Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Gestão de cidades / Atividades / Seminários / Nacionais / VII Seminário Integrado e II Colóquio Internacional

VII Seminário Integrado e II Colóquio Internacional

Tema: Políticas Públicas Integradas na efetivação da Comunidade Cívica

Data: 11 de abril de 2007 (Quarta-feira)
Local: Auditório do Edifício Capa, Universidade Metodista de São Paulo – Rua do Sacramento, 230 – Rudge Ramos, São Bernardo do Campo – 09640-000

As inscrições foram realizadas no local do evento.

Objetivos Gerais:

  • Analisar a relação entre Políticas Públicas Integradas e suas práticas na construção de Comunidades Cívicas.
  •  Pensar o lugar das Universidades na construção de Políticas Públicas Integradas na Região do Grande ABC.



Objetivos Específicos:

  • Promover o diálogo entre os diversos segmentos sociais levando em consideração os aspectos relacionados às Políticas Públicas Integradas;
  • Analisar a integração das Políticas Públicas sobre a ótica do nível do desenvolvimento das comunidades cívicas no Brasil;
  • Conhecer indicadores referentes à efetividade das Políticas Públicas;
  • Compartilhar o acúmulo de conhecimento produzido pela Cátedra referente à implementação de Políticas Públicas Integradas.



Justificativa:

O conceito de Políticas Públicas Integradas foi criado a partir do conhecimento produzido pela experiência do servidor público e pensador Celso Daniel, patrono da Cátedra Gestão de Cidades. A construção desse conhecimento redimensiona a participação social e seu lugar na gestão pública como iniciativa em prol de uma cidade/região melhor para se viver. Os valores democráticos acordados nas práticas cotidianas extrapolam os canais institucionais (eleições livres, liberdade de imprensa e parlamento ativo).

A democracia participativa que se dá por meio do envolvimento das comunidades é fundamental para o desenvolvimento sustentável dos locais, da região e do país. A comunidade cívica aparece como influenciadora para uma gestão transparente que deve considerar a presença e a participação de todos os segmentos sociais. Dessa prática se conceitua uma governança tripartite. Nesse contexto, as universidades são convidadas a produzir pesquisas com qualidade em diálogo com as práticas sociais. Essa tendência inovadora permite que sejam partícipes na legitimação da democracia participativa em parceria com centros de pesquisa, ONGs, representantes sociais e governos.

Hoje, o desafio colocado às universidades é sistematizar e avaliar o impacto de Políticas Públicas Integradas e seus efeitos sobre o cotidiano, oferecendo sustentação aos projetos e princípios para se pensar a cidade. Um dos instrumentos que pode servir à demanda é a definição de indicadores que apontem perspectivas de intervenção. As metodologias sócio-participativas constituem outro instrumento. Elas possibilitam uma ampliação e diversificação de análise, ação e interpretação dos protagonistas sociais que atuam para o desenvolvimento e a sustentabilidade local/regional.

A Cátedra Gestão de Cidades, na construção de massa crítica capaz de reinventar a cidade, propõe o VII Seminário que tem como objetivos gerais: analisar a relação entre Políticas Públicas Integradas e suas práticas na construção de comunidades cívicas e pensar o papel das universidades nesse processo, notadamente na Região do Grande ABC.

Comunicar erros