Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Núcleo de Artes e Cultura / Notícias / Calouros são acolhidos com palestra-show sobre sustentabilidade

Calouros são acolhidos com palestra-show sobre sustentabilidade

17/08/2011

17/08/2011 17h30 - última modificação 22/08/2011 20h17

Caetano Miranda: mágica para alertar sobre sustentabilidade. Foto: Lara Molinari

Lenços, leques, assistentes de palco e objetos sumindo e reaparecendo em outro lugar sob os olhares da plateia. Seria um show de mágica comum, não fossem os números uma metáfora para debater um assunto cada vez mais urgente: a sustentabilidade.

Foi com “Nosso Planeta, Nosso Lar”, um misto de palestra e show de mágica sobre meio ambiente e sustentabilidade que os calouros de Administração, Produção Multimídia, Educação Física, Engenharia Ambiental, Automação Industrial e dos cursos da Faculdade e Gestão (FAGES) foram recebidos na noite desta terça-feira, 16 de agosto.

Promovida pela Pró-reitoria de Graduação, pelo Núcleo de Arte e Cultura e pelo Núcleo de Sustentabilidade, a apresentação envolveu os presentes, que despertaram para questões como a importância da coleta seletiva através das mágicas de Caetano Miranda e sua equipe.

A professora Waverli Neuberger, coordenadora do Núcleo de Sustentabilidade, abriu a noite lembrando aos presentes o sentido original do conceito, que remete às condições necessárias para que continuemos vivendo: “De tanto ouvir a gente acaba não pensando mais no sentido dela.” A professora lembrou que, com o Programa Metodista Sustentável, iniciado em 2009, o conceito permeia todos os cursos da Universidade, permitindo que os alunos aprendam algo que cada vez mais será requerido de todos os profissionais.

Cláudia Cezar, coordenadora do NAC, convidou os calouros a participarem dos eventos promovidos pelo núcleo, como a exposição Para Estar Mais Perto, atualmente em cartaz e os concertos da Orquestra Jovem Camargo Guarnieri.

Com um número de aparecimento de moedas invisíveis, tiradas da orelha de uma aluna, Caetano lembrou que o dinheiro gasto para se extrair a energia elétrica dos rios não surge tão facilmente, saindo diretamente de nossos bolsos.

Fazendo sumir bolinhas de papel, que apareciam em coletores coloridos, o mágico alertou para a importância da coleta seletiva e dos perigos causados pelo descarte irresponsável do lixo. Ao final do espetáculo, Caetano frisou a necessidade de colocarmos em prática dois pares de “palavras mágicas”: crescimento sustentável e consumo consciente.



Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , , , ,