Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Gestão de cidades / Notícias / Seminário Internacional de Políticas Públicas Integradas – SIPPI

Seminário Internacional de Políticas Públicas Integradas – SIPPI

"Transversalidade infanto-juvenil no marco dos 20 anos do ECA"

06/04/2010 16h23 - última modificação 20/04/2010 12h42


  • Data: 20, 21 e 22 de maio
  • Local: Edifício Sigma da Universidade Metodista de São Paulo

Confira as normas para submissão de artigos para o SIPPI

A Cátedra Gestão de Cidades realiza, nos dias 20, 21 e 22 de maio, o Seminário Internacional de Políticas Públicas Integradas (SIPPI) com a temática "Transversalidade infanto-juvenil no marco dos 20 anos do ECA”. Os debates ocorrem no campus Rudge Ramos da Universidade Metodista de São Paulo, localizado em São Bernardo do Campo.

O SIPPI é organizado em três eixos temáticos: 1)Políticas Públicas Integradas: formulação, execução e avaliação/monitoramento; 2) Metodologia para construção de Políticas Públicas Integradas: releitura de experiências e novas proposições; 3) Permanências e rupturas nas relações de governança. O evento visa estimular a cultura da cidadania e a questão social.

O Seminário objetiva proporcionar um espaço de reflexão para a temática infanto-juvenil, considerando os 20 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). O foco é nas Políticas Públicas Integradas, tendo em vista a formação de massa crítica e o compartilhamento de experiências.

As inscrições estarão abertas, em breve, por meio do site da Cátedra Gestão de Cidades - e serão confirmadas após o pagamento da taxa de inscrição, via boleto bancário. Os valores cobrados variam de acordo com a categoria de cada participante.

Informações gerais sobre o seminário

Apresentação:

O ato de transversalizar cria condições para que determinada temática passe por outros setores do pensamento e disciplinas. Atitude radical que impõe a integração de diferentes áreas de atuação. Transversalizar a temática da criança e adolescente inicia-se como atitude ética e compromissada de pensar as ações do Estado pautadas pelo compromisso infanto-juvenil. Transversalizar é atitude integradora na medida em que discute as ações setoriais e possibilita exercício simbólico de romper com núcleos exclusivos de conhecimento.

Passados 20 anos de promulgação do Estatuto da Criança e do Adolescente essa ação transversal ainda encontra pouca repercussão nas práticas cotidianas da garantia dos direitos infanto-juvenis. Os descaminhos do cumprimento dessa lei e de seus princípios são latentes e questionam as políticas públicas em seus aspectos mais efetivos e como garantidoras de desenvolvimento integral às crianças e adolescentes.

Por outro lado, esse universo temporal possibilitou terreno fértil para uma série de desvelamentos no campo das violações dos direitos das crianças e adolescentes. O Seminário de Políticas Públicas Integradas – SIPPI no ano de 2010, ano dos 20 anos do ECA, elege a temática da criança e adolescente como intenção e temática que transversaliza todas as ações do Estado.

O SIPPI está dividido em três eixos temáticos que visam a abordagem de diferentes áreas de atuação na relação criança e adolescente. O primeiro, Políticas Públicas Integradas: formulação, execução e avaliação/monitoramento, tem o objetivo de aglutinar pesquisadores que trabalham em projetos da área e que careçam de um apoio metodológico para suas ações. O segundo, Metodologia para construção de Políticas Públicas Integradas: releitura de experiências e novas proposições, destaca a importância do relato de experiências de pesquisa e a descoberta de novas formas de atuação. O terceiro, Permanências e rupturas nas relações de governança, visa compreender a participação do poder público na execução de ações voltadas a infância e adolescência.

Objetivo geral

Proporcionar um espaço de reflexão para a temática infanto-juvenil, considerando os 20 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), com foco nas Políticas Públicas Integradas, objetivando a formação de massa crítica e o compartilhamento de experiências.


Objetivos específicos:
• Reunir e apresentar pesquisas científicas que tenham como foco a temática infanto-juvenil nas políticas públicas integradas, sua metodologia e perspectivas sociais de mudança nas relações de governança.
• Publicizar resultados de ações que tenham proporcionado novas possibilidades de atuação no campo da infância e adolescência

Eixos temáticos:

• Políticas Públicas Integradas: formulação, execução e avaliação/monitoramento
Debater o campo da gestão assim como as exigências contemporâneas para a qualidade e a sustentação das políticas públicas. Trazer uma contribuição sobre a integração das políticas públicas numa perspectiva de participação social e fomento às diferentes culturas de cidadania.

• Metodologia para construção de Políticas Públicas Integradas: releitura de experiências e novas proposições
Debater metodologias qualitativas ou quantitativas de pesquisa e ações que superem práticas negadoras da cidadania infanto-juvenil. O eixo visa a construção de nova subjetividade capaz de sustentar Políticas Públicas Integradas, como o novo direito à Cidade, a partir do protagonismo da criança e do adolescente.

• Permanências e rupturas nas relações de governança
Apresentar e discutir estudos e pesquisas de caráter sócio-histórico, que participem da construção de políticas públicas, particularmente análises que demonstrem rupturas no interior dos conceitos tradicionais e na história oficial dos direitos das crianças e adolescentes.

Normas para submissão de artigos ao SIPPI 2010

Submissão de artigos até 30 de abril de 2010

 

• Utilizar fonte Times New Roman, corpo 12, justificado, espaçamento 1,5;
• Os títulos das obras não deverão apresentar ponto final;
• É necessária uma introdução. Nela deverá ser apresentada, de forma clara e objetiva, a problemática e a metodologia utilizada no artigo;
• Apresentar título, resumo (10 a 15 linhas) e palavras-chave em inglês e português;
• O texto deve apresentar no máximo 16 páginas (contando anexos e referências);
• O arquivo deverá seguir, sem exceções, as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas);
• Apresentar no máximo uma lauda e meia de referências. Listar somente as indispensáveis.
• Utilizar somente notas de rodapé. Não é permitida a utilização de notas de fim de texto;
• Apresentar uma pequena biografia (de até 5 linhas) de cada autor;
• Utilizar a palavra “considerações finais” no lugar da palavra “conclusão”;
• Utilizar a palavra “referências” no lugar da palavra “bibliografia”;
• O arquivo deverá apresentar as seguintes medidas de margem: superior 3,0cm, esquerda 3,0cm, direita 2,0cm e inferior 2,0cm;
• A palavra Estado deverá apresentar a primeira letra (E) em caixa alta;
• O nome do(s) autor(es) do artigo deverá ser apresentado logo abaixo do título do documento;
• A única expressão referente as palavras chaves do artigo deverá ser escrita “palavras-chave”.

Para mais informações, entre em contato pelo e-mail: catedracidades@metodista.br

Comunicar erros