Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Gestão de cidades / Notícias / Região é classificada quanto a indicadores de riqueza, longevidade e escolaridade

Região é classificada quanto a indicadores de riqueza, longevidade e escolaridade

14/05/2009 11h57 - última modificação 21/05/2009 12h20

A Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados) divulgou nesta quarta-feira (18) a quinta edição do Índice Paulista de Responsabilidade Social (IPRS), com dados de 2006, e lançado a cada dois anos.

De acordo com o Seade, o Índice é uma adaptação à realidade paulista do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), da Organização das Nações Unidas (ONU). A avaliação inclui três indicadores, riqueza, longevidade e escolaridade. 

No Estado, a longevidade média teve a melhor nota entre os três indicadores, com 72 pontos, seguido por escolaridade, com 65 pontos, e riqueza, com 55. A pontuação, nos três quesitos, variam de 0 a 100.

A Fundação apontou três aspectos que puderam ser destacados na análise dos últimos resultados. Segundo informações divulgadas pelo Seade, “não houve modificação no mapa da distribuição de riqueza no Estado e a longevidade teve avanço significativo, principalmente na Região Metropolitana, e que a escolaridade teve elevação generalizada”.

O IPRS apresenta a síntese das três dimensões que o compõem distribuídas em grupos. Dessa forma, as cidades são reunidas de acordo com a proximidade de seus dados. Ou seja, os que possuem as melhores pontuações integram o grupo 1, enquanto os outros são distribuídos até o grupo 5, proporcionalmente à queda nas avaliações.

Região - No ABC, as cidades de Santo André, Mauá, Ribeirão Pires, São Bernardo e São Caetano classificaram-se no grupo 1. Portanto, isso significa que os municípios têm bons indicadores de riqueza, longevidade e escolaridade.

Já a cidade de Diadema integra o grupo 2. O grupo agrega os municípios bem posicionados na dimensão riqueza, mas com deficiência em pelo menos um dos indicadores  sociais. No caso de Diadema, a cidade ocupa a 488ª posição no ranking de escolaridade.

Por sua vez, Rio Grande da Serra passou do grupo 2 para o 4. O grupo reúne as cidades com baixos níveis de riqueza e com deficiência em um dos indicadores sociais. No ranking de escolaridade o município ficou abaixo da média do Estado, permanecendo na 629ª posição.

A cidade de Mauá foi uma das que se destacaram no ranking. O município foi um dos que entraram no grupo dos mais bem classificados, passando do grupo 2 para o grupo 1. Já em critérios isolados, São Caetano se destaca entre as cidades que tiveram melhor colocação no índice de escolaridade.

O levantamento completo está no site do Seade: www.seade.gov.br/projetos/iprs/

Comunicar erros