Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Pós-Graduação em Psicologia da Saúde / Estrutura do Programa

Estrutura do Programa

MESTRADO

Conforme deliberação do Colegiado de Curso em 2003, para obtenção do título de MESTRE em Psicologia da Saúde a partir do ano de 2004, exige-se a integralização de, no mínimo, 32 créditos em atividades acadêmicas, descritas a seguir:

Composto de 32 créditos, sendo:

- 09 (nove) créditos em três disciplinas obrigatórias, com 03 créditos cada;
- 15 (quinze) créditos em 5 disciplinas eletivas, com 03 créditos cada;
- 02 (dois) créditos em Orientação de Projeto (I e II), com 01 crédito cada;
- 04 (quatro) créditos em Orientação de Dissertação (I e II), com 02 créditos cada;
- 02 (dois) créditos pela Apresentação da Dissertação, com aprovação da Banca Examinadora.


Disciplinas do Mestrado

1. Obrigatórias:

1.1 Fundamentos da Psicologia da Saúde
Ementa: Histórico da psicologia da saúde. O modelo biomédico, a psicossomática e o modelo biopsicossocial de saúde. Conceitos de saúde e doença. Objetivos da psicologia da saúde. Cuidados de saúde primários. Promoção, proteção, prevenção e reabilitação da saúde individual e coletiva. Correlatos psicossociais da saúde. Fatores psicológicos e saúde. A interdisciplinaridade e a multidisciplinaridade. Problemas de comunicação em saúde e suas consequências. Pesquisas contemporâneas em psicologia da saúde.

1.2 Metodologia Científica
Ementa: - O Conhecimento Científico: a história da Ciência e as distinções entre Ciência e senso Comum. Filosofia da Ciência. A interação ciência e pesquisa: da origem do pensamento de Descartes ao raciocínio newtoniano e a valorização da verificação. A crítica de K. Popper e a crítica de T. Kuhn. Pilares da sustentação do método: Observação; hipóteses e a previsibilidade; controle; falseabilidade; generalização e a validade da investigação científica. Os delineamentos de investigação das ciências naturais e factuais. A ciência psicológica, a pesquisa e a validade de suas investigações. A objetividade versus Subjetividade. Ética na pesquisa.

1.3 Pesquisa em Psicologia da Saúde
Ementa: A elaboração do projeto de pesquisa segundo os delineamentos qualitativos e quantitativos. Fundamentos das pesquisas qualitativas e quantitativas. Os principais delineamentos de pesquisa em psicologia da saúde: o método de pesquisa experimental; os delineamentos de pesquisa epidemiológicos; o método clínico na investigação psicológica. Principais críticos e filósofos da ciência: K. Popper e T. Kuhn.

1.4 Orientação de Projeto I e II

1.5 Orientação de Dissertação I e II

1.6 Estágio em Docência (não conta créditos para integralização)

1.7 Comprovante de submissão de artigo (não conta créditos, mas condiciona a defesa da dissertação)


2. Eletivas por Linha de Pesquisa:

- Linha: Processos Saúde-Doença e Psicofisiologia - (Profs. Serafim, Basile e Manuel)

2.1 Anatomia funcional do comportamento
Ementa: Evolução e anatomia comparada do sistema nervoso dos vertebrados. Circuitos de projeção e fisiologia de larga-escala do encéfalo. Psicologia descritiva da atenção, pensamento, detecção, emoção e volição. Relações encéfalo-mente. Estudos eletrofisiológicos e metabólicos de processos mentais: crítica dos potenciais e limitações dos métodos. Desenho de tarefas experimentais. Crítica ao funcionalismo psicológico. Nova localização de função. Aplicações de conhecimentos anátomo-fisiológicos à Psicologia da Saúde.

2.2 Investigação psicológica e neuropsicológica em contextos clínicos forenses
Ementa: Fundamentos da investigação psicológica e neuropsicológica. Atuação prática e pesquisa em relação aos transtornos mentais, a violência repercussões clínicas forenses.

2.3 Psicofisiologia dos processos psicológicos básicos
Ementa: Delimitação dos objetos da Psicofisiologia. Estudo fisiológico de processos psíquicos. Anatomia de circuitos de projeção e fisiologia de larga-escala do encéfalo. Formulação de hipóteses de relações entre o encéfalo e o funcionamento mental. Estudo eletrofisiológico da atenção e detecção. Desenho de tarefas experimentais. Análise de campos eletromagnéticos associados ao comportamento. Outras técnicas de avaliação psicofisiológica. Fronteiras de avanço em Psicofisiologia. Aplicações da Psicofisiologia à Psicologia da Saúde.

