Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Gestão de cidades / Notícias / Feira do Corredor Cultural de Economia Solidária acontece no IMES, São Caetano do Sul

Feira do Corredor Cultural de Economia Solidária acontece no IMES, São Caetano do Sul

Izabel Méo

14/05/2009 11h57 - última modificação 21/05/2009 12h20

Alunos do IMES na feira da Economia Solidária


Depois de muitas negociações, o Corredor Cultural conseguiu espaço no Instituto Municipal de Ensino Superior de São Caetano do Sul (IMES). Graças aos esforços da professora Sonia Kruppa (Fundação Santo André – ITCP/FSA), do professor Francisco Fúncia (Coordenador do curso de Economia do IMES), da Associação Padre Léo Comissari e da Cátedra Gestão de Cidades (Universidade Metodista de São Paulo), na última sexta feira dia 24 de agosto algumas instituições e ateliês de arte puderam expor e comercializar seus trabalhos.

 Estavam presentes o Espaço Beija Flor, com bijuterias e chocalhos de miçangas feitos pelos jovens da comunidade. Associação Padre Leo Comissari com camisetas, bijuterias; Amada Reciclarte com artesanato com papel reciclável; Grupo Fazer Arte, de São Bernardo do Campo, todo composto por meninas que vendiam tapetes e bolsas com retalhos de pano e também sabões caseiros; Projeto Sol/Sal, uma incubadora da FSA que propõe a auto-suficiência aos bairros de Vila Palmares e Sacadura Cabral. A Incubadora auxilia na fabricação de sabão e possui um grupo de cozinheiras, as Quituteiras. Por fim, a Casa Movimento Solidário trouxe o Grupo das Bonecas, com coloridas bonecas de pano.

 A feira começou às 18 horas e atraiu a atenção de muitos alunos do campus I do IMES. Por volta das 20 horas e 30 minutos teve início uma palestra com Fernando Kleiman, chefe do gabinete da Secretaria Nacional de Economia Solidária do Ministério do Trabalho e Emprego. Kleiman veio de Brasília e após a apresentação do projeto, feita pela professora Sonia Kruppa, ele fez um histórico do que é economia solidária e destacou o compromisso que as profissões da economia podem acolher os ideais desse novo marco legal para economia solidária.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: