Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Pós-Graduação em Educação / Notícias / Docente de Mestrado alerta para adoecimento do professor no portal Nova Escola

Docente de Mestrado alerta para adoecimento do professor no portal Nova Escola

Cristina Hashizume alerta sobre prejuízos para os alunos

16/08/2018 18h05 - última modificação 16/08/2018 20h51

Dois em cada três professores brasileiros já precisaram se afastar do trabalho por questões de saúde e 87% atribuem o fato à sobrecarga de tarefas e à desvalorização da carreira, segundo pesquisa realizada pela Associação Nova Escola. Entre os problemas com maior frequência aparecem ansiedade, que afeta 68% dos educadores, estresse e dores de cabeça (63%) e insônia (39%), além de depressão (28%).

“O adoecimento do professor repercute na sala de aula, na dinâmica escolar, nas políticas públicas e na carreira docente, fazendo com que o aluno perca na figura do professor sua referência como profissional fundamental na mediação do conhecimento”, afirma a psicóloga Cristina Miyuki Hashizume, professora do Mestrado e Doutorado em Educação da Universidade Metodista de São Paulo, na reportagem sobre o tema preparada pelo portal Nova Escola.

A matéria traça um cenário preocupante da docência, a ponto de relatório da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) ter apontado que apenas 2,4% dos jovens brasileiros de 15 anos querem ser professores.

Veja a íntegra da reportagem.

Esta matéria foi publicada no Jornal da Metodista.
Conheça Outras.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , , , , , , , , , , , ,
SOBRE O PROGRAMA
INFORMAÇÕES ACADÊMICAS
ALUNOS
X