2.4 Dependência de substâncias psicoativas
Ementa: Aspectos históricos do uso de substâncias psicoativas. Conceitos básicos de Psicofarmacologia. Fatores psicológicos e socioculturais envolvidos no consumo de drogas. A família do dependente de drogas e outros grupos de referência. Aspectos psicodinâmicos, mecanismos de defesa, e transtornos relacionados ao uso de substâncias psicoativas. Intervenções clínicas: internação hospitalar, psicoterapias, farmacoterapia, orientação familiar e grupos de auto-ajuda. Políticas públicas nas áreas de educação, prevenção e tratamento de dependência de drogas.

2.5 Grupalidade e saúde mental
Ementa: Fundamentos de grupalidade. Processo grupal. Aspectos históricos da organização social do grupo familiar. A Educação para a saúde no âmbito grupal e institucional. Aspectos psicológicos da organização familiar. Abordagem psicanalítica da dinâmica familiar. Abordagem relacional sistêmica da Família. Conflitos, sintomas e fatores de proteção familiar. Introdução a grounded theory. Estudo de parentalidade em risco: comportamento parental e maltrato; toxicodependência; mães com HIV; transtornos mentais.

- Linha: Saúde, Violência e Adaptação Humana – (Profas. Hilda, Marilia, Maria Geralda e Miria)

2.6 Família e Saúde
Ementa: Família: conceito, origem e evolução. Psicodinâmica da família e os processos inconscientes que regem as interações familiares. A família como elemento de saúde ou de doença para seus membros. Concepção de Evolução da Adaptação e prevenção ampla e a importância da família. Casamento e relações conjugais. Psicoterapia Preventiva da Família.

2.7 Comunidade e Saúde
Ementa: A história da família através dos tempos. As relações entre as mudanças econômicas e socioculturais com as mudanças na concepção de família e suas consequências na psicodinâmica do grupo familiar.

- Linha: Trabalho, Organizações e Saúde – (Profs. (as) Luci, Magno e Maria Carmo)

2.8 Resiliência e trabalho
Ementa: Resiliência e trabalho. Tendências teóricas: traço e processo. Facetas da resiliência. Resiliência pessoal e trabalho. Organizações positivas e resiliência. Fatores promotores da resiliência no trabalho. Medidas de resiliência. Pesquisa sobre resiliência e trabalho.

2.9 Pesquisa quantitativa
Ementa: Escalas de mensuração. Estatísticas descritivas: tendência central, dispersão e correlação. Análise de variância. Organização de banco eletrônico de dados. Análises estatísticas através de softwares estatísticos.

2.10 Saúde e trabalho
Ementa: Histórico e perspectivas da saúde do trabalhador. Condições de trabalho e saúde. Promoção e proteção da saúde no trabalho. Saúde positiva e trabalho. Pesquisa sobre saúde e trabalho.

2.11 Escalas de avaliação em Psicologia da Saúde
Ementa: Fundamentos Psicométricos da construção de escalas de medida em Psicologia da Saúde: importância da base teórica, formatação dos itens, provas de validade e fidedignidade. Critérios para escolha de escalas para diagnóstico e pesquisa. Escalas utilizadas em Psicologia da Saúde.

 

DOUTORADO

Conforme Regulamento de Pós-Graduação Stricto e Resolução do CONSUN nº 43/14 e Proposta de Doutorado aprovada pela CAPES em 2014, para obtenção do título de DOUTOR em Psicologia da Saúde, exige-se a integralização de, no mínimo, 48 créditos em atividades acadêmicas, descritas a seguir:

Compõe-se de 48 créditos, sendo:

- 12 (Doze) créditos em 4 disciplinas obrigatórias, com 03 créditos em cada;
- 12 (Doze) créditos, no mínimo, em 4 disciplinas eletivas, com 3 créditos em cada;
- 04 (quatro) créditos em Seminário de Pesquisa I e II, com 02 créditos em cada disciplina (Cursados no 1º e 2º semestres do curso);
- 08 (oito) créditos em Orientação de tese I, II, III e IV (Créditos atribuídos posteriormente pelo orientador, vinculados à defesa); (Orientação de tese níveis I e II acontecem antes da Qualificação, e III e IV, após a Qualificação);
- 06 (seis) créditos correspondentes à publicação de artigo científico em revista nacional ou internacional, atribuídos conforme decisão do Colegiado do Programa;
- 03 (três) créditos correspondentes à apresentação de, no mínimo, dois trabalhos em eventos científicos de âmbito nacional ou internacional;
- 03 (três) créditos pela Apresentação da tese, com aprovação da Banca Examinadora.

