercâmbio pela universidade e contato com profissionais da área. Isso tudo associado ao que estudamos no semestre, entre outras coisas que vêm para somar e agregar valor ao ensino”.

Ariadne Aquino, 21 anos, auxiliar de Marketing no Instituto Freedom

Comunicar erros

Beatriz Nascimento - Psicologia

beatriz“Atualmente realizo estágio em Psicologia Hospitalar há cerca de duas semanas. Está sendo incrível. Há algum tempo já sabia do meu interesse pela área, e apesar do pouco tempo atuando no hospital, sinto a cada dia que escolhi a profissão e a área certa.

Todos os dias, experiências e situações distintas são vivenciadas, mas a alegria que é transmitida aos pacientes, no caso desse estágio, crianças, é extremamente gratificante. São seis horas de estágio que me sinto 100% realizada. Muito do que aprendemos com relação ao terapeuta e paciente e outros temas são vivenciados e colocados em prática todos os dias no estágio.

Através da participação no Centro Acadêmico, tive a oportunidade de conhecer inúmeras pessoas e estabelecer vínculos pessoais e profissionais. Através desses vínculos consegui uma indicação no hospital que hoje atuo. Além dessa possibilidade, a própria Universidade nos garante uma visibilidade maior no mercado de trabalho pela sua excelência, não só no curso de Psicologia, mas em tantos outros cursos da grade.”

Beatriz Ayrosa Nascimento, de 22 anos, estagiária em Psicologia Hospitalar

Comunicar erros

Bruno de Jesus - Teologia

bruno

“Estou no segundo semestre do curso de Teologia e desde o início de agosto estou estagiando como Secretário do Centro de Liturgia, Arte e Homilética da Faculdade de Teologia – CELAH. Fiquei sabendo do estágio por meio do grupo de Liturgia, onde eu já trabalhava como voluntário, para conseguir atividades complementares.


Trabalho em um setor que tem tudo a ver com meu curso. Como futuros pastores, aprendemos a preparação para um culto, criamos o organograma. Isso que é a Liturgia, inclusive nos cultos da Igreja na Universidade tenho participado, fazendo slides, diagramando boletins.


No curso eu aprendi a origem da escritura do culto Cristão dos dias atuais. Aprendi o porquê do ritual do culto, dos elementos, da questão simbólica da cruz, dos elementos que temos dentro da Liturgia. Aprendi a organizar uma Liturgia e coloco em prática tanto no meu estágio, quanto no meu trabalho como seminarista em uma Igreja Metodista.”


Bruno de Jesus Boaventura Leite, 28 anos, Secretário do Centro de Liturgia, Arte e Homilética da Faculdade de Teologia – CELAH.

Comunicar erros

Caíque dos Santos - Automação Industrial

caique

"Trabalho em uma empresa de grande porte do ramo metalúrgico, sou estagiário no setor de engenharia de desenvolvimento há um ano e meio. A vaga exigia que o candidato estivesse cursando ensino superior, além de ter conhecimentos técnicos em eletrônica. No caso, tinha feito mecatrônica antes de ingressar na Metodista, que me ajudou também. No momento do processo seletivo, ao realizar a prova, muito do que caiu, tínhamos visto em sala de aula, e por coincidência (ou não) um amigo de turma concorria a mesma vaga.

O curso ajudou minha atuação, já que mesmo com conhecimento técnico, não conseguia atuar na área, a Metodista de certa parte deu esse “empurrão”, fazendo com que eu participasse de alguns processos de seleção, escolhendo o melhor no momento.

Aprendi diversas coisas, principalmente em disciplinas que envolviam eletrônica em si (analógica, digital, de potência…), e a projetar algumas peças mecânicas (visto em desenho técnico). Muito que vi na teoria em sala de aula, vi no trabalho e vice e versa, ou até mesmo o que via no trabalho ainda iria ver em sala de aula”.

Caíque Nascimento dos Santos, de 23 anos, estagiário no setor de engenharia de desenvolvimento em uma metalúrgica.

Comunicar erros

Carolina Mota - Administração

carolina“Todo aprendizado que obtive no curso de Administração da Metodista, principalmente nas áreas de contabilidade e finanças, está sendo aplicado em meu trabalho cotidiano na Scania Latin America. O curso ajuda principalmente por abranger várias áreas de uma empresa. Permite ter visão ampla do negócio, sabendo onde cada decisão tomada pode influenciar, e é isso que cada vez mais o mercado de trabalho espera dos jovens: que sejam capazes de pensar como um todo, e não somente ‘no seu quadrado’.

Entrei na Scania em fevereiro de 2015 como responsável pela gestão da Carteira de Cobrança dos clientes que têm contratos de manutenção. Depois passei por Contas a Pagar e a Receber e hoje estou nas atividades de Faturamento e Consórcio.

Cursar Metodista contribuiu para a conquista da vaga pelo fato de ser bem conceituada. Tive conhecimento da oportunidade de trabalho por meio de uma feira de estágios, onde entrei em contato com a responsável do RH e me inscrevi. Também ajudou a localidade próxima (ambos estão na Anchieta), o que facilita a logística entre trabalho e faculdade, evitando assim atrasos para as aulas, disponibilidade para quando preciso realizar alguma atividade extracurricular etc.

Os professores do curso de Administração são excelentes. Entendem muito do assunto que lecionam e são sempre muito parceiros dos alunos, nos deixando à vontade para tirar dúvidas, participar das aulas, trocar experiências e construir um ambiente de estudo mais descontraído e facilitador de aprendizado”.

Carolina Mota, 21 anos, Faturamento e Consórcio na Scania Latin America

Comunicar erros

Daniela Varjão - Marketing EAD

daniela“Sou Gerente de Marketing em uma Farmácia de Manipulação, onde trabalho desde 2013. O curso me ajuda demais na minha atuação. Me abre novos horizontes cada dia. Tudo que aprendo no curso coloco em prática no meu dia-dia e muita coisa melhorou demais o trabalho.

Como sou gerente da Farmácia, tenho liberdade de modificar muitas coisas lá, e o curso me ajuda muito. Já aderi muitas coisas que aprendi no curso, como o Endomarketing, mudanças na maneira de tratar o cliente externo, etc, e cada aula é um novo aprendizado. Resumindo, amo o meu curso e a Universidade em si”.

Daniela de Oliveira Varjão, de 35 anos, Gerente de Marketing em uma Farmácia de Manipulação

Comunicar erros

Denis Siqueira - Teologia

denis

“Estou no segundo semestre do curso de Teologia e estou estagiando no estoque da Editeo (Editora da Faculdade de Teologia) desde abril deste ano. Fiquei sabendo da vaga através do pastor da comunidade que me disse que a vaga estava aberta. Estudar na Metodista me ajudou a conseguir essa oportunidade, pois estou em contato com muitas pessoas boas, que sempre estão dispostas a ajudar.


