Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2018 / Outubro / Ex-aluno desenvolve programa pedagógico musical para estimular o aprendizado de jovens

Ex-aluno desenvolve programa pedagógico musical para estimular o aprendizado de jovens

“Melodia da Aprendizagem” já possui dois livros com músicas para utilização em sala de aula

03/10/2018 17h55 - última modificação 04/10/2018 16h05

Violão na mão e muitas ideias na cabeça: é assim que João Leandre Jorge entra em sala na escola onde leciona, na cidade de Limeira, interior de São Paulo. O ex-aluno da Universidade Metodista de São Paulo desenvolve o programa “Melodia da Aprendizagem” (MA) com estudantes do Ensino Fundamental e utiliza a música como forma de promover conhecimento.

“Enquanto ministrava as aulas, surgiu a ideia de levar o violão para que fossem mais dinâmicas. A estratégia é cantar letras inéditas de músicas temáticas que orientam os alunos após o término de cada situação de aprendizagem. As letras acompanham o conteúdo da disciplina”, conta. 

Professor desde 1988, João Jorge é pedagogo e atuou em diversas áreas – foi vereador, trabalhou com vendas e foi coordenador de polo de EAD (Educação a Distância) da Metodista. Pela instituição também cursou Teologia, Filosofia e mestrado em Comunicação Social. Mas dentre todos esses interesses distintos, um sempre se destacou: “Minha paixão sempre foi a música. Aprendi a tocar vários instrumentos a partir dos 9 anos de idade”.

Dedicação que traz resultados

O professor vem implementando o projeto há cerca de quatro anos e diz que o engajamento dos estudantes é quase absoluto. “Por se tratar de música, os conceitos e conteúdos são transferíveis, pois envolve o coletivo. Quem escuta também aprende. Outro dado importante tem a ver com a assimilação do conteúdo da disciplina com maior facilidade, já que a música é a arte de manifestar os diversos afetos de nossa alma e estimular a cognição mediante os sons”, relata Jorge. 

O projeto já conta com dois livros com músicas, resumos e comentários que podem ser utilizados em sala de aula. Além disso, permite um trabalho interdisciplinar. “O resultado mais palpável são as notas dos alunos nas provas bimestrais. Eles conseguem reproduzir na prática os conteúdos apreendidos pela memorização, compreensão e domínio das músicas temáticas. Os impactos positivos na aprendizagem dos alunos se revelam no cotidiano”, comenta. 

Para João Jorge, além dos estudantes, o programa pode auxiliar professores: “Quando o assunto é música, direta ou indiretamente, todos se envolvem, todos ficam motivados. O legal desse projeto é que o professor, seja quem for, não precisa conhecer música, nem mesmo saber cantar. Os livros estão prontos, as mídias já estão gravadas e disponíveis para serem usadas”.

Desafios

Mesmo com tanto potencial, existem dificuldades para implementação. Afinal, professores da rede pública contam com poucos recursos e pouco tempo para desenvolvimento de iniciativa como essa. “A dimensão do projeto é ampla e demanda tempo, ensaio, espaço para coreografias, instrumentos diversos. Só na sala de aula é possível explorar o projeto, mas ele se restringe ao curto tempo da aula”, afirma.

Outra barreira é que, até o momento, o MA depende totalmente do professor. Os resultados e o interesse dos estudantes não são suficientes para conseguir patrocínios e apoio da rede. “Enquanto eu fico em uma, duas ou três escolas, com muita dificuldade tentando implantar o programa MA, um olhar mais apurado ao projeto envolveria um Estado, quiçá, uma nação. Enquanto produzo 50 livros, um governo pode produzir milhares, milhões. Jamais quis trabalhar sozinho. Nada como uma equipe de profissionais para abarcar programa tão significante e significativo para nossa educação”, conclui.

Confira fotos da iniciativa:

Melodia da Aprendizagem (MA)

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , , ,
X