 

Disciplinas do Doutorado

1. Obrigatórias:

1.1 Fundamentos Epistemológicos e Metodológicos em Psicologia da Saúde
Ementa: Análise e reflexão dos aspectos básicos da problemática de pesquisa e da elaboração do projeto de pesquisa. As questões de ordem teórica que envolvem a pesquisa. A elaboração de projetos de pesquisa.

1.2 Tópicos em Psicologia da Saúde
Ementa: Análise teórico-metodológica em psicologia da saúde, tendências atuais. Pesquisa e atuação na área. Representações sociais de saúde e doença. Comportamento e saúde. Pesquisa psicológica em instituições de saúde e na comunidade. Fatores sociais, condutas protetivas e de risco. Qualidade de vida. Eficácia Adaptativa. Estilo de Vida.

1.3 Métodos Qualitativos na Pesquisa Científica
Ementa: Contextualização histórica dos métodos qualitativos em psicologia da saúde. O problema da cientificidade na pesquisa acadêmica. A caracterização do objeto de pesquisa no campo da psicologia da saúde e da doença. Propriedades da pesquisa lógico formal e informal. Adequação de métodos e teorias. Variedade de abordagens e métodos na investigação qualitativa. Posições teóricas fundamentais; interacionismo simbólico, a entometodologia e o enquadramento cultural da realidade social e subjetiva; modelos estruturalistas. Métodos Indutivos e dedutivos.

1.4 Métodos Inferenciais em Psicologia
Ementa: Visão global das análises estatísticas multivariadas. Pressupostos das análises multivariadas. Poder do teste. Análise de variância e covariância. Regressão linear múltipla. Interpretação dos resultados.

1.5 Seminários de Pesquisa I e II
Ementa: Trabalho de pesquisa sob a orientação de um professor. Conteúdo variável de acordo com o tema de pesquisa e de interesse do professor e do aluno.

1.6 Orientação de Tese I, II, III e IV
Ementa: Estudos teóricos e metodológicos sobre temas relativos à tese. Orientação e acompanhamento do desenvolvimento da pesquisa para a produção da tese.

1.7 Estágio em Docência para os que não cursaram no Mestrado (não conta créditos para integralização)


2.Eletivas por Linha de Pesquisa:

- Linha Pesquisa: Processos Saúde-Doença e Psicofisiologia - (Profs. Serafim, Basile e Manuel)

2.1 Personalidade, restauração e fatores de vulnerabilidade
Ementa: Estudo dos modelos fatoriais e das dimensões da Personalidade. O modelo psicobiológico do temperamento e caráter. Neuroticismo e vulnerabilidade à saúde

2.2 Psicofisiologia I: Circuitos do encéfalo e a organização do comportamento
Ementa: O sistema nervoso no Reino Animal e circuitos de projeção dos mamíferos. O animal hipotalâmico e aparelhos efetores. Circuitos de alta-resolução topográfica. A organização colunar e sua degeneração na hierarquia cortical. Princípios de conexões córtico-corticais. Núcleos e campos de projeções difusas. Expansão do conceito de gânglios da base, a amígdala expandida e estruturas de mediação do telencéfalo. Hipóteses de integração funcional do encéfalo.

2.3 Psicofisiologia II: Fisiologia em larga escala dos circuitos do encéfalo
Ementa: William James e a psicologia descritiva dos processos mentais. Crítica dos conceitos de relações encéfalo-mente, atomismo, causalidade e informação. Correlatos fisiológicos dos processos mentais. Representação neural. Aprendizado neural. Sumário de técnicas de investigação em neurofisiologia e neurocirurgia funcional. Rastreamento metabólico em neurofisiologia humana. Análise de campos eletromagnéticos em fisiologia humana. Localização funcional: novas hipóteses.

2.4 Psicopatologia Fundamental e Promoção de Saúde
Ementa: Aspectos históricos e desenvolvimento das noções de saúde, doença e sofrimento mental. Origem e transformações dos principais modelos psicopatológicos. Critérios de normalidade e anormalidade psicológica. Políticas de atenção à saúde e suas implicações sociais, psicológicas e éticas. Estudo dos principais modelos teóricos dos sintomas, dos transtornos mentais e do comportamento. Métodos epidemiológico e clínico em saúde. Projetos de pesquisa e de intervenção promotoras de saúde no campo do pathos.

2.5 Equipe Multiprofissional e Intervenção em Saúde Coletiva
Ementa: Abordagem das práticas de intervenções que deram suporte ao crescimento do conceito de saúde pública, as práticas de “polícia médica”, as doenças epidêmicas históricas, processo saúde/enfermidade, construção do conceito de saúde coletiva, saúde coletiva e sua relação com as ciências humanas /sócias, saúde como um bem público. Histórico dos conceitos de redes de suporte social, qualidade de vida e estilo de vida comunitário e o narcisista/individualista. Formação multiprofissional das equipes em saúde coletiva; conceitos dos níveis de trabalho disciplinar, interdisciplinar e transdisciplinar; abordagens do processo grupal das equipes; produção de conflitos e formas de enfrentamento criativas.

2.6 Psicofisiologia dos afetos
Ementa: Aspectos psicofisiológicos das emoções humanas tanto em situações normais quanto em patologias mentais. Revisão da definição de psicofisiologia como disciplina cientifica, seus conceitos e métodos de trabalho. Ênfase nos mecanismos através dos quais os fenômenos neurobiológicos dão origem a estados subjetivos complexos e, a partir destes, como fenômenos sociais emergem. Temas integradores como cognição social, empatia e afetividade serão discutidos a partir de projetos de pesquisa e artigos gerados por pesquisadores do próprio programa que serão convidados a debatê-los.

- Linha de Pesquisa: Saúde, Violência e Adaptação Humana – (Profas. Hilda, Marilia, Maria Geralda e Miria)

2.7 Psicologia e Humanização da Assistência à Saúde
Ementa: Estrutura da Assistência à Saúde Pública e Suplementar no Brasil e em outros países. Humanização da assistência à Saúde, conceito de humanização, origem e evolução deste conceito. O que é preconizado no Brasil hoje, o que as pesquisas e práticas indicam sobre humanização. Como a psicologia, suas técnicas, métodos e modelos de intervenção podem contribuir para o processo de humanização da assistência à saúde no Brasil.

2.8 Conflito, mediação e processos restaurativos
Ementa: Conceitos de conflito. Conflitos intragrupais. Conflitos de relacionamento, de processo e de tarefas. Dimensões dos conflitos: grau de emoção negativa; importância e potencial de resolução. Consequências dos conflitos. Modelos e definições de mediação. Modelos focados no acordo. Modelos focados nas relações. O processo restaurativo e o acordo. A resolução de conflito na família e na escola. Ética e Moral na mediação.

2.9 Processos Psicológicos no Contexto da Violência
Ementa: Estudo dos processos psicológicos em situação de violência. Princípios da pesquisa de fatores psicossociais na violência física, psicológica e sexual. Estudo das consequências do abuso sexual no desenvolvimento emocional da criança.

- Linha de Pesquisa: Trabalho, Organizações e Saúde – (Profs. (as) Luci, Magno e Maria Carmo)

2.10 Tópicos Especiais em Avaliação e Medidas em Psicologia da Saúde
Ementa: Conceito de escalas em Psicometria. Dimensionalidade dos construtos. Tipos de escalas. Construção de escalas em Psicologia da Saúde: seleção de construtos; princípios de construção; dimensões teóricas; construção dos itens; provas de validade e fidedignidade. Uso de software estatístico para validação e teste de fidedignidade das escalas. A Análise fatorial.

2.11 Tópicos Especiais em Psicologia Organizacional e do Trabalho
Ementa: Análise aprofundada de conteúdos da psicologia organizacional e do trabalho, com ênfase em temáticas contemporâneas.

3. Disciplinas do Núcleo Comum – (MESTRADO/DOUTORADO)

Disciplinas eletivas do Núcleo Comum dos Programas de Pós-graduação Stricto Sensu na UMESP podem ser cursadas para Mestrado e Doutorado. São oferecidas por um núcleo comum da universidade:

3.1 Docência no ensino superior
Ementa: Inicia-se com uma análise do fenômeno educativo na perspectiva de evidenciar sua complexidade e de mostrar a necessidade da fundamentação pedagógica para a docência no ensino superior. Em seguida identificam-se alguns dos fundamentos filosóficos que determinam a constituição de uma concepção pedagógica e também de um projeto político-pedagógico, ao mesmo tempo em que se explicita como, a partir destes mesmos fundamentos, se constrói uma proposta curricular. Assume-se então como objeto de análise a trajetória formativa dos participantes do grupo, com o objetivo de verificar como suas experiências escolares, ainda que esquecidas, são determinantes no posicionamento pedagógico de cada um. Finalmente, estudam-se alguns aspectos da relação pedagógica no ensino superior bem como algumas estratégias de trabalho pedagógico e possíveis formas de avaliação do trabalho discente.

