Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Gestão de cidades / Notícias / Reunião define prioridades para 2ª Jornada Cidadã

Reunião define prioridades para 2ª Jornada Cidadã

Doze ações, entre 36 propostas nas reuniões preliminares, serão escolhidas como prioridade para orientar os debates do dia 15 de novembro.

14/05/2009 11h57 - última modificação 21/05/2009 12h20


Será realizado neste sábado (13/09), das 10h às 12h, na Umesp (Universidade Metodista de São Paulo), em São Bernardo, o Encontro Preparatório da 2ª. Jornada Cidadã/ ABCD MAIOR.  A reunião deve aprovar a carta de compromissos da Jornada composta por 12 ações prioritárias que devem orientar os debates a serem feitos em 15 de novembro, durante a segunda edição da Jornada, agora rebatizada de Jornada Cidadã. 

De acordo com o pró-reitor de assuntos comunitários da Umesp, Paulo Bessa, membro da Comissão de Coordenação do evento, mais de 30 propostas, divididas nos eixos de cidades, educação e economia, serão levadas à discussão nesse sábado. Delas serão escolhidas pelos participantes da reunião as 12 consideradas como prioritárias. 

Na dinâmica do Encontro, dois participantes de cada segmento devem defender as propostas específicas do eixo. A reunião deve contar com cerca de 300 participantes, entre representações de entidades públicas e da sociedade civil.“Em cada reunião que fazemos dar forma à 2º Jornada percebo mais receptividade das entidades na idéia de promover uma confraternização que debata de fato as grandes questões das nossas cidades”, comentou Bessa.

As 12 ações eleitas como prioritárias devem orientar a formação das três mesas de debate previstas para 15 de novembro e para as quais serão convidadas autoridades federais, estaduais e locais, além de debatedores escolhidos entre os participantes da Jornada. O modelo é bastante distinto do que foi realizado na 1a versão da Jornada, em 2007, quando foram realizadas 60 mesas de debates resultando em uma quantidade inumerável de propostas que acabaram sem nenhuma sistematização e encaminhamento.

Segundo o diretor geral do jornal ABCD MAIOR, Celso Horta, a intenção é fazer do evento um momento de mobilização regional da sociedade civil organizada, com muito debate e muita confraternização. "Nós queremos que as jornadas anuais a serem realizadas pelo ABCD MAIOR se transformem numa festa da sociedade regional de forma a contribuir com a construção de uma verdadeira identidade regional", sustentou.

A Região - acrescentou - precisa discutir e escolher as ações a serem implantadas e cobrar a cada ano o compromisso das autoridades com sua realização. "Propostas como a da implantação de um polo tecnológico no ABCD, sustentadas em nossas reuniões preparatórias por autoridades regionais como Luiz Paulo Bresciani, professor e ex-secretário de Santo André, precisam ser acompanhadas pela sociedade civil organizada e as jornadas do ABCD MAIOR querem qualificar-se entre os instrumentos regionais destinados a fazer este acompanhamento".  

Para o dia15 de novembro deste ano, além das três mesas de debate, estão também sendo organizadas programações culturais e uma feira da economia solidária. A 2a Jornada vai ser realizada nas instalações do Sesi em Santo André, e está sendo realizada por um conjunto bastante representativo de entidades: o Consórcio Social da Juventude do ABC, Fundação Salvador Arena, Sesi/Santo André, Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, CUT/Regional, Universidade Metodista e Universidade de São Caetano do Sul. 

Comunicar erros