Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2013 / Julho / Participantes do Projeto Canudos dinamizam método de ensino no vilarejo

Participantes do Projeto Canudos dinamizam método de ensino no vilarejo

10/07/2013

10/07/2013 12h25 - última modificação 19/04/2017 20h09

Por Laiza Lopes

As atividades educativas também se destacam no Projeto Canudos. Os alunos dos cursos de Pedagogia, Psicologia e Educação Física são os responsáveis por coordenar ações destinadas às crianças canudenses e exercem papel muito importante no desenvolvimento educacional da comunidade.

A integração entre os cursos é uma característica presente nesta edição do Projeto. “As áreas de Pedagogia, Psicologia e Educação Física fizeram uma reunião para discutir o que seria interessante trazer para os alunos daqui”, contou a estudante do 3º ano de Educação Física, Priscila Santos, de 27 anos, que já trabalhou ministrando aulas para o ginásio e ensino médio.

Na Escola Municipal de Alto Alegre, a única unidade de ensino de Canudos Velho, os professores ministram aulas para crianças de 0 a 12 anos. As turmas são multisseriadas, ou seja, abrangem alunos de diferentes estágios escolares na mesma sala. A proposta dos extensionistas é introduzir atividades de forma lúdica que condizem com o que os alunos aprendem na escola, além de procurar modos de driblar a dificuldade dos professores em promover a educação nestas condições.

A estudante do 2º ano de Pedagogia, Luciene Costa, de 29 anos, está participando do Projeto Canudos pela primeira vez. A futura professora trouxe algumas atividades que incentivam a interação entre as crianças. Os alunos do pré 1 e 2, por exemplo, foram introduzidos às quatro estações do ano por meio de uma árvore coberta por folhas de casca de lápis que simboliza uma estação do ano. “Tivemos uma roda de conversa para eles interagirem, isso ajudou para que eles se sentissem em casa”, contou Luciene.

Outra atividade realizada fez com que os alunos exercitassem a matemática. Os extensionistas montaram um mercado na sala do 3º ano com itens de alimentos, bebidas e higiene. Os alunos receberam dinheiro fictício para irem às compras. A partir disso, eles tiveram noções de soma, subtração e até de finanças.

Carlos Almeida, de 20 anos, aluno do 3º ano do curso de Psicologia e também novato no Projeto Canudos, acompanhou os exercícios educativos na escola. “Conseguimos superar o problema de interação e fizemos com que os alunos participassem das atividades pedindo pela ajuda deles”, disse o estudante.

A didática utilizada pelos participantes do projeto foi o que chamou a atenção dos professores que dão aula na escola canudense. “Eles trouxeram criatividade e mostraram outras formas de trabalho”, contou a professora do pré-escolar 1 e 2, Rosária Anselmo, de 26 anos.

No último dia de atividades do Projeto Canudos, o trabalho na escola é voltado para incentivar a coordenação motora e comportamento social. As crianças também aprenderam a construir o próprio material para os jogos. “Eles são muito atenciosos e receptivos. Outro fator que facilita é a proximidade entre alunos e professores. Você dá aula aqui e os encontra na rua, já que o vilarejo é pequeno”, conclui a futura educadora física, Priscila Santos.

Saiba mais:

Projeto Canudos leva atendimento e cultura à Fazenda Chora Menino

Projeto Canudos: começa maratona de atendimentos à população

Estudantes de Engenharia Ambiental desenvolvem ações sustentáveis em Canudos

Projeto Canudos: a extensão com o pé no sertão

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , ,
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático