Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Pós-Graduação em Comunicação / Estrutura do Programa / Plano de Ensino / 1º semestre de 2015 / Comunicação e Estudos Culturais

Comunicação e Estudos Culturais

Profa. Dra. Magali do Nascimento Cunha

Ementa

A contribuição dos estudos culturais à compreensão dos processos comunicacionais desde as origens na Grã-Bretanha às questões contemporâneas. As raízes da Escola de Birmingham e a nova concepção de cultura: a relação com o pensamento crítico. O espaço dos movimentos sociais no pensamento sobre cultura: os estudos  feministas. Os media studies. Cultura no plural e o novo lugar do receptor. Temas contemporâneos: pós-modernidade, globalização, hibridismo, pós-colonianismo e multiculturalismo. A noção de cultura midiática.  Ecos latino-americanos: consumo, hibridismo e mediações. Os estudos culturais na pesquisa em comunicação.

 

Objetivo-geral

Examinar a contribuição dos estudos culturais para o estudo e a pesquisa em comunicação, buscando compreender as transformações na noção de cultura ao longo do desenvolvimento desse campo de estudos, relacionando-as com temas-chave que lhe são próprios e com aqueles afins aos processos comunicacionais.

 

Objetivos específicos

- Estudar a construção histórica do conceito de cultura com bases nos estudos originais da Escola de Birmingham;

- Destacar as contribuições da Escola de Birmingham a partir da segunda metade do século XX como a gênese dos estudos culturais aprofundando alguns conceitos-chave surgidos daquela experiência tais como ideologia, hegemonia, cultura popular e identidade cultural; 

- Compreender o espaço dos movimentos sociais no pensamento sobre cultura com ênfase nos movimentos de superação do racismo e o feminismo;

- Enfatizar os media studies e os estudos de recepção como segmentos de destaque na relação comunicação-estudos culturais;

- Analisar os temas contemporâneos na relação comunicação-estudos culturais com ênfase em pós-modernidade, globalização, hibridismo, pós-colonianismo e multiculturalismo na noção de cultura midiática;

- Ressaltar a contribuição latino-americana a partir dos anos 1980 com as noções de consumo, hibridismo e mediações;

- Indicar o lugar dos  estudos culturais na pesquisa em comunicação.

 

Conteúdo programático

-  Introdução: Cultura e Estudos Culturais – definições, conceitos, delimitações

- Origens e desenvolvimento dos Estudos Culturais: preliminares britânicas, a Escola e Birmingham e a internacionalização

- Conceitos-chave nos estudos culturais: ideologia, hegemonia, estrutura de sentimento, cultura popular e identidade cultural

- Gênero e raça no pensamento sobre cultura

- Mídia, recepção e cultura midiática: a comunicação social ganha espaço nos estudos culturais

- Temas contemporâneos nos estudos culturais: pós-modernidade, globalização, hibridismo, pós-colonianismo, multiculturalismo

- A contribuição latino-americana a partir dos anos 1980: mediações, hibridismo, consumo, folkcomunicação

- Estudos culturais e pesquisa em comunicação.

 

Metodologia

  1. Aulas expositivas pela docente com abertura para interação
  2. Estudo partilhado das leituras indicadas, orientado pela docente, a partir de bibliografia sugerida e roteiro oferecido pela docente

 

Critérios de Avaliação

  1. Painéis de leitura – participação em estudo partilhado das leituras indicadas (40%)
  2. Elaboração de artigo científico com conteúdo da apresentação em painel (modelo da revista Comunicação & Sociedade) (60%)

 

Bibliografia

(A) Introdutória

CEVASCO, Maria Elisa. Dez lições sobre estudos culturais. São Paulo: Boitempo, 2003.

CEVASCO, Maria Elisa. Para ler Raymond Williams. São Paulo: Paz e Terra, 2001.

CUCHE, Denys. A noção de cultura nas ciências sociais. 2 ed. Bauru: EDUSC, 2002.

CURRAN, James, MORLEY, David, WALKERDINE, Valerie (Orgs). Estudios culturales y comunicación. Barcelona: Paidós, 1998.

EAGLETON, Terry. A ideia de cultura. São Paulo: UNESP, 2005

ESCOSTEGUY, Ana Carolina D. Cartografias dos estudos culturais – Uma versão latino-americana. Belo Horizonte, Autêntica, 2001.

MATTELART, Armand, NEVEU, Érik. Introdução aos estudos culturais. São Paulo: Parábola, 2004.

O’SULLIVAN, Tim et al. Conceitos-chave em estudos de comunicação e cultura. Piracicaba: Unimep, 2001.

SILVA, Tomáz T. (org.) O que é, afinal, estudos culturais? Belo Horizonte: Autêntica, 1999.

 

(B) Aprofundamento

ADORNO, Theodore et ali. Teoria da cultura de massa. São Paulo: Paz e Terra, 2000.

BARBOSA, Lívia, CAMPBELL, Colin. Cultura, consumo e identidade. Rio de Janeiro: FGV, 2006.

BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e Filosofia da Linguagem. 13. ed. São Paulo: Hucitec, 2009.

BARTHES, Roland. Mitologias. Rio de Janeiro: Difel, 2003.

BAUMAN, Zygmunt. Ensaios sobre o  conceito de cultura. São Paulo: Zahar, 1999.

BHABA, HOMMI. O local da cultura. Belo Horizonte: UFMG, 2007.

BOURDIER, Pierre. A Distinção: crítica social do julgamento. 2 ed. Porto Alegre, Editora Zouk, 2011.

BOURDIER, Pierre. Sobre a Televisão, Oeiras: Celta Editora, 1997.

BOURDIER, Pierre. O Poder Simbólico. 15 ed. Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 2011.

BOURDIER, Pierre. A economia das trocas simbólicas. 7. ed. São Paulo: Perspectiva, 2011.

CANCLINI, Néstor Garcia. Consumidores e cidadãos. Conflitos multiculturais da globalização. 8 ed. Rio de Janeiro: UFRJ, 2010.

CANCLINI, Néstor Garcia. Leitores, espectadores e internautas. São Paulo: Iluminuras, 2008.

CANCLINI, Néstor Garcia. Latino-Americanos à procura de um lugar neste século. São Paulo: Iluminuras, 2008.

CANCLINI, Néstor Garcia. Culturas Híbridas. Estratégias para entrar e sair da modernidade. 4 ed. São Paulo: Edusp, 2006.

CANCLINI, Néstor Garcia. A globalização imaginada. São Paulo: Iluminuras, 2003.

CERTEAU, Michel de. A cultura no plural. 6 ed. São Paulo: Papirus, 2010.

CERTEAU, Michel de.  A invenção do cotidiano: as artes de fazer. Vol. 1. 17 ed. Petrópolis: Vozes, 2011.

CERTEAU, Michel de.  A invenção do cotidiano: morar, cozinhar. Vol. 2. 10 ed. Petrópolis: Vozes, 2011.

FOLLARI, Roberto. Teorías débiles (para una crítica de la deconstrucción y de los estudios culturales). Rosário, Homo Sapiens, 2002.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LCT, 2011.

GILROY, Paul. Entre campos. Nações, culturas e o fascínio da raça. São Paulo: Anablume, 2007.

GILROY, Paul. O Atlântico Negro. São Paulo/Rio de Janeiro; Editora 34/Universidade Cândido Mendes, 2001.               

GONZÁLEZ, Jorge A. Entre cultura(s) y cibercultur@(s). Incursões e outras rotas não linerares. São Bernardo do Campo: Metodista, 2012.

GRAMSCI, Antonio. Os intelectuais e a organização da cultura. 9 ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1995.

GRAMSCI, Antonio. Concepção dialética da História. 10 ed. Rio de Janeiro: Cortez, 1995.

HALL, Stuart, DU GAY, Paul. Questions of cultural identity. London/Thousand Oak/New Delhi: Sage, 1996.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. 11 ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.

HALL, Stuart. Da diáspora. Identidades e mediações culturais. Belo Horizonte, UFMG, 2011.

HOGGART, Richard. As utilizações da cultura. Vol. 1, 2. Lisboa: Presença, 1973.

HOBSBAWN, Eric. Tempos fraturados. Cultura e sociedade no século XX. São Paulo: Companhia das Letras, 2013.

HOBSBAWN, Eric, RANGER, Terece (orgs). A invenção das tradições. 6 ed. São Paulo: Paz e Terra, 2006.

KELLNER, Douglas. A cultura da mídia. Estudos culturais: identidade e política entre o moderno e o pós-moderno. Bauru: EDUSC, 2001.

LOPES, Maria Immacolata de Vassalo (Org.). Temas contemporâneos em comunicação. São Paulo: Edicon/Intercom, 1997.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. 6 ed. Rio de Janeiro: UFRJ, 2009.

MATHEWS, Gordon. Cultura global e identidade individual. Bauru: EDUSC, 2002.

MELO, José Marques de (Coord.). Identidades culturais latino-americanas em tempo de comunicação global. São Bernardo do Campo: IMS/UNESCO, 1996.

MORIN, Edgar. Cultura de Massas no século XX: Neurose (O espírito do tempo). Vol 1. 9.ed. Rio de Janeiro: Forense, 2007

MORIN, Edgar. Cultura de Massas no século XX: Necrose. (O espírito do tempo). Vol. 2. 3 ed. Rio de Janeiro: Forense, 2006

MORLEY, David. Television audiences and global studies. London: Routledge, 1992.

ORTIZ, Renato. Mundialização e Cultura. São Paulo: Editora Brasiliense, 2006.

ORTIZ, Renato.  A Moderna Tradição Brasileira. 5. ed. São Paulo: Editora Brasiliense, 2001.

ORTIZ, Renato. Cultura brasileira e identidade nacional. 5. ed. São Paulo: Brasiliense, 2009.

ORTIZ, Renato. Um Outro território: ensaios sobre a mundialização.  2a. ed. São Paulo: Olho D Agua, 2000.

SAID, EDWARD W. A questão da Palestina. São Paulo: UNESP. 2012

SAID, EDWARD W. Orientalismo. O Oriente como Invenção do Ocidente. São Paulo: Companhia das Letras. 2001

SAID, EDWARD W. Cultura e imperialismo. São Paulo: Companhia das Letras. 1999.

SILVA, Tomaz T. (org.) Identidade e diferença. A perspectiva dos estudos culturais. 9 ed. Petrópolis: Vozes, 2009.

SOUSA, Mauro Wilton. Sujeito, o Lado Oculto do Receptor. São Paulo: Brasiliense, 1995

THOMPSON, Edward P. William Morris. Romantic to Revolutionary. Stanford: Stanford University Pres, 1988.

THOMPSON, Edward P. A formação da classe operária inglesa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987. 3 v.

THOMPSON, John B. Ideologia e cultura moderna. Teoria social crítica na era dos meios de comunicação de massa. 8. ed. Petrópolis: Vozes, 2009.

THOMPSON, John. B. A mídia e a modernidade. Uma teoria social da mídia. 12 ed. Rio de Janeiro, Vozes, 2011.

WARNIER, Jean-Pierre. A mundialização da cultura. 2 ed. Bauru: Edusc, 2003.

WILLIAMS, Raymond. Cultura. 3 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2008.

WILLIAMS, Raymond. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1989

WILLIAMS, Raymond. Marxismo e Literatura. Rio de Janeiro: Zahar, 1979.

WILLIAMS, Raymond. Cultura e Sociedade. São Paulo: Cia Editora Nacional, 1969.

YOUNG, Robert. Colonial desire. Hybridity in theory, culture and race. London/New York: Routledge, 1995.

YÚDICE, George. A conveniência da cultura. Usos da cultura na era global. Belo Horizonte: UFMG, 2006.

 

 

MORLEY, David. Television audiences and global studies. London: Routledge, 1992.

ORTIZ, Renato. Mundialização e Cultura. São Paulo: Editora Brasiliense, 2006.

ORTIZ, Renato.  A Moderna Tradição Brasileira. 5. ed. São Paulo: Editora Brasiliense, 2001.

ORTIZ, Renato. Cultura brasileira e identidade nacional. 5. ed. São Paulo: Brasiliense, 2009.

ORTIZ, Renato. Um Outro território: ensaios sobre a mundialização.  2a. ed. São Paulo: Olho D Agua, 2000.

SAID, EDWARD W. A questão da Palestina. São Paulo: UNESP. 2012

SAID, EDWARD W. Orientalismo. O Oriente como Invenção do Ocidente. São Paulo: Companhia das Letras. 2001

SAID, EDWARD W. Cultura e imperialismo. São Paulo: Companhia das Letras. 1999.

SILVA, Tomaz T. (org.) Identidade e diferença. A perspectiva dos estudos culturais. 9 ed. Petrópolis: Vozes, 2009.

SOUSA, Mauro Wilton. Sujeito, o Lado Oculto do Receptor. São Paulo: Brasiliense, 1995

THOMPSON, Edward P. William Morris. Romantic to Revolutionary. Stanford: Stanford University Pres, 1988.

THOMPSON, Edward P. A formação da classe operária inglesa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987. 3 v.

THOMPSON, John B. Ideologia e cultura moderna. Teoria social crítica na era dos meios de comunicação de massa. 8. ed. Petrópolis: Vozes, 2009.

THOMPSON, John. B. A mídia e a modernidade. Uma teoria social da mídia. 12 ed. Rio de Janeiro, Vozes, 2011.

WARNIER, Jean-Pierre. A mundialização da cultura. 2 ed. Bauru: Edusc, 2003.

WILLIAMS, Raymond. Cultura. 3 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2008.

WILLIAMS, Raymond. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1989

WILLIAMS, Raymond. Marxismo e Literatura. Rio de Janeiro: Zahar, 1979.

WILLIAMS, Raymond. Cultura e Sociedade. São Paulo: Cia Editora Nacional, 1969.

YOUNG, Robert. Colonial desire. Hybridity in theory, culture and race. London/New York: Routledge, 1995.

YÚDICE, George. A conveniência da cultura. Usos da cultura na era global. Belo Horizonte: UFMG, 2006.

 

 

Comunicar erros

SOBRE O PROGRAMA