Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Policlínica / Notícias / Policlínica realiza hemograma gratuito durante o mês de junho

Policlínica realiza hemograma gratuito durante o mês de junho

Avaliação é capaz de revelar doenças comuns como a anemia

25/05/2017 17h35 - última modificação 31/05/2017 17h24

A Policlínica da Universidade Metodista de São Paulo realizará hemogramas gratuitos de 1 a 14 de junho. A análise do sangue permite detectar doenças como anemias e infecções, por exemplo, ou doenças mais sérias, como a leucemia. 

O exame é feito com uma amostra de sangue e não precisa de jejum. Alunos, funcionários, professores e comunidade externa poderão realizar o hemograma na Policlínica do campus Rudge Ramos (Rua Alfeu Tavares, 149, Rudge Ramos - São Bernardo do Campo - SP) ou no Núcleo de Análises Clínicas do campus Planalto (Av. Dom Jaime de Barros Câmara, 1000 Planalto, São Bernardo do Campo - SP).

O que é?

O hemograma é um exame de triagem, onde são avaliadas as células do sangue e pode conter informações importantes sobre como anda nossa saúde.

A falta de nutrientes importantes para o nosso corpo adquiridos na alimentação diária, como o ferro, o ácido fólico e a vitamina B12, afetam de forma indireta nossas hemácias (células do sangue que transportam oxigênio para todos os órgãos e tecidos do corpo humano) e podem levar a um quadro de anemia. Outros casos como a hereditariedade (quando passa de pai para filho) podem também desencadear um processo anêmico congênito.

O exame de hemograma avalia também os leucócitos, que são as células de defesa do nosso organismo, e sua alteração pode indicar um caso de infecção (por vírus ou bactérias), ou doenças mieloproliferativas, como a leucemia (câncer no sangue).

E por último, as plaquetas que são partículas de células encarregadas no auxílio à hemostasia (processo que tem o objetivo de cessar o sangramento), e a alteração pode ser causada pelo uso de medicamento, doenças congênitas, falta de nutrientes, doença autoimune (quando nossas próprias células de defesa atacam componentes naturais do nosso corpo) e até infecções bacterianas e virais como a Dengue, por exemplo.

Quais os sintomas?

Uma pessoa com anemia pode apresentar fadiga excessiva, palidez, tontura, fraqueza, sonolência e desânimo.

Já as infecções estão associadas a diversos sintomas, sendo bastante comum a presença de febre.

Os processos leucêmicos estão associados a quadros febris, cansaço, fraqueza, dor de cabeça, dor nos ossos e articulações e sangramentos espontâneos.

Sangramento anormal no nariz e boca, períodos menstruais abundantes e hematomas também podem surgir e indicar a redução do número de plaquetas no sangue.

Qual o preparo?

O hemograma é um exame que não exige jejum. É realizado, no entanto, uma colheita da amostra de sangue por punção venosa.

Qual o tratamento?

O tratamento vai depender de qual parâmetro do exame estará alterado e a associação com a clínica do paciente. Em caso de anemias carências, por exemplo, é necessário um acompanhamento com nutricionista além do uso de suplementos. As infecções bacterianas são tratadas com uso de antibiótico indicado pelo médico. Já em uma leucemia o acompanhamento de um hematologista é fundamental e o tratamento é mais invasivo, sendo necessário uso de radioterápicos e quimioterapia. De forma geral, o número de doenças é muito amplo, e é de extrema importância que tenha sempre o acompanhamento médico se houver alteração no exame.

Como prevenir?

Uma alimentação nutritiva e equilibrada é fundamental para a manutenção e bom desempenho das células do sangue. Alguns hábitos como a prática moderada e regular de exercícios físicos ajudam a aumentar a resposta imunológica realizada pelos leucócitos. Já maus hábitos como uso prolongado e excessivo de álcool e o tabagismo podem causar lesões nos pneumócitos (células do pulmão) e hepatócitos (células do fígado), podendo desencadear processos inflamatórios e aumento dos níveis de leucócitos no sangue.

Qual o local?

• Policlínica – Edifício Iota Campus Rudge Ramos
Segunda a sexta, das 7h às 12h
Telefone: (11) 4366-5565

• Núcleo de Análises Clínicas – Campus Planalto
Segunda a sexta, das 10h às 11h30h e das 14h às 16h
Telefone: (11) 4366-5391

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , , , ,