Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Pós-Graduação em Educação / Notícias / Alunas do PARFOR potencializam os jogos como instrumento de aprendizagem

Alunas do PARFOR potencializam os jogos como instrumento de aprendizagem

Trabalhos apresentados no Congresso Metodista de 2018 exploraram formas de aprender brincando

24/10/2018 18h45 - última modificação 25/10/2018 21h38

Trabalhos foram apresentados no Congresso Metodista de 2018 (Fotos Malu Marcoccia)

Poucos duvidam de que a perspectiva de aprendizado por trás de jogos lúdicos é mais contundente, por isso foi mais uma vez o principal instrumento utilizado por alunos-docentes do PARFOR (Programa Nacional de Formação de Professores da Educação Básica) desenvolvido na Universidade Metodista de São Paulo. Oito trabalhos do III PARFOR de Pesquisa apresentados na noite de 23 de outubro no Congresso Metodista exploraram de formas diversas o conceito de aprendizagem e diversão.

“Adaptamos o Twister para uma proposta interdisciplinar, em que a criança conhece o sistema solar (ciências) por meio de formas geométricas (matemática) e também desenvolve coordenação motora na medida em que vai pulando casas”, explicaram as alunas Débora Zanardo de Oliveira e Érica Cristina Sartorelli sobre o trabalho do grupo denominado Twister Astronômico, em alusão ao jogo de habilidade física desenvolvido sobre um tapete e cujas cores (obtidas depois de girar uma caixa) determinam movimentos de pés e mãos e, no caso, conhecimento de um planeta do sistema solar.

A coordenadora dos trabalhos, professora Walkiria Savira Belapetravicius, se disse muito satisfeita com a qualidade das propostas dos alunos do PARFOR-Metodista, que lecionam na rede municipal de Educação Básica de São Bernardo, as conhecidas EMEBs. “Pesquisa promove aperfeiçoamento acadêmico dos professores. O professor deve ser antes de tudo um aprendente para poder ensinar. É a pesquisa que o instrumentaliza a ter capacidade técnica e curiosidade científica”, definiu a coordenadora, que também elogiou os jornais escolares expostos no Congresso e que foram feitos por crianças das escolas onde os docentes lecionam.

Aprender é divertido

Também trabalhando o conceito de que aprender pode ser divertido, o grupo das alunas PARFOR Andréia Mascarini, Sueli Tereza Barbosa e Andreia Cristina Cruz desenvolveu o Astros: Jogo de Cartas, tomando como referência o famoso jogo Uno. Ganha quem fizer mais pontos e, para isso, o jogador deve se livrar o quanto antes das cartas que tem em mãos. Os pontos das cartas são determinados por cores e, no caso do Astros, esses pontos estão vinculados aos nomes dos planetas e aos movimentos que realizam na galáxia, explicou Andréia Mascarini.

O Programa Nacional de Formação de Professores da Educação Básica é um programa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes-MEC) que busca valorizar a experiência de docentes da rede pública que já atuam em sala de aula. O programa possibilita que docentes obtenham a formação exigida pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) e contribuam para a melhoria da qualidade da Educação Básica no Brasil.

Veja imagens do III PARFOR de Pesquisa, que também reuniu trabalhos sobre Triathon o Fundo do Mar, Torre de Hanói, Caixa Pedagógica, Jogo de Percurso, Tangram e Quebra Cuca Associada ao Ensino de Ciências, Matemática e Educação Física. 

III Parfor de Pesquisa ( Plano Nacional de Formação dos Professores da Educação), apresentações Congresso Metodista

Esta matéria foi publicada no Jornal da Metodista.
Conheça Outras.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , , , , , ,
SOBRE O PROGRAMA
INFORMAÇÕES ACADÊMICAS
ALUNOS
X