Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Núcleo de Formação Cidadã / Notícias / Aluna de Publicidade e Propaganda escreve artigo sobre filosofia com ensinamentos do NFC

Aluna de Publicidade e Propaganda escreve artigo sobre filosofia com ensinamentos do NFC

Vitória Batista produziu o texto ‘Por que os humanos são tão diferentes?’ para compartilhar o que aprendeu na Metodista

11/12/2018 19h15 - última modificação 23/01/2019 15h50

A Universidade Metodista de São Paulo busca formar cidadãos conscientes e reflexivos. O Núcleo de Formação Cidadã (NFC) promove essa visão analítica por meio de diversas ações, incluindo módulos on-line sobre Cidadania e Mundo Global e Ética Filosófica.

Foi nessas disciplinas que Vitória da Silva Batista, de 19 anos, aluna do terceiro semestre de Publicidade e Propaganda, teve contato mais aprofundado com a filosofia. “Essas aulas me influenciaram, pois consegui entender melhor os pensamentos de alguns filósofos que antes não me pareciam tão interessantes. O fato é que as aulas do módulo de Ética Filosófica conseguiram me instigar e me incentivar a buscar respostas”, diz a estudante.

Como resultado das reflexões realizadas em sala, Vitória escreveu o artigo ‘Por que os humanos são tão diferentes?’, publicado no LinkedIn Pulse. No texto, a estudante discute a respeito de suas inquietações e ensinamentos do professor Wesley Fajardo, do NFC.

“Decidi escrevê-lo [o artigo] para compartilhar o conhecimento que adquiri com esses estudos, mas principalmente para tentar instigar as pessoas a também buscarem esse tipo de conhecimento. Com muito pouco é possível saber muito! E compartilhar é fundamental”, declarou.

Vitória pretende se especializar em animação e acredita que os ensinamentos do NFC enriquecerão todas as mensagens do trabalho que vai desenvolver no futuro: “Seria muito legal poder expor essas ideias em um filme ou campanha publicitária (explícita ou implicitamente)”.

Mas além disso, acredita que a formação ética e cidadã pode melhorar a prática profissional de todos. “Acredito que a busca por respostas pode solucionar tudo (ou muita coisa). Entendendo o que é o ser humano e por que ele faz o que faz, podemos de alguma forma construir uma sociedade melhor”, concluiu.

Clique aqui e leia o artigo ‘Por que os humanos são tão diferentes?’.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , , , ,
X