Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Gestão de cidades / Notícias / Corredor cultural e de comercialização interuniversitário da Economia Solidária

Corredor cultural e de comercialização interuniversitário da Economia Solidária

14/05/2009 11h57 - última modificação 21/05/2009 12h20

O Corredor Cultural é uma proposta que liga o tema da economia solidária e as universidades da região do ABC. Esse projeto é chamado assim porque a idéia de “corredor” está ligada ao “Mercado Protegido de Produtos de Economia Solidária”. “Cultural” porque o principal objetivo é formar nas comunidades das universidades participantes uma cultura e disseminação do conceito de Economia Solidária e o incentive.

 

Tudo começou no dia doze de dezembro de dois mil e seis, quando foi realizada a primeira reunião para o projeto. Os pontos mais discutidos foram as possibilidades de parcerias com a Petrobrás, o Banco do Brasil, Bradesco, Banco Nordeste, MEC e Sebrae, mencionadas logo no início pela profª Sonia Kruppa (ITCP-FSA). Também conversou-se sobre a necessidade de uma metodologia própria para o cooperativismo à partir das experiências e dos problemas da Cooperativa de Costureiras “Olho Vivo”, representada pela SRa. Angelina Oliveira.

 

 Foi agendado um encontro para o mês seguinte e uma lista de encaminhamentos foi feita:

§         Criar uma agenda do projeto

§         Construção da Memória de Instituições Universitárias na região do ABC

§         Metodologia para levantar o impacto das instituições universitárias em seu entorno;

§         Reunião preparatória virtual dia dezenove de dezembro de 2006 para definir:

o       Convidados

o       Desenho do próximo encontro

o       Convites individuais ou em conjunto

o       Elaboração do convite em conjunto

§         Organização da reunião;

§         Equipe para organização;

§         Local;

 

Dia trinta de janeiro de 2007 , segunda reunião, um grupo com representantes de Universidades e ONG’s propuseram as seguintes temáticas a serem debatidas no contexto do projeto.

1.      Economia Solidária e Cidade;

2.      Economia Solidária e Indicadores Sócio- Econômicos;

3.      Economia Solidária e construção de modelos econômicos ( a relação micro e macro)

4.      Economia Solidária e Educação inclusive de Jovens e Adultos;

5.      Economia Solidária, recursos econômicos e marco jurídico.

 

Diante das temáticas, ao final da reunião outros encaminhamentos foram propostos, são eles:

 

  • Elaborar uma proposta em torno da(s) temática (s) que pretendem problematizar;
  • Incluir as alterações/ adendos na carta compromisso e encaminhar via e-mail eletrônico;
  • Incluir a Economia Solidária como tema dos demais eventos das Universidades (exemplo: o Congresso de História em Maio);
  • Incluir os estudantes universitários;
  • Formar GT para elaborar metodologia comum visando avaliar a informalidade e os recursos potenciais;
  • Formar GT para formular projeto inter-institucional sobre o ensino superior na região.

 

Uma terceira reunião foi agendada para o próximo dia doze de fevereiro às 14 horas na FAENG (Faculdade de Engenharia do Centro Universitário Fundação Santo André, representada na segunda reunião pelo Sr. Manoel Barral.

Comunicar erros