O que aprendo no curso me ajuda não só na área profissional, mas em todas as áreas. Minhas matérias têm tudo a ver com os escritores dos livros da Editeo. Tenho aprendido muito com os escritores e com os seus temas, e ainda tenho tido a oportunidade de comprar alguns livros que têm sido usados em aula.”


Denis Roger Alves de Siqueira, 27 anos, estagiário da Editeo.

Comunicar erros

Edna de Castro - Gestão Pública EAD

edna

“A Cia. Sopa de Comédia iniciou atividades em dezembro de 2011 em São Bernardo do Campo. Somos uma produtora cultural que utiliza as artes cênicas para trabalhar com temas transversais como trânsito, meio ambiente e educação financeira, entre outros. Temos 25 prestadores de serviços.

Trabalhava na área como atriz desde 2003. Com o conhecimento que adquiri e a oportunidade de participar de licitações, precisávamos evoluir para uma situação jurídica estruturada, ou seja, ter uma empresa constituída. Foi então que entrei no curso de Gestão Pública.

Participava de licitações e de contratações diretas pelo poder público, mas percebi que faltava conhecimento na área para entender o porquê de alguns tropeços que estão sendo agora corrigidos com o curso. Todos os módulos de aula me mostram informações importantes para a efetiva prestação de serviços para o poder público e para empresas privadas.

A expertise na minha área está num grau bem elevado e o curso tem ajudado a alavancar minha empresa. Acredito que a falta de conhecimento profundo sobre o mercado em que queiramos atuar retarda o sucesso profissional.  A Metodista tem grande credibilidade, corpo docente com experiência e estrutura educacional que colocamos em prática em nosso cotidiano”.

Edna de Castro, 46 anos, aluna do 3º semestre de Gestão Pública EAD, polo Rudge Ramos

Comunicar erros

Elisabete Klein - Ciências Contábeis

elisabete

“Já havia feito outros cursos, mas nenhum alavancou minha carreira profissional. Só depois que entrei no curso de Ciências Contábeis da Metodista consegui um bom estágio, em agosto de 2015, na Dow Brasil, onde desempenho tarefas na área de Tax (impostos). O aprendizado que tenho na universidade está sendo aplicado no trabalho e ajudando muito na minha atuação profissional. Aprendo a cada dia, na prática, as informações que o curso passa em sala de aula.

Estou bastante satisfeita com a Metodista, que me abriu as portas para o mercado de trabalho e me faz acreditar que terei uma grande carreira profissional. Consegui o estágio pela Cia. do Estágio e na Dow existe possibilidade de efetivação. Estou no aguardo”.

Elisabete Klein, 27 anos, 6º semestre do curso de Ciências Contábeis

Comunicar erros

Evandro Marques - Pedagogia EAD

evandro

"Já cursei Letras e Ciências Sociais na Metodista e agora faço o 1º semestre de Pedagogia no Polo Guaianazes, em São Paulo. Os cursos me capacitaram a obter aprovação em concurso público e para executar minhas funções em sala de aula, pois o conteúdo curricular é rico e atualizado.

Leciono sociologia no Ensino Médio da Escola Estadual Aquilino Ribeiro desde 2009 e recentemente passei a exercer a função de professor coordenador-pedagógico.

Desde meu primeiro curso, percebi o comprometimento da Metodista com a qualidade de ensino. Não resisti e fiz a segunda graduação, que me permitiu o ingresso em concurso público. Agora estou na terceira graduação, também na instituição. O prazer de estudar nessa universidade faz com que eu queira sempre retornar. Vocês mudaram minha história profissional. Por isso ‘eu sou Metodista’”.

Evandro Marques, 33 anos, aluno de Pedagogia EAD

Comunicar erros

Felipe Martinatto - Educação Física

Aluno do 7° Semestre de Educação Física

felipe“Estou estagiando na Academia-Escola da Universidade Metodista de São Paulo desde fevereiro de 2016. Está sendo uma experiência muito gratificante, além de colocar o conhecimento adquirido na Universidade em prática, também estou aprendendo diversos assuntos específicos da área que me ajudaram a ser um profissional cada vez melhor.

Estudar na metodista me abriu a porta para esse estágio, devido ter descoberto a vaga através do meu professor, além de proporcionar todo um conhecimento teórico para iniciar o estágio”.

Felipe Martinatto, 20 anos, estagiário de Educação Física da Academia-Escola da Universidade Metodista de São Paulo.

Comunicar erros

Gabriela Fajan - Farmácia

“Trabalho em uma empresa Farmacêutica, como técnica de laboratório na área de P&D (pesquisa e desenvolvimento). Entrei na empresa no final de março de 2016 como estagiária. Após quatro meses fui efetivada como técnica de laboratório.

gabriela

A Metodista é uma universidade muito reconhecida no mercado de trabalho, portanto muitos recrutadores apostam em alunos da Metodista. Acredito que esse foi um ponto positivo no meu currículo.

Outro ponto foram minhas experiências e conhecimentos adquiridos na Universidade, que me destacaram entre os demais concorrentes pois na entrevista realizei uma prova e todo o conteúdo eu havia aprendido nas aulas.

Também tive a oportunidade de realizar um estágio em controle de qualidade dentro da própria Universidade, na Farmácia-Escola, onde juntamente com as aulas práticas aprendi a trabalhar em laboratório. Isso foi um ponto importante para concorrer à vaga. Aprendi a atuar em laboratório nas aulas práticas que tivemos e todo o conhecimento adquirido nas aulas de farmacologia, química, etc, me dão toda a base que eu preciso no trabalho”.

Gabriela Fajan Anselmi, 18 anos, técnica de laboratório na área de pesquisa e desenvolvimento em uma empresa farmacêutica.

Comunicar erros

Jeanine Correa - Gastronomia

jeanine“Estou trabalhando na hamburgueria The Burguer Map que fica no bairro Jardins em Santo André, sou auxiliar de cozinha desde setembro deste ano.

Eu enviei currículos para diversos restaurantes e fui chamada para fazer um teste de dois dias. Após o teste fui contratada, vale lembrar que só consegui esse emprego porque estou cursando gastronomia, pois não tinha experiência alguma no ramo de  alimentação.

Por estar cursando Gastronomia me senti preparada para esse novo desafio, tudo que aprendi tem me auxiliado muito no trabalho."

Jeanine Camila Correa, 26 anos, auxiliar de cozinha na hamburgueria The Burger Map.

Comunicar erros

Henrique Cruz - Sistemas de Informação

henrique

“Atualmente trabalho em uma empresa de tecnologia da informação. Exerço o cargo de PMO (Project Manager Officer), sendo responsável por conduzir, planejar, organizar, controlar e finalizar as atividades dos projetos junto ao Gerente de Projetos. Estou atuando com estagiário desde outubro de 2015.

Considero esse período de estudo na Universidade Metodista fundamental para que eu entrasse e me adaptasse de forma rápida e esse meio de trabalho. Com certeza o curso colaborou em minha atuação, principalmente com as experiências profissionais passadas pelos nossos mestres em aula.

Acredito que tudo o que foi ensinado em aula, mesmo de uma forma indireta, foi utilizado no ambiente de trabalho. Porém o que mais me ajudou a me adaptar no começo foi a ideia de governança numa empresa de TI, passada no módulo de MO que possui também uma introdução a gestão de projetos”.

Henrique Cruz Nascimento, 23 anos, Project Manager Officer em uma empresa de tecnologia da informação

Comunicar erros

Ingrid Freitas - Filosofia

Aluna do 6º semestre do curso de Filosofia

ingrid

“A Metodista contribuiu bastante para meu ingresso no mercado, pois a gestão da EE Dr. João Firmino Correa de Araujo, onde trabalho, reconhece que a universidade forma excelentes profissionais, alguns atuando inclusive na escola onde estou.

Comecei a dar aula em abril de 2015, após me inscrever em um cadastro emergencial da Diretoria de Ensino de São Bernardo do Campo para ministrar aulas em escolas estaduais em caráter temporário. Meu contrato é de três anos e acaba no final de 2017, podendo ser renovado depois de 200 dias se houver outro cadastro emergencial.

O curso de Filosofia tem grande impacto no meu modo de trabalhar, principalmente as aulas de prática docente e de educação inclusiva, que me possibilitaram aprender como lidar com cada aluno e suas necessidades. Ampliei a visão sobre a relação professor-aluno. As aulas específicas do curso de Filosofia me deram base para trabalhar com os estudantes os temas da minha área.

Vou me formar no final deste ano e em 2017 pretendo entrar no Mestrado em Educação na própria Metodista. Quero me especializar em educação inclusiva e futuramente fazer pós-graduação em Filosofia Política”.

Ingrid Freitas, 20 anos, Professora na EE João Firmino Correa de Araújo 

Comunicar erros

João Victor de Paula - Jornalismo

joao-victor“Foi dentro da própria Metodista que consegui meu primeiro estágio já no segundo ano de curso. Trabalhei como repórter na Redação Multimídia, que foi o meu berço de aprendizado. Fiquei quase um ano trabalhando lá. Não só o estágio, mas todas as aulas me deram toda a base para que eu pudesse aprender e desenvolver meu talento. No ambiente das aulas, você praticamente vive o jornalismo. Lá você tem muita liberdade e consegue crescer e desenvolver muito sem medo de errar e ainda conta com todo auxilio dos professores e da incrível infraestrutura da Universidade.

O grande contato com os professores foi uma das melhores coisas para mim, porque assim eu consegui aprender muito e me preparar para o mercado de trabalho, principalmente porque todos eles já tiveram diversas histórias, carreiras incríveis e conseguem ensinar muito bem. E foi por meio de um deles que consegui uma indicação e mudei de estágio.

Neste ano fui contratado pela RecordTV como estagiário na produção do Núcleo de Reportagens Especiais, fazemos o Câmera Record, o Repórter em Ação e a Grande Reportagem do Domingo Espetacular. Tudo o que eu aprendi eu coloquei em prática não apenas quando trabalhava na RM, mas agora também na RecordTV. Percebi que cheguei muito bem preparado e com menos medo, já conseguindo desenvolver diversas atividades, o que traz uma grande diferença para o currículo e para ser um bom profissional

Tenho certeza que a Metodista fez muita diferença para essa nova fase da minha carreira. O nome da Metodista é muito reconhecido no meio jornalístico por trabalhar com a prática e o teórico, de modo que você já sai pronto para o mercado de trabalho, sabendo 'como' e 'o que' fazer. Consigo observar muito isso hoje, pois alguns dos meus colegas de trabalho também já estudaram na Metodista, e muitos dos meus colegas da faculdade também estão entrando em diversas emissoras, grandes empresas e ótimos jornais.

Tenho o orgulho de poder carregar o nome da Metodista no meu currículo e no meu aprendizado.”

João Victor de Paula Souza, 21 anos, estagiário da RecordTV.

Comunicar erros

Juliana Rosa - Gestão da Qualidade

juliana

“Fiquei sabendo da vaga do meu estágio na subsidiária Omnisys pela Central de Estágios no portal da Metodista, encaminhei meu currículo e fui selecionada.  Acredito que a Metodista contribuiu muito para essa conquista, pois estudava em outra universidade onde já havia cursado dois semestres de Gestão da Qualidade e não participei de nenhum processo seletivo nesse período.

Solicitei transferência para a Metodista e logo no 1º semestre participei de cinco processos seletivos em minha área. Fui escolhida para preencher a vaga de um desses processos e estou estagiando no 3º semestre. Iniciei minhas atividades na Thales Brasil, subsidiária Omnisys, em janeiro de 2016 no Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ) e estou muito contente por atuar em minha área de formação.

Coloco em prática muitas atividades aprendidas no curso dentro da empresa e vice-versa. Utilizo muitas ferramentas da qualidade no meu dia-a-dia, participo de auditorias e as oportunidades de aprendizado têm aumentado a cada dia. Acredito ter evoluído muito nesse período conciliando estágio e curso.

Meu estágio foi renovado por mais um ano. Espero que até o fim do estágio nosso País esteja melhor, pois assim terei oportunidade de efetivação e continuar atuando em minha área.

Gosto de estudar na Metodista. Já cursei ensino superior em outras duas universidades e senti imensa diferença quando ingressei na Metodista. O atendimento é completamente diferente, ágil, sem burocracia, os funcionários prestativos, buscando sempre auxiliar além das suas obrigações. Além disso, temos acesso direto aos professores e coordenadores”.

Juliana Rosa, Sistema de Gestão da Qualidade na Omnisys, subsidiária da Thales Brasil

Comunicar erros

Kauan Morette - Administração

kauan“A Metodista me surpreende a cada dia. Assim que passei no vestibular e consegui uma bolsa 100% pelo antigo programa Ação Afirmativa, sabia que a universidade iria mudar minha vida. Estou no 6º período de Administração e acabo de ganhar outra bolsa, agora do Santander, para cursar um semestre em 2017 na Universidade de Valência, na Espanha. Sou muito grato pela instituição valorizar seus alunos.

Depois de um "tour" em diversas áreas do mercado, desde terceirização bancária até cozinha de uma multinacional, fui contratado em janeiro de 2016 como estagiário do Banco Votorantim. Trabalho no RH do banco, precisamente na área de Rescisão e Homologação. Foi onde me identifiquei profissionalmente e quero seguir carreira na área, fazendo uma pós-graduação em Gestão Estratégica de Pessoas.

Tenho muito orgulho de estudar na Metodista, uma escola com profissionais excelentes e capacitados a ministrar as aulas. Destaco os professores do curso de Administração. Só tenho que agradecer por mais essa bolsa que a universidade me possibilitou obter e pela honra de poder representá-la em outro país.

Lá em Valência o curso é dado através de matérias, então fiz a seguinte escolha: irei estudar Estratégia e Comunicação de Marketing e Gestão e Finanças de Empresas Internacionais. Tentei ao máximo conciliar com as temáticas do 7º período do curso da Metodista”.

Kauan dos Santos Silva Morette, 20 anos, assistente de Recursos Humanos no Banco Votorantim.

Comunicar erros

Luciane Oliveira - Marketing EAD

luciane

“Acabo de concluir o curso de Marketing EAD, que me surpreendeu muito positivamente, pois imaginei que o formato a distância fosse um pouco solitário. Porém, foi totalmente ao contrário. O Collaborate é uma ferramenta que faz os alunos se sentirem superpresentes e a aula é muito dinâmica, de forma que as dúvidas são tiradas na hora.

A qualidade das aulas também é indiscutível. Quero agradecer pois o curso foi de grande valia para minha vida profissional. Já trabalhava na Pfizer Brasil quando me matriculei, porém tive uma promoção de nível de representante após o início do curso. Sou agora representante comercial III. Diversas aulas foram essenciais para meu desenvolvimento profissional, pois consigo colocar em prática o conteúdo apreendido e tenho novas visões do meu trabalho.

Gostaria de agradecer pela orientação do TCC, a todos os professores e à Metodista, por oferecer um curso tão bom no formato EAD, que ajuda muito quem tem dificuldades com horário”.

Luciane Oliveira, 34 anos, representante comercial III na Pfizer Brasil

Comunicar erros

Maria Fornazari - Odontologia

maria carolina

“A faculdade de Odontologia tem período integral, então é uma correria. Faço três monitorias dentro da Universidade e estágio no consultório particular da minha mãe e das minhas tias, que também são odontologistas. Antes disso, também estagiei na Santa Casa de Santo André.

Já tem mais de dois anos que estou trabalhando. Eu gosto muito da área e é bom estagiar porque a gente perde o medo. Ainda não temos a responsabilidade profissional e na Universidade temos o apoio dos professores. Então o maior medo que temos é de nos formar e atuar sozinhos, é muito bom estagiar para perder esse medo.

Todos os professores são muito prestativos, sempre passam oportunidades para a gente. Também participei dos Projetos de Extensão Canudos e Rondon, que são diferenciais para o currículo e me deram oportunidades extra.

Dou monitoria para o pessoal do segundo e terceiro ano. Na monitoria dentro da Universidade é onde eu mais aprendo porque vejo os erros dos alunos mais novos, ouço as dúvidas e acabo aprendendo com eles.”

Maria Carolina Fornazari, de 30 anos, faz monitoria dentro da Universidade e trabalha em um consultório particular

Comunicar erros

Mariana Paula Silva - Psicologia

mariana"Me chamo Mariana Paula Soares da Silva, tenho 21 anos e inicio o 9° semestre de Psicologia na Universidade Metodista de São Paulo em 2017. Concluí o ensino médio em dezembro de 2012 e da mesma forma que estava certa sobre o curso que gostaria de realizar, não tive dúvidas quanto a Universidade que cursaria, isto posto entrei na Metodista em 2013, ciente de que tinha feito a escolha certa.

A Universidade Metodista tem um potencial gigantesco quando o assunto é a formação de profissionais capacitados. Desde docentes à equipe gestora, tudo colabora com o desempenho e a qualidade na formação dos alunos.
Trabalho na área como estagiaria de Psicologia Hospitalar em um renomado Hospital do grande ABCD desde 2015 e um dos diferenciais que apresentei na hora da seleção foi o local em que curso o ensino superior. A Universidade é considerada como "modelo" dentre as empresas da região.

O estágio tem contribuído significativamente em minha formação, proporcionando-me a oportunidade de interligar a teoria aprendida em sala de aula e a prática no dia a dia. Estou imensamente satisfeita com o curso, faculdade, estágio e creio que em breve serei mais uma profissional bem-sucedida formada pela Universidade Metodista".

Mariana Paula Silva, 21 anos, estagiária de Psicologia Hospitalar em hospital do ABC

Comunicar erros

Marlon Denis Dias - Sistemas de Informação

marlon“Recebi o convite para atuar na LATAM Airlines Brasil de um professor da Metodista.  Participei do processo seletivo, ele encaminhou meu curriculum para a empresa, conhecia a vaga e me disse que tinha perfil para a oportunidade. Questionou-me se estaria disposto a trocar de emprego. Mudou a minha vida.

Fui admitido em outubro de 2013 na maior companhia aérea da América Latina, onde trabalho como engenheiro SR, em Infraestrutura de TI e Data Center.  O curso de Sistemas de Informação deu-me o portfólio para alcançar as habilidades necessárias, além da oportunidade de estabelecer network com professores que são profissionais do mercado.

Além do conhecimento técnico, foi importante na Metodista o desenvolvimento das habilidades interpessoais, obtidas por meio dos projetos desafiadores propostos durantes os semestres, assim como das atividades complementares indicadas e solicitadas pela instituição.

Agradeço ao apoio recebido dos professores, em especial da professora Silvia Brunini, que sempre acreditaram no meu potencial e me deram os incentivos necessários para alcançar meus objetivos. O ambiente tranquilo e a seriedade da Metodista somaram muito para minha formação e para que no ENADE eu pudesse contribuir com a maior nota da instituição.

Também graças aos colegas de curso foi possível criar e desenvolver um projeto muito importante à minha carreira, nosso TCC sobre VDI (Infraestrutura de Desktops Virtualizada), que nos trará diversas vantagens competitivas no mercado de trabalho”.

Marlon Denis Dias, 28 anos, Infraestrutura de Tecnologia da Informação na LATAM Airlines Brasil

Comunicar erros

Melina Dolinsky - Psicologia

melina

“Estou estagiando no setor de Recursos Humanos há oito meses, dando suporte aos funcionários de admissão, demissão e tudo o que envolve RH. Acredito que estudar na Metodista fez diferença para ser contratada, pois em Psicologia a Metodista é muito bem indicada, é um referencial. Quando fui contratada, tinha mais 20 pessoas concorrendo pela vaga e quando viram meu currículo, comentaram que o curso da Metodista é muito bom.

Estou colocando algumas coisas do curso em prática, mas como trabalho em um setor mais burocrático, tenho bastante tarefas administrativas, sem tanto contato com pessoas. Sinto falta desse relacionamento interpessoal, não estou colocando tanto em prática, talvez porque estou no começo ainda.

Estou gostando bastante da experiência, tem sido bem interessante. Futuramente acho que gostaria de fazer parte de recrutamento porque sinto falta das pessoas. Mas a experiência é muito boa porque serviu para eu crescer profissionalmente e pessoalmente, porque como essa empresa é muito grande eu sou posta em situações que nunca vivi antes”.

Melina Dolinsky, 21 anos, estagiária de Recursos Humanos em uma multinacional.

Comunicar erros

Natalia Florentino - Jornalismo

natalia

“Quando cursava Rádio e TV na Metodista, no 5º semestre passei no processo seletivo para estagiar na ESPN, canal de esportes da TV a cabo. Fiquei lá até o fim da faculdade, em 2008. Não fui efetivada pela CLT porque em 2009, na crise do sistema financeiro nos Estados Unidos, a Disney, que é mantenedora da ESPN, vetou contratações, mas fiquei um tempo fazendo freela fixo.

Resolvi voltar à faculdade e cursar Jornalismo para ter mais expertise no que faço e mais opção de crescimento na carreira. Estou no 4º semestre e trabalho atualmente na Rede Record, onde sou editora finalizadora do Núcleo de Reportagens Especiais. Já passei pela TV Cultura, portal Terra, ESPN Brasil e produtoras.

Retornei à Metodista porque é a melhor escola de Comunicação do Grande ABC. Aqui na Record lido diretamente com fechamento de programas jornalísticos. Queria ter a opção de voltar para casa, antes de trabalhar. Logo, precisava estudar perto de onde moro, em Santo André. Da mesma forma, não estava disposta a sujar meu currículo com o nome de uma instituição meia boca”.

Natalia Florentino, 31 anos, editora de Reportagens Especiais na Rede Record

Comunicar erros

Natalia Graci - Gastronomia

natalia“Estou trabalhando em um restaurante de cozinha italiana em São Bernardo do Campo. Minha função atualmente é na área de Garde manger, no preparo diário de saladas e entradas, comecei lá em agosto deste ano.

A experiência de poder colocar em prática tudo que aprendi no curso é muito boa, estou gostando e me apaixonando cada vez mais pela Gastronomia. Desde o começo do curso até hoje consegui aprender muitas técnicas importantes e poder colocar em prática é muito gratificante.

Graças ao Curso de Gastronomia da Metodista, as oportunidades de emprego foram crescendo, pois nessa área os conhecimentos técnico e prático podem ajudar muito na hora dos serviços. Com o curso aprendi muito mais do que apenas receitas, posso dizer que a Metodista me deixou pronta para crescer cada vez mais no mercado de trabalho”.

Natalia Graci da Silva, 19 anos, Garde manger em um restaurante de cozinha italiana em São Bernardo do Campo

Comunicar erros

Pablo Favero - Administração

pablo

“A Metodista proporciona as ferramentas necessárias para realização do meu estágio e meu desenvolvimento profissional. A universidade tem cursos bem avaliados e boa reputação. Acredito que isso seja fator relevante na escolha de candidatos no mercado de trabalho, apesar de não ser o único. Quando cheguei na Volvo Car, já existiam alunos Metodista estagiando, bem como alguns efetivos formados pela UMESP.

Além dos ensinamentos específicos e técnicos de cada temática, o curso de Administração proporciona troca de experiências com diversas pessoas, entre elas alunos, professores e a coordenação.

Entrei na Volvo Car Brasil em novembro de 2015.  Sou responsável pela gestão da frota de veículos da empresa e sirvo de apoio à área de vendas na comercialização dos mesmos. Na Volvo, a administração da frota está inserida dentro de Recursos Humanos, por isso também acabo realizando algumas atividades da área, como acompanhar reuniões sobre pesquisas de clima, benefícios e projetos sociais.

O aprendizado no curso tenho aplicado no estágio. Realizo atividades como controle de despesas, projeção de orçamentos, relacionamento com clientes, logística, controle de contratos e procedimentos, entre outras. O conteúdo aprendido em sala de aula tem sido útil para desempenhar essas atividades.

A Volvo Car Brasil é, sem dúvida, uma ótima empresa para trabalhar. Meus gestores dão liberdade e oportunidades para me capacitar profissionalmente, é uma organização muito preocupada com pessoas e segurança,”

Pablo Favero, 27 anos, gestor de frota da Volvo Car Brasil

Comunicar erros

Pedro Oliveira - Farmácia

pedro"Há dois anos cursando Farmácia na Universidade Metodista, tenho muito orgulho da escolha que eu tive. Meu nome é Pedro Henrique Bastos Oliveira, tenho 19 anos, e acabo de terminar o quarto semestre.

Atualmente, estou estagiando em uma indústria farmacêutica. Porém, já estou na área como estagiário desde o primeiro semestre, quando tinha apenas 17 anos, e adquiri experiência e conhecimento na área clínica, magistral e, agora, industrial.

As aulas teóricas e práticas me deram todo o suporte necessário para realizar as atividades do meu cotidiano com segurança, certeza e sem medo de errar, uma vez que utilizo diversas vidrarias e aparelhos para realização de análises e que, grande parte, destes eu já tinha familiaridade através da infraestrutura da Universidade.

Considero o estágio parte fundamental para o desenvolvimento de qualquer aluno durante seu período na Universidade, pois, somente “botando a mão na massa” e através da rotina e vivência em determinada área, que é possível identificarmos com o que queremos seguir carreira e progredirmos em um futuro bem próximo. O estágio é a melhor forma de aprendizado e conhecimento das diversas áreas possíveis que a graduação escolhida pode oferecer.

Os professores são ótimos, atenciosos, respeitosos e sempre nos incentivam a estar em busca de oportunidades. As experiências que eles me passaram até então foram fundamentais para que eu pudesse atingir meus objetivos, já alcançados, e os que eu ainda tenho como meta. Os professores inclusive divulgam vagas disponíveis na faculdade e fora dela. Mas, sem os conhecimentos aprendidos em sala, seria um profissional incompleto."

Pedro Henrique Bastos Oliveira, de 19 anos, estagiário em uma indústria farmacêutica. 

Comunicar erros

Pierre Diniz - Sistemas de Informação

pierre“Considero que a Metodista foi o primeiro degrau para subir na carreira. Na época em que estava concorrendo a uma vaga de gerência de projetos, um dos professores que dava essa disciplina me deu umas dicas antes da entrevista. No grande dia, praticamente tudo o que a gestora me perguntou tinha aprendido nas aulas dele.

Trabalho desde novembro de 2015 na PricewaterhouseCoopers, uma das quatro maiores empresas de auditoria do planeta (Big 4), como auditor de sistemas, mas antes passei pelo mesmo cargo em outra Big 4 e, anteriormente, trabalhei com gerência de projetos de TI. Recebi a oferta para meu trabalho atual por uma headhunter da PwC que verificou meu currículo e formação acadêmica nas redes sociais, quando ainda estava no emprego anterior.

Uma coisa que acho sensacional na Metodista é sua estrutura extremamente bem preparada para acolher alunos em todos os campi. Desde o ensino fundamental estudei em escola pública e sempre tinha aquela sensação de que não poderia melhorar meu potencial porque a instituição não tinha essa capacidade. Na Metodista sinto que posso crescer muito mais, graças aos recursos de qualidade que oferece para alunos e professores.

O legal do curso de Sistemas de Informações é que ele prepara para atividades de nível técnico, como programação, junto com conceitos de gestão e contabilidade. Como trabalho com auditoria, me é exigido conhecimento amplo em várias áreas de TI, onde posso aplicar todo o conteúdo que aprendi”.

Pierre Diniz, 23 anos, auditor de sistemas na PricewaterhouseCoopers Auditores Independentes

Comunicar erros

Priscila Bolcchi - Engenharia Ambiental e Sanitária

priscila_“Atuo na área há mais de 10 anos e fazer o curso do Engenharia Ambiental e Sanitária da Metodista veio a complementar meu conhecimento e fortalecer meu posicionamento profissional. Sou gerente ambiental de uma empresa na área de saneamento e respondo pela gestão ambiental de 3 aterros sanitários no Brasil.

É muito bom você ter a teoria e a prática acontecendo ao mesmo tempo, com a possibilidade de conhecer várias técnicas e decidir pela melhor e mais sustentável. Temos a possibilidade de utilizar todos os conhecimentos técnicos, assim como a experiência dos professores e estudar na Metodista me ajudou a melhorar a minha capacidade profissional.”

Priscila Bolcchi, de 41 anos, gerente ambiental de uma empresa de saneamento

Comunicar erros

Raquel Martins - Secretariado Executivo Bilíngue

Aluna do 6° semestre de Secretariado Executivo Bilíngue

raquel

“Ingressei na General Motors do Brasil em 24 de outubro de 2014 e após um ano e cinco meses de estágio tive a alegria de ser efetivada. Hoje sou secretária do diretor de Engenharia de Manufatura – Vehicle Systems e do diretor executivo de Estratégia Corporativa – South America.

Não consigo descrever o orgulho de ser aluna no curso de Secretariado Executivo Bilíngue, que me abriu oportunidade que nunca imaginei e uma experiência profissional incomparável. Meu grande sonho sempre foi trabalhar em empresa de grande porte, em especial montadora. Com certeza, o fato de estudar na Metodista contribuiu para conseguir essa oportunidade. Quando iniciei meu estágio na GM percebi que grande parte dos profissionais com que tive contato (principalmente as secretárias) era formada pela Metodista.

Em setembro de 2014 a Central de Estágios da universidade promoveu evento que recebeu stands de grandes empresas em frente a biblioteca, onde os alunos podiam se cadastrar ou entregar currículos. No primeiro dia do evento fiz meu cadastro para processos seletivos nas montadoras e em uma semana fui convocada. Primeiro surgiu para a General Motors e na semana seguinte, Volkswagen e Mercedes-Benz. Fui aprovada nas três empresas, mas escolhi a General Motors principalmente pela oportunidade de estagiar na presidência, trabalhando diretamente com a secretária e o presidente da GM no Brasil!

O aprendizado no curso me ajuda muito na aplicação prática, principalmente pelo fato de ser um curso enriquecedor, que oferece aulas de inglês, espanhol e português. Em janeiro de 2016 fiz intercâmbio para Vancouver (Canadá) e esta experiência foi essencial para aprimorar meu contato com a língua inglesa.”

Raquel Martins de Lira, 23 anos, secretária, General Motors do Brasil

Comunicar erros

Ricardo Devesa - Sistemas de Informação

ricardo“A Metodista foi o diferencial principal na hora de a Ansell escolher entre os candidatos à vaga que disputei. Palavras do nosso setor de Recursos Humanos! Entrei na empresa em novembro de 2010 como analista de suporte, realizando atendimento ao funcionário interno, e hoje tenho diversas atribuições corporativas, como cuidar das rotinas de backup e gerência dos servidores. 

O curso de Sistemas de Informação ajudou muito na atuação profissional, pois me abriu um leque de oportunidades dentro da empresa, desde implantação de projetos e até mesmo em promoções. Como o curso é muito amplo, não dá para aplicar tudo o que aprendemos! Porém, uma boa parte é praticada com toda certeza. 

A Metodista se supera em questão de ambiente escolar, muitos lugares para estudar e relaxar ao mesmo tempo. Os professores são muito companheiros e com ótima bagagem para ensinar aos alunos”.

Ricardo Devesa, 26 anos, gerência de servidores na Ansell B

Comunicar erros

Ricardo Vessoni - Gestão Ambiental

ricardo

“Durante o curso de Tecnologia em Gestão Ambiental na Metodista, os catadores me chamaram a atenção pelo seu papel social. São defensores da vida humana saudável e ajudam a preservar os recursos naturais do meio ambiente. E são trabalhadores em busca de condições de trabalho dignas. Por isso, dentro da ONG onde atuo, o Jovens Com Uma Missão (JOCUM), em Contagem, Minas Gerais, idealizei o kit-catador contendo carrinho, botas, luvas, uniforme, chapéu, protetor solar e labial, repelente, capa de chuva, lona, máscara e garrafa térmica, além de uma Bíblia, já que se trata de uma iniciativa missionária.

Na minha região a maioria dos catadores não dispõe de equipamentos de segurança adequados e trabalha com carrinhos emprestados para compor alguma renda. O kit custa em torno de R$ 1.400 e é financiado por doações de voluntários.

Nem sempre tive preocupação com o meio ambiente e o curso na Metodista me criou essa consciência. Coordeno também o Projeto Nova Terra Socioambiental do JOCUM e me dedico a outras ações como recuperação de nascentes e gerenciamento de resíduos – dentro do qual está a valorização do profissional catador. Temos que contribuir para o meio ambiente e a melhoria da qualidade de vida da sociedade”.

Ricardo Vessoni, 35 anos, coordenador do Nova Terra Socioambiental (JOCUM-Jovens Com Uma Missão)

Comunicar erros

Robson Simionato - Gastronomia

robson

“Quando um dos proprietários do Restaurante Forum São Bernardo descobriu que fazia uma universidade renomada como a Metodista, me chamou para trabalhar sem pensar duas vezes. Ele queria que eu passasse minha experiência vivida aqui na universidade. Comecei em junho último, como auxiliar de cozinha e responsável pelos pratos vegetarianos.

O aprendizado que tenho tido no curso de Gastronomia está sendo todo aplicado na prática. Cada vez mais existe troca de experiência. O curso me deixa mais preparado para o calor de uma cozinha profissional, prevenindo-me de erros e agilizando minhas técnicas dentro do estabelecimento.

Tenho 40 anos e tive oportunidade de entrar neste ano em um curso com o qual me identifico muito. Desde a primeira aula senti que realmente sou apaixonado pela gastronomia e saber que já trabalho na área com apenas seis meses de universidade é realmente motivante.

