Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / RPCOM / Sociedade & Meio Ambiente / Documento define o conceito de sustentabilidade

Documento define o conceito de sustentabilidade

Entenda o estudo que está por trás dos novos recursos ambientais da Ecovias

29/10/2015 23h36

Carlos Napolitano, diretor de operações da Ecovias. Foto: Arquivo pessoal

Lais Trinca
Marina Vizoni

No início da década de 80, a ONU – Organização das Nações Unidas, iniciou um debate sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento. A partir dele, a Comissão elaborou um documento denominado “Nosso Futuro Comum”, e nesse relatório foi elaborada uma das definições mais difundidas do conceito de sustentabilidade: “o desenvolvimento sustentável é aquele que atende as necessidades do presente sem comprometer as possibilidades de as gerações futuras atenderem suas próprias necessidades”. Este documento chamou a atenção do mundo sobre a necessidade urgente de encontrar formas de desenvolvimento econômico que se sustentassem, sem a redução dramática dos recursos naturais com danos ao meio ambiente.

As ações desenvolvimentistas no Brasil foram aos poucos incorporando uma perspectiva ambientalista e foram introduzidas efetivamente em nosso meio a partir da Resolução CONAMA nº 01/86. Esta resolução estabeleceu as diretrizes gerais para a apresentação do EIAEstudo de Impacto Ambiental e respectivo RIMA- Relatório de Impacto Ambiental.

No Brasil, até a década de 90, a ecologia era encarada como atividade secundária por grande número de empresários e dirigentes públicos que se mostravam admirados com as exigências crescentes impostas por organismos financeiros para conceder recursos destinados a projetos de grande porte, como é o caso, a construção de uma rodovia pela Ecovias em áreas de preservação ambiental.

“Todas estas mudanças efetivaram o conceito e a forma dos projetos desenvolvidos na construção de rodovias, tornando o comprometimento com melhoria contínua do projeto uma constante no seguimento” afirma o diretor de operações, Carlos Napolitano.

O Sistema de Gestão Ambiental considera as restrições impostas ao projeto, ao produto ou ao serviço, por órgãos ambientais, como desafios para a inovação e a criação de soluções, que vão propiciar um desenvolvimento sustentável. Essa é a filosofia ecológica que se encontra no projeto e na construção de novas rodovias, onde os especialistas através de uma metodologia científica resolveram uma equação complexa, envolvendo o aspecto ambiental versus o impacto ambiental, cuja solução produz o desenvolvimento sustentável.

A implementação do Sistema de Gestão Ambiental no projeto, trouxe o comprometimento em favor de dois pilares da gestão: a prevenção ao impacto ambiental e a melhoria contínua do projeto. Pode-se dizer, que o projeto cumpriu o objetivo de satisfazer os interesses sócio-econômicos da população, além de produzir vantagem ambiental, através da produção de uma obra limpa ambientalmente, com a redução da intervenção na área florestal.

Comunicar erros