3.2 Conhecimento científico em ciências humanas e sociais: problemas, desafios e perspectivas
Ementa: A partir de uma visão histórico-sociológica que contextualiza os locais de produção das ciências humanas e sociais, o curso apresenta uma discussão epistemológica considerando dois eixos: a complexidade e a multireferencialidade. Espera-se, no final do curso, que aluno consiga fazer uma leitura crítica de sua própria concepção de ciência além de se apropriar de novas referências que auxiliem a definir suas opções metodológicas na pesquisa acadêmica.

3.3 Introdução à pesquisa quantitativa
Ementa: Esta disciplina dedica-se ao estudo de conceitos básicos da pesquisa quantitativa, tais como: objetivos, variáveis, hipóteses, níveis de mensuração das variáveis e operações matemáticas possíveis. Também problematiza o campo conceitual/teórico como base para a pesquisa quantitativa e o seu papel na produção de conhecimento em ciências humanas e sociais. A partir deste campo conceitual tratará das técnicas de coleta de dados quantitativos, tais como: planejamento da coleta de dados, escolha ou elaboração e aplicação das técnicas, entre outras. Os estudos teóricos e as técnicas de coleta de dados convergirão para a organização de um banco eletrônico de dados por meio do Statistical Packadge for the Social Science (SPSS), com as seguintes características: planejamento, identificação do nível de medida das variáveis, inserção de dados e a criação de novas variáveis nas planilhas eletrônicas. Serão abordados ainda cálculos de estatísticas descritivas realizadas por meio do SPSS, tais como freqüências, percentuais, medidas de tendência central e de dispersão, bem como índices de correlação. Os resultados quantitativos serão ilustrados através da elaboração de tabelas, quadros e figuras. O encerramento da disciplina dar-se-á através de um retorno ao campo conceitual/teórico, através da apresentação e interpretação de resultados quantitativos e a discussão das conclusões acerca de resultados de pesquisas quantitativas.

3.4 Temas transversais e autores/as de referências em diferentes áreas do conhecimento
Ementa: Esta disciplina pretende estimular o diálogo e a parceria entre dois ou mais Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu, através da identificação e o aprofundamento de temas e problemas convergentes e comuns às diferentes áreas do conhecimento. Pode ser proposta por dois ou mais docentes de diferentes programas e requer a matrícula de pelo menos cinco alunos de cada programa proponente. A ementa específica, o conteúdo programático e a bibliografia variam de acordo com a temática proposta.

 

4. Das Obrigatoriedades:

4.1 Estágio docência (Mestrado e Doutorado):

Para atender às exigências da CAPES relativas à formação do aluno do Programa no que tange ao estágio de docência na graduação, será exigido que o mestrando do Programa realize um semestre inteiro, durante o primeiro ou o segundo semestre do curso, ao qual serão atribuídos dois (02) créditos, desde que o relatório do estágio receba avaliação suficiente do professor-orientador. Os dois (02) créditos atribuídos ao estágio docência não poderão ser computados para integrar os 30 créditos exigidos em atividades acadêmicas para o Mestrado e aos 48 créditos para o Doutorado. Alunos que tenham experiência docente poderão ser dispensados do estágio docência, desde que apresentem à Secretaria do Programa documentos que a comprovem e tenham seu pedido de dispensa aprovado pelo Colegiado do Programa. Aos alunos dispensados do estágio docência não serão atribuídos os dois (02) créditos.

4.2 Obrigatoriedade da apresentação do artigo na Apresentação de Dissertação de Mestrado: o Colegiado do PPGPSA estabelece como norma do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Saúde, que os alunos ingressos a partir do 1º semestre de 2016, serão obrigados a apresentar o protocolo de submissão de um artigo e/ou artigo publicado. Este deverá ser entregue antes no período do curso em andamento, ou no ato da solicitação de apresentação da dissertação e só serão aceitas as submissões e/ou artigo em revistas com Qualis acima de B3.

4.3 Grupos de Pesquisa:
O mestrando tem como atividade obrigatória participar de equipes de projetos de pesquisa do Programa. Portanto, todos os alunos têm a oportunidade de coatuar, junto ao seu orientador ou outro docente, como professor no ensino da pesquisa junto aos alunos de graduação. Para realização destas atividades compartilhadas são utilizadas as instalações e os recursos de informática contidos nos três laboratórios do Programa, bem como os serviços de orientação em estatística prestados pela professora especialista e contratada para esse fim.

Comunicar erros

SOBRE O PROGRAMA
Formulários semestrais - Bolsas de Estudo