Com a experiência adquirida em aula, não fiquei para trás, mesmo com a falta de vivência em uma cozinha profissional. Isso só foi possível graças ao conhecimento adquirido no curso tanto da parte teórica quanto da parte prática. Mesmo tendo grande concorrência na área, ter uma faculdade de renome como a Metodista faz a diferença.

Apesar de achar que com minha idade não conseguiria acompanhar o curso, estou indo muito bem, pois o método abrange todos os tipos de pessoas e descobri que nunca é tarde para buscar aquilo que se ama. Também já possuo trabalhos elaborados na universidade que podem ser utilizados em diferentes mídias, que ajudam no currículo.

Pretendo alçar voos mais altos, pois já tenho proposta de mais três restaurantes, que só seria possível tendo um curso especializado como o da Metodista”.

Robson Sala Simionato, 40 anos, responsável pelos pratos vegetarianos do Restaurante Forum São Bernardo

Comunicar erros

Rodrigo Castro - Psicologia

“Ingressei na Wickbold em 2010, através de um curso profissionalizante. Atuei como aprendiz por dois anos, fui efetivado como Auxiliar de escritório, passei para Auxiliar de Recursos Humanos e há 3 anos fui promovido para Assistente de Recursos Humanos. O curso de Psicologia da Metodista foi de grande valia para todo o processo, pois me deu uma visão maior do todo, e essa visão fez com que eu fosse recebendo mais responsabilidades com o passar do tempo, fazendo com que eu amadurecesse e adquirisse conhecimentos necessários para estar onde estou atualmente, lidando com o bem mais preciso das empresas que são as pessoas.

Rodrigo Castro

Minha gerente atual, entre outros gestores da companhia, cursou Metodista e sabe da alta qualidade que a instituição proporciona aos seus alunos, formando profissionais qualificados para esse mercado que, a cada dia que passa, se torna mais concorrido. Posso considerar e definir a Metodista como uma fase de amadurecimento e grande aquisição de conhecimento. Fazendo uma reflexão do início do curso para agora, o último semestre, posso dizer com toda a certeza que evolui em diversos aspectos, pois a forma do ensino que a Metodista proporciona nos torna realmente profissionais prestigiados no mercado.”

Rodrigo Castro, 22 anos, assistente de Recursos Humanos na Wickbold

Comunicar erros

Tamara Feitosa - Ciências Biológicas

tamara

“A Metodista proporciona projetos de extensão que me levaram a conhecer o IPBio (Instituto de Pesquisas da Biodiversidade), no Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira (Petar), sul de São Paulo, onde estagiei nas férias deste ano de 4 a 20 de julho. Foi uma experiência muito proveitosa, pois o IPbio está localizado na mesma cidade onde ocorreram ações do Projeto Rondon do qual também participei em nome da universidade. O curso de Ciências Biológicas me proporciona diversos conhecimentos que apliquei em educação ambiental, minha principal atuação neste período de estágio.

Atualmente me dedico ao PIBID (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência), que nos proporciona vivenciar a experiência como professores e nos preparar para o mercado de trabalho. Atuo na Escola Estadual Prof° Cynira Pires dos Santos, em São Bernardo do Campo. O projeto custeia uma bolsa auxílio para os alunos e para isso precisamos cumprir uma quantidade de horas mensais realizando projetos educacionais, aulas e visitas técnicas dentro das escolas credenciadas.

Além do supervisor dentro da escola, podemos contar também com o supervisor da Metodista, que é a professora do nosso curso. Estou no segundo ano de atuação no PIBID e me sinto muito mais preparada para enfrentar o mercado de trabalho, além da segurança proporcionada para atuar na área da educação”.

Tamara Feitosa dos Santos, 21 anos, Professora na EE Cynira Pires dos Santos

Comunicar erros

Thainá Angelillo - Psicologia

Thaina“Atuo na área Organizacional desde fevereiro de 2016. Para mim está sendo uma experiência incrível, ter acesso a essa área da Psicologia me fez ver outros caminhos que podemos atuar tão importantes quanto a clínica.

Lidar com diferentes pessoas que buscam um crescimento ou uma nova oportunidade profissional faz com que a gente desenvolva um lado humano que só na prática percebemos a importância.

Consegui colocar em prática muito do que aprendi no curso e levar para o curso muito do que aprendi na pratica, é uma troca de conhecimentos que agrega e enriquece a cada dia.

A Metodista por ser bastante conhecida e conceituada nos abre novas portas no mercado de trabalho e acredito que o que é oferecido aos alunos passa a ser destacado e reconhecido pelo seu diferencial”

Comunicar erros

Thais de Souza - Psicologia

thais“O curso de Psicologia da Metodista desde o 1º ano me deu uma estrutura rica de conteúdos para que eu me sentisse segura para ingressar no mercado de trabalho na minha área. Atualmente estou estagiando em uma instituição e todos os ensinamentos que tive ao longo dos anos, me serviram como base para aprender cada vez mais com a prática.

O estágio te proporciona a possibilidade de se desenvolver fazendo uma troca entre o teórico e a prática, podendo levar o que aprendeu na universidade para o estágio e podendo retornar para os professores as dúvidas da prática, para que possam sanar através da teoria e das próprias experiências.”

Thais Pereira de Souza, de 25 anos, estagiária de Psicologia

Comunicar erros

Thais de Queiroz - Engenharia Ambiental e Sanitária

thais

“Estagio em uma consultoria especializada auxiliando o departamento de engenharia na elaboração dos projetos de Licenciamento Ambiental há 3 semanas. Fiquei sabendo da vaga quando enviei uma breve apresentação no site da empresa, perguntando se poderia enviar meu currículo.

Tive a oportunidade de participar de muitos projetos na Universidade, ter feito iniciação científica, participar de projetos de extensão, como o Projeto Canudos e o Projeto Gênero, Saúde e Meio Ambiente, pesquisas no Centro de Sustentabilidade e ter feito intercâmbio. E tudo isso me proporcionou um currículo interessante.

Assim, pude desenvolver muitos conhecimentos dentro e fora da sala de aula. E o curso colaborou me desenvolvendo conhecimento técnico e habilidades fundamentais como trabalho em equipe, iniciativa, visão ampla, comunicação e foco em resultados, por exemplo.

Os conhecimentos adquiridos na minha formação estão diretamente relacionados, como o impacto ambiental, responsabilidade ambiental e legislações”.

Thais Rocha de Queiroz, 22 anos, estagiária em uma empresa de consultoria especializada na viabilização ambiental de atividades empresariais.

Comunicar erros

Valdemir de França - Engenharia da Computação

valdemir

“Trabalho desde maio de 2015 na agência como Diretor de Arte Júnior e Front-End Developer. Consegui o emprego por indicação de um amigo. A Metodista me auxiliou indiretamente por se tratar de uma instituição já consolidada no mercado e como uma das melhores universidades privadas do ABC.

