Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Gestão de cidades / Notícias / Garantir indústrias é prioridade da prefeitura de São Bernardo

Garantir indústrias é prioridade da prefeitura de São Bernardo

26/08/2009

26/08/2009 17h21

A manutenção do parque industrial de São Bernardo é o principal desafio da gestão do prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho, na área de desenvolvimento econômico. Propostas que incentivam o objetivo ganharam prioridade desde o início da administração, principalmente por conta dos efeitos da crise financeira mundial no município.

Para garantir as indústrias na cidade, a Administração deve apoiar medidas que incentivam a inovação tecnológica, principalmente as vinculadas ao setor industrial. O trabalho será mais ativo do que os incentivos à instalação de novas companhias na cidade e uma dos primeiros planos é a mudança da atual lei de incentivos do município, que não prevê o apoio explícito às medidas que contribuam para a inovação.

“Queremos apoiar e ampliar os centros de engenharia instalados. Queremos entrar fortemente no debate do parque tecnológico e que São Bernardo seja a sede ou uma das principais sedes do parque no ABCD”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de São Bernardo, Jefferson da Conceição.

Atraso - O secretário indica que a principal dificuldade da gestão atual será superar o atraso de pelo menos uma década da economia local em relação aos municípios vizinhos. “Não temos um centro público de emprego, não temos um centro de convenções, a cidade não tem porte hoteleiro significativo. São Bernardo tem poucas franquias, entre outros aspectos”, alertou Jefferson.

O município não estimulou iniciativas para ampliar o turismo de negócios, atividade que poderia gerar muito emprego e renda. Apesar de receber ao longo do ano fluxo constante de executivos de companhias de vários portes, São Bernardo tem apenas 790 quartos de hotel, o que faz os visitantes dormitarem em outras cidades do ABCD.

“Queremos atrair redes internacionais de hotéis para cá. Até o fim da gestão, pretendemos garantir pelo menos a instalação de mais um ou dois hotéis.” Para isso, a secretaria tem papel fundamental para alertar os investidores da oportunidade que estão perdendo.

Outras duas iniciativas para apoiar o turismo são a revitalização do Parque Estoril, no Riacho Grande, e a reabertura da Cidade da Criança, com data definida, mas mantida em sigilo pela Administração. No primeiro caso, o objetivo é dar ao equipamento o conceito de um ecoparque. Para isso, o Parque Estoril receberá atrações ligadas ao conceito ecológico, com instrumentos que incentivem a prática de esportes náuticos, de aventura, mountain bike, arvorismo e outros.


Comércio e serviços

Para minimizar o atraso dos setores em São Bernardo, a Prefeitura deve implementar uma série de medidas até o fim da gestão. Uma delas é o plano para a revitalização do Centro de São Bernardo. Até 2012, São Bernardo terá um CPTER (Centro Público de Trabalho, Emprego e Renda) e uma incubadora de cooperativas, que poderá estar em funcionamento a partir do ano que vem. O MEI (Microempreendedor Individual), que incentiva a formalização de empreendedores informais do município, também está em fase de implementação.


Logística

A formalização de um Porto Seco em São Bernardo também está nos planos do município, mas depende da aprovação da lei sobre o tema, travada no Congresso Nacional. Para o secretário de Desenvolvimento, a localização de São Bernardo e o peso do parque industrial mudam significativamente a partir do Rodoanel. “Se restringirmos impactos negativos e potencializarmos impactos positivos, a obra será muito favorável. Um dos aspectos positivos é a instalação de um Porto Seco, que oferecerá serviços alfandegários para as indústrias de fora e da Região”, afirmou Jefferson.


Fonte: ABCD Maior

Comunicar erros