Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Gestão de cidades / Notícias / NEV - USP e Cátedra Cidades buscam parceria para projeto Online

NEV - USP e Cátedra Cidades buscam parceria para projeto Online

28/ 01/ 08 - Da Redação

14/05/2009 11h57 - última modificação 21/05/2009 12h20

O Núcleo de Estudos da Violência da USP e a Cátedra Gestão de Cidades da Universidade Metodista iniciam parceria para projeto de pesquisa para o site Guia de Direitos

Em reunião realizada dia 24 de janeiro entre a coordenação da Cátedra e os pesquisadores do NEV - Renato Alves, Ariadne Natal e Roberta Afonso, foi discutida o início da parceria para um projeto de pesquisa. Essa pesquisa será feita por estudante da graduação da Universidade Metodista apoiado por professores da Cátedra com a responsabilidade de levantar informações sobre as sete cidades do Grande ABC para serem colocadas no site Guia de Direitos, que atualmente conta com informações do município de São Paulo.

A proposta do web-site www.guiadedireitos.org é reunir e centralizar informações que promovam, garantam e fortaleçam os direitos da população. Para isso, busca reunir de forma clara e simples informações sobre equipamentos públicos, serviços e programas, geridos pelo governo ou por organizações não-governamentais, gratuitos ou de baixo custo, nas áreas de educação, saúde, trabalho, renda, cultura, lazer, segurança, justiça e cidadania.

Segundo Renato Alves, pesquisador  do NEV “Os números de consultas de visitas à página do Guia de Direitos é bastante considerável, algo em torno de 110.000 visitas por mês. Para nós, este número de visitas demonstra não apenas a necessidade por este tipo de informação como a relevância deste tipo de serviço”.

Para a Cátedra Gestão de Cidades, essa parceria representa uma importante aproximação com núcleos de estudos de renome como é o caso do NEV. Segundo Anderson Rafael Nascimento, coordenador executivo da Cátedra, “a parceria que se inicia alimenta boas perspectivas, pois o site pode oferecer importantes indicadores de avaliação dos serviços prestados ao público no Grande ABC”.

 

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: