Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / RPCOM / Sociedade & Meio Ambiente / Legado das Águas – Reserva Votorantim: Um presente para o futuro

Legado das Águas – Reserva Votorantim: Um presente para o futuro

Iniciativa pioneira é um passo importante para a preservação da Mata Atlântica

30/10/2014 00h32

Legado das águas - Reserva Votorantim

Bruno Portela
Gabriela Venâncio
Foto: Digulgação 

 A Votorantim possui 96 anos de atuação no mercado de cimentos, metais, siderurgia, celulose, suco de laranja, energia e finanças.  Atualmente é um dos maiores conglomerados do Brasil e atua em 21 países.  A empresa acredita na importância de desenvolver seus negócios de forma sustentável, respeitando o meio ambiente e as comunidades locais.

 Ao longo de sua história, o grupo enxergou de forma visionária a necessidade de construir suas próprias usinas hidrelétricas e de proteger os recursos naturais, por isso, entre as décadas 40 e 60, adquiriram diversas propriedades de terra com vegetação da Mata Atlântica, localizadas no sul do estado de São Paulo.

 Segundo Frinéia Silva, gerente de Sustentabilidade da Votorantim Industrial, responsável pela gestão da Reserva Votorantim - Legado das Águas – “eles protegem um dos biomas mais ameaçados do mundo, a Mata Atlântica, com um residual de apenas 8% de sua vegetação original. Há 50 anos, quando Dr. Antônio Ermírio de Moraes realizou a compra das terras, o objetivo era que elas fizessem parte da área das sete usinas hidrelétricas, entretanto, ao invés de comprar só porções de terras, comprou-se uma área de terras muito maior, por entender ser necessário que toda a floresta permanecesse em pé, por regular o clima, garantir o regime hidrológico e a regulação climática que hoje se entende como serviços ecossistêmicos”.

Em 2012, a Votorantim considerou ser estratégico assinar junto ao governo do estado de São Paulo o Protocolo de Intenções, oficializando o objetivo de proteger a Reserva, para perpetuar a proteção da área e para garantir a preservação de 31mil hectares, comparável ao tamanho de Curitiba ou Diadema. A área permite a conexão com outras unidades de conservação da região e promove a circulação das espécies de animais. Uma delas que reside lá é o macaco Muriqui, espécie rara das Américas, evidenciando o grau de conservação da Reserva.

A Votorantim protege essa área há 50 anos. Quando uma empresa reconhece a dependência desses serviços ecossistêmicos, ela garante que ações serão feitas para se conservar o uso dos recursos naturais em longo prazo. A Reserva Votorantim preserva o recurso hídrico, que por vez ajuda na geração de energia, pela Votorantim Energia, que irá garantir a produção de alumínio pela Votorantim Metais, tornando tudo interligado. “No momento que as empresas começarem a reconhecer a sua dependência dos serviços ecossistêmicos, elas irão agir de maneira sustentável, pois irão olhar toda sua relação com o meio ambiente e a questão social”, explica Frinéia.

A presença da Reserva Votorantim – Legado das Águas na região é importante não só pelas questões ambientais, mas também socioeconômicas, pois a partir do momento que a área está sendo protegida e recebe investimentos, garante-se que ela se perpetue e não sofrerá agressões pela comunidade, pela própria empresa e por forasteiros, pois a comunidade irá ajudar a protegê-la.  A partir do momento que há possibilidade de fazer uso dos recursos naturais, pode-se fomentar a cadeia produtiva da comunidade. 

Comunicar erros