Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Pastoral / Reflexões da Pastoral / A Terra pede socorro. Precisamos agir já!

A Terra pede socorro. Precisamos agir já!

Profª Rosane Silva de Oliveira – Agente da Pastoral Universitária

“Vi novo céu e nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe”. Apocalipse 21.1

Conversando com a Profª Waverli Neuberger- Coordenadora do Núcleo e Agência Ambiental-Universidade Metodista de São Paulo referente às Mudanças Climáticas Globais, ela me recomendou que assistisse ao filme "Uma Verdade Inconveniente" lançado em 2006. Nele, Al Gore (EUA) alerta que a humanidade está sentada numa bomba relógio. Pensei: até onde a ganância humana levará o nosso planeta a total destruição?


A racionalidade moderna procedeu a uma dessacralização do mundo natural e a beleza da natureza e a sensação de maravilha diante do mundo tornaram-se sentimento estético, diversão ou catarse. Consolos ajudam a tornar a vida mais suportável, mas não impulsionam para a mudança. O que necessitamos como homens e mulheres são ações práticas para conscientizar cada um a fazer a sua parte no dia-a-dia para preservar a natureza. Não podemos ficar alheios a esses acontecimentos ou simplesmente paralisar diante das previsões apocalípticas. O dever de cada cidadão e cidadã que sonha com um mundo melhor para viver é continuar conscientizando as pessoas da importância para todos os seres vivos e o planeta, evitar o desperdício de água, energia, combustível, etc.

O efeito estufa é um fenômeno natural indispensável para manter a superfície do planeta aquecida. Sem ele, a Terra seria muito fria, cerca de -19ºC. Os gases do efeito estufa são capazes de reter o calor do Sol na atmosfera, formando uma espécie de cobertor em torno do planeta, impedindo que ele escape de volta para o espaço. Este fenômeno se torna um problema ambiental, quando a emissão de gases do efeito estufa (como o gás carbônico, o metano e o óxido nitroso), é intensificada pelas atividades humanas, causando um acréscimo da temperatura média da Terra, conhecido como Aquecimento Global.

O possível impacto do aquecimento global no Brasil previsto por pesquisadores brasileiros do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), são: nos próximos anos, as regiões Sul e Sudeste vão sofrer com chuvas e inundações cada vez mais freqüentes; a floresta Amazônica pode perder 30% da vegetação, por causa de um aumento na temperatura de vai de 3ºC a 5,3ºC até 2100; no Nordeste, até o fim do século, a variação deve ficar entre 2ºC e 4ºC; o nível do mar deve subir 0,5 metro nas próximas décadas e 42 milhões de pessoas podem ser afetadas; o aumento na temperatura no Centro-Sul do país deve ser de 2ºC a 3ºC, aumentando a força das tempestades; o Brasil precisa de um plano nacional de mudanças climáticas englobando vulnerabilidade, impactos e adaptação; a concentração de gás carbônico ou dióxido de carbono (CO2) na atmosfera cresceu principalmente pelo uso de combustíveis fósseis (carvão, petróleo, gás natural) em termelétricas, indústrias, automóveis e também pela devastação e queima de florestas; blocos de gelo do tamanho de pequenos países têm se desprendido da Antártida.
Os efeitos climáticos tendem a ficar mais freqüentes e extremos.


O aquecimento crescente poderá provocar entre outras conseqüências : incêndios florestais de difícil controle, alteração nos regimes das chuvas, avanço do mar sobre os rios e o litoral, escassez de água potável, destruição de habitat e a conseqüente perda de biodiversidade (acentuada extinção espécies afetando ecossistemas), perdas agrícolas, mais fome, migrações de comunidades vulneráveis (problemas sociais) e ameaças à saúde das pessoas (dengue, malária, desnutrição, doenças por contato com água contaminada). Extraído do site: www.natureba.com.br "Responsabilidade Ambiental na Prática : Combate ao Desperdício e Preservação da Natureza."

Por que a humanidade não dá continuidade à tarefa original proposta pelo criador? Como nos lançamos não somente a nós mesmos, mas igualmente toda a criação, que estava ligada a nós, na desordem, miséria e morte? Essa é uma resposta que cada um de nós deverá responder individualmente!

Comunicar erros

ATENDIMENTO

Campus Rudge Ramos -  Edifício Sigma, Sala 205
Telefone – 4366-5543

Atendimento:


- Segunda a sexta-feira, das 8h às 22h
- Sábados, das 8h às 12h



Campus Planalto – Edifício A, Sala 316
Telefone: 4366-5339

Prof.ª Rosane Silva de Oliveira
Pastor Hércules Andrade Araújo
Pastor Edemir Antunes Filho

Atendimento:

- Segunda-feira, das 8h às 12h e das 19h às 21h30
- Terça-feira, das 8h às 21h30
- Quarta-feira, das 10h às 21h30
- Quinta-feira, das 8h às 14h e das 19h às 21h30
- Sexta-feira, das 8h às 12h
 



Campus Vergueiro -  Edifício A, sala 150
Telefone: 4366-5403

Pastora Angela Aparecida Balbastro Ribeiro
Pastor Edemir Antunes Filho

Atendimento:

- Terça-feira, das 14h às 21h30
- Quinta-feira, das 14h às 21h30



Colégio Metodista SBC
Telefone: 4366-5796

Pastor Wesley Cardoso Teixeira
Prof.ª Elaine Cezar da Silva

Atendimento:

- Segunda-feira, das 8h às 12h
- Quarta-feira, das 8h às 17h
- Terça, quinta e sexta-feira, das 8h as 17h30