Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Gestão de cidades / Projeto Quilombolas em Barra do Turvo, SP recebe visitantes da Universidade Metodista

Projeto Quilombolas em Barra do Turvo, SP recebe visitantes da Universidade Metodista

10/02/2017 14h44

Trabalho árduo realizado pelos moradores com objetivo de fazer os próprios alimentos. Foto: estagiários AGICOM

O projeto de extensão denominado “Cooperquilombo: solidariedade social, econômica e educacional para as comunidades quilombolas de Barra do Turvo – SP”, é coordenado pelo profº Dr. Cláudio Rodrigo Torres. A intenção é provocar o desenvolvimento e instigar a população a se tornar capacitada para dar continuidade ao processo de independência social e econômica. A proposta também visa valorizar o conhecimento e habilidade dos habitantes, preservando cultura das comunidades.

A criação de uma Cooperativa para comercialização da produção agrícola já é uma realidade, e para colaborar neste processo que encontra-se em fase de construção, um site que facilite a divulgação e comercialização dos produtos bem como de outras atividades desenvolvidas.

Por isso, no dia 03/02/17, os professores Claudio Torres e Luiz Silvério Silva, juntamente aos estagiários da AGICOM, Rodrigo Faria Tamassia e Matheus Silva Menucci, sob a supervisão do funcionário Danilo Santos de Araújo, visitaram as comunidades dos Quilombolas Ribeirão Grande e Terra Seca, que ficam no Município de Barra do Turvo, SP.

Os estagiários registraram depoimentos, colhendo entrevistas com as lideranças da comunidade, sendo possível ouvir as pessoas e acompanhar parte de sua rotina de trabalho pesado.

Matheus, um dos estagiários que participou da viagem, comentou em entrevista como foi a experiência de cooperar durante a visita “A gente notou que eles dedicaram o dia a nós, quebraram a rotina deles ali e deixaram de fazer alguma coisa para mostrar para gente o local e o modo de vida, isso é muito legal, a impressão que eu tive é que eles confiam muito na universidade e no professor Claudio que conquistou mesmo a confiança deles”.

Durante a visita de trabalho foi realizado registro fotográfico dos produtos agrícolas, das dependências coletivas da comunidade e de paisagens maravilhosas. O material fotográfico e gravações de vídeo servirão para a montagem do site que está em criação e deverá ser utilizado como forma de auxiliar na comercialização dos produtos agrícolas das comunidades: frutas, legumes, verduras, açúcar, rapadura cujas fotos podem ser vistas nesta matéria.

O jovem ressaltou a questão da visibilidade para a região e a comunidade, “É perceptível a gratidão deles, algo tão simples para gente porque, fazemos gravação todos os dias e foi apenas um dia que fomos lá, isto faz muita diferença para eles pois, estão procurando essa visibilidade, então, pelo menos pra mim a gratidão que eles sentiram e demonstraram foi um retorno”

A viagem, embora cansativa, foi muito proveitosa. A recepção da comunidade para a equipe da Universidade Metodista comprova alto grau de confiança estabelecido, respeito pelo trabalho e, uma generosidade sem medida. Tomamos café da manhã e almoçamos com lideranças da comunidade. No final do dia, todos os produtos utilizados nos registros fotográficos foram doados para a equipe, como agradecimento pelo trabalho realizado.

Comunicar erros