Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Atualiza / Conteúdo / Material de Apoio / Didático/Pedagógico / Entrevistas / Entrevista com Profª. Maria do Socorro Couto Guarnier

Entrevista com Profª. Maria do Socorro Couto Guarnier

Tutoria semipresencial em cursos de extensão
Maria do Socorro Couto Guarnier é formada em Língua Portuguesa pela Universidade de São Paulo e Pedagogia pela FFCL de São Bernardo do Campo. É professora de Língua Portuguesa no Colégio Metodista e possui mestrado incompleto em Comunicação Social pela Univeridade Metodista de São Paulo.

ATUALIZA – Quando você começou a trabalhar com o ensino a distância?

M. Socorro - Iniciei a minha atuação no ensino a distância como aluna do Programa de Capacitação Docente da Universidade Metodista. Depois que terminei o curso, fui convidada pelo Prof. Luciano Venelli e Prof. Jacques, membros da equipe do ATUALIZA, para exercer a tutoria do mesmo programa do qual fizera parte. No segundo CAPDOC já desenvolvi o trabalho de tutoria para 100 alunos. Este é o quarto curso que participo como tutora, todos eles de Capacitação Docente.
Antes de iniciar este trabalho nos cursos de extensão a distância, fui capacitadora na Diretoria de Ensino de Santo André. Essa experiência ajudou-me muito no e-learning, pois passei a atuar também com professores do Ensino Superior e pude ensinar ferramentas e conceitos básicos para a prática da docência e da vivência tecnológica no cotidiano.

ATUALIZA – Como você vê a evolução do ensino a distância?

M. Socorro - A percepção que eu tenho a esse respeito está baseada no contato com os participantes dos cursos. No início da minha atuação, percebia que alguns não acreditam muito nessa modalidade de ensino. Havia um pouco de resistência, deparava-me com depoimentos de descrença. No decorrer das atividades, já diziam-se surpresos pelas possibilidades de aprendizagem que o determinado curso oferecia, e admitiam que, anteriormente, quando comentavam sobre o ensino a distância, não o faziam com conhecimento de causa.
Hoje, com a crescente presença do e-learning na sociedade, as pessoas já olham os cursos de outra maneira, enxergando-os como uma possibilidade efetiva para o processo de ensino-aprendizagem, e não somente um complemento do ensino presencial. A maioria já percebeu que há necessidade de capacitação para essa modalidade de ensino, visando o aperfeiçoamento da prática da docência, tanto para modalidade presencial quanto em EAD.
Há relatos de participantes sobre os cursos afirmando que um programa de capacitação docente nestes moldes acaba produzindo uma maior aproximação dos alunos, pois quando o professor se apropria desses conhecimentos, existe um maior interesse pelas aulas que se tornam mais interessantes, pois não ficam somente expositivas e o professor pode adotar recursos diferenciados para estimular os aprendizes.

ATUALIZA – Quais as experiências bem e mal-sucedidas que você poderia citar quanto a EAD, de acordo com sua vivência no assunto?

M. Socorro - Primeiramente, ser tutor exige tempo e dedicação. A pessoa responsável pela tutoria de um curso a distância deve interagir constantemente com a equipe de suporte, professor-gestor, alunos, etc., e, para isso, o ideal seria o tutor algumas repsonsabilidades, como aulas e trabalhos pendentes.
Passei por uma experiência não muito bem-sucedida quando, ao matricular-me como aluna em um curso da Escola da Vila, a equipe organizadora que estabelecia contatos técnico-pedagógicos com os alunos acabou não dando o suporte necessário aos participantes, o curso não foi concluído, e não houve nem possibilidade de receber o certificado de participação. Ah, é bom destacar que não foi um curso gratuito.
Vivenciei várias experiências bem-sucedidas na EAD, e a mais interessante foi no programa da Universidade Aberta de Verão da Metodista, no curso de Capacitação Docente oferecido aos professores das Redes estadual e municipal do Grande ABC. No curso, praticamente não houve evasão, que foi inferior a 10% do total de alunos, o que indica que os participantes aprovaram o curso, visto que a equipe que organizou as aulas via Internet conseguiu, com sucesso, fazer com que os aprendizes se mantivessem interessados, pois tiveram a possibilidade de entrar em contato com conteúdos significativos para o crescimento profissional dos mesmos.

