Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Gestão de cidades / Notícias / Metodista recebe seminário sobre desaparecimento de menores

Metodista recebe seminário sobre desaparecimento de menores

29/07/2011

29/07/2011 17h35 - última modificação 02/08/2011 17h35

Seminário discutiu projetos de identificação de menores desaparecidos e causas dos desaparecimentos. Foto: Mônica Rodrigues

A Universidade Metodista de São Paulo, por meio da Cátedra Gestão de Cidades, em parceria com a Fundação Criança, recebeu, nesta sexta-feira, 29 de julho, o 1º Seminário de Enfrentamento à Situação de Desaparecimento de Crianças e Adolescentes de São Bernardo do Campo. O evento visa discutir os projetos de identificação de menores desaparecidos, mobilizando a região do ABCD.

A abertura do seminário contou com a participação do deputado estadual Hamilton Pereira; do prefeito de São Bernardo Luiz Marinho; do promotor público do estado de São Paulo, Jairo de Lucca; do delegado seccional de São Bernardo, Rafael Rabinovici; do representante da Polícia Militar, tenente Kercher; do presidente do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana, Ivan Seixas; do presidente da Fundação Criança de São Bernardo, Ariel de Castro Alves; da representante do Conselho Tutelar Elzi Silvério Silva e do representante da Cátedra Gestão de Cidades, professor Luiz Roberto Alves.

O presidente da Fundação Criança, Ariel Alves, disse que o tema do seminário “ainda é invisível na sociedade. Por isso, é pertinente contarmos com uma Cátedra para reunirmos os debates e idéias, porque queremos criar trabalhos voltados às crianças e adolescentes, bem como políticas públicas. Pois não são apenas trabalhos de Polícia, mas de enfrentar a causa dos desaparecimentos."

O prefeito Luiz Marinho reforçando a fala de Ariel Alves disse que, no seminário, aumenta a responsabilidade de todos os setores ali representados. “Não podemos trabalhar de forma tão departamentalizada. É preciso um processo de integralização muito forte para que esse trabalho dê certo.”

Marinho também afirmou que é necessário trabalhar as estruturas familiares para evitar a desintegração das famílias, a começar pelas próprias crianças e adolescentes. “Aposto nas crianças como formadoras de opinião nos lares, por isso temos que introduzir valores de respeito nelas e isso, na escola, traria esse retorno”, disse o prefeito, na defesa da inserção de projetos e disciplinas escolares que tragam conhecimento de ética e cidadania, para garantir o bem-estar das gerações futuras.

Durante o seminário ocorrerão debates sobre ações municipais, palestras sobre políticas públicas relacionadas ao tema, além de relatos de experiências de vidas e intervenções culturais. Também houve, logo após a abertura, uma palestra com o deputado estadual Hamilton Pereira, sobre o Projeto de Lei 463/2011, que trata do Sistema Unificado com informações da Polícia, Ministério Público, Conselho Tutelar, Instituições de Direitos Humanos, Hospitais e Institutos Médico-Legais.

 
Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , , ,