Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Gestão de cidades / Notícias / PAC: Programa federal investe mais de R$ 690 milhões em obras no ABCD

PAC: Programa federal investe mais de R$ 690 milhões em obras no ABCD

04/08/2009

04/08/2009 17h56

Mais da metade dos projetos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) previstos para o ABCD – investimento de R$ 690 milhões do governo Lula na Região – já está em fase de obras. Ao todo, 31 dos 59 projetos (52,5%) de infra-estrutura nas áreas de Saneamento e Habitação estão sendo construídos em seis dos sete municípios do ABCD. Em todo o País, estão sendo investidos R$ 503,9 bilhões desde 2007 até 2010.

A cidade que possui maior número de projetos, obras e repasse financeiro é Santo André: são 20 iniciativas no município, sendo que 16 já estão em obras. Santo André receberá, até 2010, mais de R$ 284 milhões para a ampliação do sistema de esgoto na cidade, despoluição dos córregos Apiaí, Guarará e Araçatuba, saneamento integrado e urbanização dos Núcleos Espírito Santo e Jardim Irene, entre outros.

A cidade ainda conta com a mais adiantada obra do PAC na Região: a construção do Conjunto Habitacional Alzira Franco, investimento de R$ 31 milhões para a produção de 890 unidades habitacionais, divididas entre a construção de 613 casas de 26 m2, além de 276 apartamentos e área de lazer.

Cerca de 200 famílias dos núcleos Gamboa e Capuava Unida receberam do ex-prefeito João Avamileno (PT) as chaves das novas casas em maio de 2008, e já foram transferidas para o Conjunto Alzira Franco.

É o caso de Francisco Pedro dos Santos, o Chicão, pedreiro de 56 anos. “Desde que eu vim para cá mudou tudo, graças a Deus. Lá no Capuava Unida era uma bagunça. Não tinha saneamento, nada. Estou muito feliz. Aqui eu sou mais digno”, conta Chicão, que mora na nova casa com quatro filhos e a esposa pagando apenas R$ 58 por mês.

Já Antônia Lusitânia Correia, 44 anos, diz que se sente mais “cidadã” desde que se mudou para o conjunto no início do ano. “Vim com a expectativa de mudar de vida. Não que seja errado morar na favela, mas aqui eu tenho um endereço, sou cidadã. Moro com sete filhos e meu marido. Quantas vezes não fomos desprezados por morarmos na favela! Ainda bem que isso acabou”.

Diadema é a segunda cidade do ABCD em número de obras em andamento. São 11 projetos em construção. O governo federal investirá até 2010 R$ 130 milhões no município, para a implantação de 18 projetos, sendo 16 habitacionais e dois de saneamento. Entre as obras está a ampliação do sistema de abastecimento de água em toda a cidade, construção de coletores-tronco para a coleta de esgoto e a urbanização da Favela Naval.

Geração de emprego
- Além do investimento, o PAC tem outro ponto positivo. O programa tem gerado emprego e renda para milhões de brasileiros, como Eluizo Pinto de Góes, encarregado de obra da instalação do coletor-tronco no córrego Curral Grande, no Corredor ABD, em Diadema. “O PAC é muito bom, gera emprego para o pessoal além de melhorar a vida das pessoas. Só aqui nesta obra tem mais de 60 novos empregos gerados”, comemora Góes.

Com duas obras em realização estão São Bernardo e Mauá. Mesmo com apenas duas obras em andamento, São Bernardo é a segunda cidade em investimento total do PAC na Região: mais de R$ 236 milhões. A cidade ainda possui outros nove projetos - três em licitação e seis em ações preparatórias, além da única iniciativa concluída em todo o ABCD - a elaboração do projeto de saneamento integrado para recuperação urbana e ambiental em todo o município.

O principal projeto de Mauá, a urbanização do núcleo Cerqueira Leite, já está em obras, somando um investimento de quase R$ 12 milhões. Ribeirão Pires conta com três projetos, todos em fase de licitação: substituição da rede de distribuição de água, ampliação do sistema de esgotos e construção de um galpão de triagem. O único projeto de São Caetano é a ampliação do sistema de drenagem de águas pluviais, de R$ 12 milhões.

PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) Saneamento e Habitação no ABCD

Cidade

Em obras

Em licitação

Ação preparatória

Em contratação

Concluído

Total
(nº projeto/reais)

Santo André

16

02

02

-

-

20/R$ 284,4 mi

Diadema

11

01

02

04

-

18/R$ 130 mi

São Bernardo do Campo

02

03

06

-

01

12/R$ 236,8 mi

Mauá

02

-

03

-

-

5/R$ 19,2 mi

Ribeirão Pires

-

03

-

-

-

3/R$ 9 mi

São Caetano do Sul

-

01

-

-

-

1/R$ 12 mi


Fonte:
ABCD Maior

Comunicar erros