ATUALIZA – Qual sua opinião sobre as Novas Tecnologias de Informação e Comunicação na educação?

M. Socorro - Penso que, atualmente, as tecnologias utilizadas na educação são essenciais. O mercado de trabalho está muito competitivo e exigente, o que acaba criando quase que uma obrigatoriedade para as pessoas, no sentido de buscar cursos de aperfeiçoamento, extensão, e-learning, utilização do computador como ferramenta para atuação profissional e mais uma infinidade de opções. O docente e o aluno não podem estar limitados a aulas expositivas e tradicionais, devem estar atentos às inovações para que possam usá-la da melhor forma possível.
Todo professor, quando deseja usar as Novas Tecnologias de Informação e Comunicação na EAD, deve ter um projeto para que os alunos não recebam informações repetitivas. Deve sempre haver um progresso no aprendizado.

ATUALIZA - O que um curso de EAD deve ter como mais importante?

M. Socorro - É difícil apontar apenas um fator importante em um curso a distância, entendo que seja um conjunto de fatores. A meu ver, a possibilidade de retroalimentação é fundamental. É um processo pelo qual são produzidas modificações em um determinado sistema. Quando há possibilidade de trocas, quaisquer que sejam elas, somos retroalimentados e, assim, de maneira dinâmica, evoluímos. Com relação ao curso, isso é importante para que o aluno, por meio de um trabalho reflexivo, vá percebendo o que aprendeu, o quanto está se modificando e as implicações dessas mudanças no coletivo. Deve haver um aprofundamento cada vez maior sobre os conteúdos e interação entre professores e aprendizes, pois todos nós aprendemos uns com os outros, ainda mais na EAD, em que o foco principal deve estar centrado no diálogo e troca de experiências.

ATUALIZA – Qual a função do tutor? Tutor e Professor-gestor desenvolvem a mesma tarefa?

M. Socorro - O Professor-gestor e tutor desenvolvem atividades afins. Eles devem estabelecer relações próximas, de profissionalismo e cordialidade, afinal são pessoas extremamente importantes no processo de ensino-aprendizagem. É importante destacar que é perfeitamente possível desenvolver, ao mesmo tempo, a função de Professor-gestor e Tutor.
Nos cursos que venho participando, a atuação do professor-gestor é muito mais ampla do que a do tutor. O gestor cria o curso, é aquele que planeja, elabora o plano de ensino, produz a fundamentação teórico-prática e põe em prática o que produziu. Reúne-se com a equipe para ter suporte que o seu curso necessita. No decorrer do curso, acompanha-o, participando das atividades que foram propostas e interferindo no que for necessário.
O tutor é a pessoa responsável por corrigir as atividades dos alunos, encaminhar ao Núcleo de Tecnologias Aplicadas à Educação problemas específicos que surjam no decorrer do curso, acompanhar o fórum, revisar materiais que vão ser postados no site e, principalmente, oferecer atendimento individualizado ao aluno. Ao contrário do ensino presencial, na EAD é possível atender e "conversar" com todos os participantes, refletir sobre as opiniões deles e dar um parecer sobre as tarefas e comentários postados.

ATUALIZA – Quais sugestões você oferece para quem deseja ser tutor de cursos de extensão em educação a distância?

M. Socorro - Entendo que ser tutor exige muito empenho e dedicação. É preciso gostar de trabalhar em equipe. Vejo que há uma mudança de paradigma. Nesse sentido, nesta modalidade de ensino, professor não mais fecha a porta para dar a sua aula, agora ele é aquele que se abre para expor as suas idéias, assim como repensar as suas certezas. Não me sinto à vontade para dar sugestão, mas só sei que fazer parte do ensino a distância tem sido uma possibilidade de atualização e ampliação profissional, estando em contato com novas possibilidades de ver/ler o mundo, assim como poder participar das mudanças que estão ocorrendo na educação. Quem estiver em busca disso tudo, aproveite!
Comunicar erros

AGENDA
Próximos eventos…