Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Centro de Estudos Wesleyanos / Acervo / História da Inglaterra

História da Inglaterra

Acompanha-se hoje uma crescente especialização dos estudos sobre a Inglaterra do século XVIII. Isso pode ser percebido também nas respectivas páginas na internet. Mencionamos, em seguida, algumas páginas dedicadas a temas especiais da época.

Crônicas da Inglaterra

O Gentlemen´s Magazine era um journal mensal que publicou notícias de outros jornais da Inglaterra e do mundo inteiro. Em termos históricos, destacam-se as crônicas (acontecimentos do mês) ou a lista das publicações inglesas (aqui aparecem, por exemplo, algumas vezes, publicações de John Wesley). Notícias sobre distúrbios e levantamentos, problemas sociais, discussões sobre o perigo da pregação ao ar livre para a ordem social, sobre o caos nas prisões ou listas detalhas das causas de morte em Londres e as falas no parlamento inglês enriquecem muito a nossa idéia da época. Na internet existem, atualmente, os números 1 a20 dos 1731 a 1750.

Mapas

As seguintes mapas nos aproximam a lugares em quais o metodismo se desenvolveu: Georgia de 1733;

Londres (1705 [Johann Baptist Homann Prospect and Prospect And Map Of London (C. 1705)], 1736 [Homann Heirs - London, Westminster And Southwark 1736], 1749 [John Rocque 1749, reduced from the 24 sheet version. ... PLAN OF THE CITIES OF LONDON AND WESTMINSTER AND BOROUGH OF SOUTHWARK, WITH THE CONTIGUOUS BUILDINGS... 18 inches x 36 inches. Scale 3 1/2 inches to the mile. No. 100 as catalogued in Printed Maps of London circa 1553-1850 by James Howgego (second edition)]) e 1799 [Horwood - London, Westminster & Southwark (First Edition) 1792-9];

15 milhas ao redor de Londres em 1786 [J. Cary 15 Miles Round London (First Edition) 1786];

Fontes da Antropologia e Sociologia Visual

O século XVIII marca uma época de muitas mudanças e transformações. As seguintes páginas falam dos seus mais diversos aspectos.

A criança no século XVIII: Essa página mostra a mudança de conceitos através de quadros.

Interessados numa pesquisa detalhada do sistema jurídico da época encontram uma ferramenta muito sofisticada sobre a História do Old Bailey Tribunal, o tribunal central de Londres entre 1673-1834. Informações sobre o policiamento em Londres, formas de crimes, a forma de processos jurídicos, o papel dos juízes e dos júris e as punições aplicadas mostram a realidade do sistema penal. A página oferece ainda uma procura de processos por idade, nome, crime, data e punição. Veja também a breve informação sobre Crime e punição na Inglaterra da Rainha Elizabete e as diversos links na página do Spartakus da Inglaterra, inclusive um link para uma página com notícias sobre crimes e punições segundo jornais da primeira medade do século XVIII.

Na mesma página encontram-se notícias sobre diversos tipos de crimes, as últimas modas, divertimentos populares, música, peças de teatro, estatísticas de mortalidade, informações sobre suicídios, catástrofes naturais, acidentes e costumes; saúde, beleza, vida cotidiana, trabalho e pobreza, fuga de escravos e de apreendíeis, comércio e falências, religião, bruxaria, invenções científicas, milagres da natureza, e nascimentos monstros, política, ordem pública e literatura romântica.

Filósofo, Escritores e Ecônomistas

René Descartes (1596 -1650)

Da obra prima de Descartes, há na internet as edições em latim e inglês.

Renati Des Cartes, meditationes de prima philosophia, in qua dei existentia, & animæ humanæ à corpore distinctio, demonstratur. (1641)

descartes' meditations (tradução: john veitch, 1901)

Daniel Defoe (até 1703 "Foe"; verão 1660 - 24/04/1731)

Wherever God erects a house of prayer, The Devil always builds a chapel there; The True-Born Englishman. Part i. Line 1.

Defoe, filho de um pai puritano, introduz na Inglaterra a novela como forma de narração (por exemplo, seu "Robinson Crusoé"), que substituiu a poesia como forma mais comum de narração histórica. A suas descrições de viagens na Inglaterra e Europa continental são fontes sócio-culturais importantes, como seus textos sobre o problema da pobreza. Algumas das suas poesias também estão acessíveis. Há uma excelente introdução na literatura dos dissidentes. Entre veja a página Daniel Defoe. "The True born Englishman - A Satyr " (1701)

On The Education of Women (?)

The Shortest Way With Dissenters. (1702)

Everybody`s Business is Nobody`s Business (17x?)

Giving Alms no Charity and Employing the Poor: A Grievance to the Nation, Being an Essay Upon this Great Question, Whether Work-houses, Corporations, and Houses of Correction for Employing the Poor, as now practis`d in England; or Parish-Stocks, as propos`d in a late Pamphlet, Entituled, A Bill for the better Relief, Imployment and Settlement of the Poor, etc. Are not mischievous to the Nation, tending to the Destruction of our Trade, and to Encrease the Number and Misery of the Poor. (1704) "Hymn To The Pillory" (1703).

Everybody`s Business is Nobody`s Business (17xx)

A Trus Relation of the Apparition of One Mrs Veal (1705).

The Review (1704-13) (jornal, antecessor de jornais modernos)

Robinson Crusoe (The Life And Strange Surprising Adventures Of Robinson Crusoe Of York, Mariner) (1719)

The Further Adventures of Robinson Crusoe (1719) Dickory Cronke: The domb philosopher, or, Great Britain´s wonder (1719) Memoirs Of A Cavalier (1720)

Captain Singleton (1720)

Duncan Campbell (1720)

A Journal Of The Plague Year (1722) O relato sobre o seu pai e seu irmão Herny que ficaram nos da peste em Londres (1665)

Captain Jack (1722) (às vezes lê-se "Colonial" em vez de "Captain")

The Fortunes & Misfortunes of the Famous Moll Flanders &c. (1722) Moll, a protagonista, nasce na prisão Newsgate, a mãe é morta por roubo e a filha deportada para Virgínia.

Tour through the Eastern Counties of England 1722

Roxana, (1724) Fixão

The Great Law Of Subordination Considered (1724)

The complete english tradesman (1726)

The Political History Of The Devil (1726)

An Essay On The History And Reality Of Apparitions (1727)

Jean-Jacques Rousseu (1712 - 1778)

O contrato social (1762) numa edição em inglês.

Adam Smith (1723-1790)

Adam Smith o grande economista, publicou tratados sobre diversos assuntos. O Instituto de Adam Smith disponibiliza as duas obras mais importantes do autor e reflexões sobre o impacto de As riquezas das nações.

Theory of Moral Sentiments (1759) O livro reflete sobre as condutas éticas necessárias para manter uma sociedade funcionando.

Wealth of Nations

An Inquiry into the Nature and Causes of the Wealth of Nations (1776)

William Wilberforce (1759-1833)

William Wilberforce, depois de uma breve passagem pelo metodismo, e a leitura do livro Chamado Sério de William Law dedicou a sua vida à luta parlamentar no House of Commons a favor da proibição do transporte de escravos por navigações ingleses e da abolição da escravidão nas colônias ingleses.

Fontes primárias e links veja o O Wilberforce Forum Kevin Belmonte, fontes secundárias na página da Casa de W.W. Veja também a referência na página da Conservative Christian Fellowship e na página da Junta da Missão da Igreja Metodista Unida. Encontram-se na internet também breves discrições de 24 Cartas de William Wilberforce e duas cartas para William Wilberforce de John Wesley (1703-1791) e de Anna Lætitia Barbauld (1743 - 1825).

Comunicar erros

Acesso Restrito

Portal do Aluno / Docente
Portal CAPES