Estudar na Metodista me ajudou a adquirir não somente conhecimentos técnicos sobre a área na qual atuo, mas a me conhecer como profissional com metas e objetivos claros e bem definidos. No qual está diretamente ligado aos bons resultados de projetos que realizamos ao longo de um ano.

Dentre as diversas tarefas que executo aqui na agência e que aprendi no curso, destaco: Gerenciamento de projetos (com metodologias do PMI); Desenvolvimento de softwares; Definição de metas e objetivos para carreira profissional”.

Valdemir de França, 30 anos, Diretor de Arte Júnior e Front-End Developer em uma Agência de Publicidade.

Comunicar erros

Vinícius Claro - Jornalismo

vinicius“A característica da Metodista de dar espaço significativo para a parte prática, sem detrimento da teoria, é excelente para quem busca inserir-se no mercado. Não houve novidade na minha entrada em um jornal de grande circulação como o Diário do Grande ABC, em janeiro deste ano, porque já conhecia as ferramentas necessárias de produção jornalística.

Soube da vaga no Diário pela divulgação dos próprios professores pessoalmente e por e-mail no SIGA também, além de avisos em murais no prédio do Delta. Estar na Metodista foi fundamental para conseguir o estágio, já que existe parceria da universidade com o Diário. No entanto, o fato de trabalhar na Metodista com produções voltadas para o regional na sala de aula, com veiculação no portal Rudge Ramos Online, foi essencial para que eu, morador de São Vicente, na Baixada Santista, conhecesse melhor o ABC e pudesse trabalhar em um dos maiores jornais regionais do Brasil.

Importante considerar que também fui estagiário do Rudge Ramos Jornal, em 2015. Mais uma prova de que a universidade aposta no Jornalismo dando oportunidade para que os alunos vivam a experiência de uma redação multimídia dentro da própria escola. No RRJ pude realmente conhecer a fundo as ferramentas necessárias para execução da profissão e as estou aprimorando continuamente”.

Vinícius Claro, 22 anos, repórter, Diário do Grande ABC

Comunicar erros

Vinicius Zuccoli - Marketing

vinicius

“Todo conhecimento passado durante o curso de Marketing me auxilia muito tanto no quesito profissional quanto na vida pessoal. Consigo realizar meu trabalho na Agência WA5 – Marketing e Comunicação de modo muito mais efetivo, mas principalmente saber como, quando e de que forma atuar. Meu foco principal são mídias digitais. Atuo com planejamento de campanhas, criação de conteúdos e imagens, acompanhamento de métricas, identificação e acompanhamento de demandas de interação, elaboração de relatórios de performance, otimizações constantes nas campanhas. Sou responsável também pelo atendimento aos clientes, organização e tráfego de criação, e planejamento de tarefas. Além disso, atuo com professor no curso de Analista de Marketing em Mídias Sociais no Senac.


Formei-me em julho de 2013 e a Metodista contribuiu fortemente para minha carreira por ser uma universidade séria e muito bem conceituada no mercado. O curso de Marketing me possibilitou expandir conhecimentos exatamente por atender ao que buscava. Ou seja, conhecer o mercado, podendo ampliar minha visão de como transformar a teoria em prática e analisar todas as possibilidades que a área poderia me oferecer como profissional, um grande leque de oportunidades.


Sempre que questionado onde realizei minha formação superior, tenho muito orgulho em dizer que foi na Metodista, por todo o conhecimento adquirido, pelos grandes mestres e doutores que tive o prazer de conhecer e que puderam de alguma forma ajudar a me tornar o profissional que sou hoje”.


Vinicius Zuccoli, 28 anos, ex-aluno do curso de Tecnologia em Marketing.

Comunicar erros

Vinícius Remorino - Administração

vinicius“Trabalhar na Serasa Experian, empresa onde estou desde o início de 2015, tem ligação direta com minha graduação pela Metodista. Fiquei sabendo da vaga pela Central de Estágios.

A Metodista me deu base e suporte muito sólidos para entrar no mercado de trabalho. Tudo o que vi na teoria e na prática dentro no curso de Administração tornou muito mais fácil a transição e a aliança do conhecimento com a realização dentro da empresa. O peso e a experiência dos professores foram fundamentais no meu processo seletivo por me darem confiança e também passarem credibilidade à empresa. Além disso, a oportunidade que tive pela Metodista de estudar um semestre na Faculdade de Direito e Administração da Universidade de Coimbra, em Portugal, foi ponto determinante para estar onde estou.

O estágio na Serasa Experian teve como proposta o job rotation por todas as áreas do RH da empresa. Minha primeira função foi como Business Partner, atendendo as unidades de negócio de Marketing e Tecnologia da Informação da empresa, onde mais pude consolidar e aliar o conhecimento que tive dentro da Metodista em relação a gestão e consultoria, por exemplo.

Terminando a graduação neste dezembro de 2016, após quatro anos de curso, me sinto totalmente preparado para atuar em qualquer empresa, fazendo planos para minha área de atuação e também desenvolvendo ainda mais minha carreira”.

Vinicius Remorino, 24 anos, estagiário de Estrutura Organizacional e Compensation na Serasa Experian.

 

Comunicar erros

Vítor Vamondes - Jogos Digitais

vitor

“Me formei em Publicidade e Propaganda, também pela Metodista, em 2012. Trabalho na Smarttech, escola de Computação Gráfica localizada em Santo André, mais especificamente no Estúdio. Além de ser um departamento de capacitação dos alunos através de estágios, desenvolvemos jogos próprios e projetos em parceria com empresas. Exatamente pelo trabalho que desenvolvi junto ao meu grupo, logo no primeiro semestre, que consegui a vaga de estágio. Além do portfólio que consegui montar, o conhecimento adquirido ao longo do semestre me auxiliou, inclusive, em provas práticas que a área demanda.

Desde a minha primeira formação na Metodista, enxerguei um diferencial para o meu aprendizado através de aulas e trabalhos práticos. Hoje, tendo atuado em dois mercados diferentes, sinto que o que todos os meus professores sempre frisaram colaborou muito para a minha formação profissional: os alunos da Metodista são preparados para o mercado e se tornam excelentes profissionais.

As ferramentas que são utilizadas no curso (Unreal Engine 4, Maya, Blender, etc.) são referências no mercado. Foi graças ao aprendizado de todas as áreas (modelagem, programação, arte, roteiro etc.) que em apenas três meses de estágio fui efetivado e promovido a Líder do departamento.

Optei pela modalidade EAD justamente para poder conciliar um possível estágio/emprego com a graduação. Apesar de possuir um ritmo diferente da modalidade presencial, o ensino à distância exige muita disciplina do aluno com relação a horários de estudo e entrega de trabalhos. Não tive problemas com a adaptação e sinto que é a modalidade perfeita para as minhas necessidades.”

Vítor Davanzo Vamondes, 25 anos, Gameplay Programmer e Líder do setor de Desenvolvimento.

Comunicar erros