Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Projeto Aquarela - Terceira Idade / Notícias / Projeto Aquarela celebra conquistas do primeiro semestre no evento Uma Tarde na Universidade

Projeto Aquarela celebra conquistas do primeiro semestre no evento Uma Tarde na Universidade

Próxima reunião ocorre em 18 de julho

27/06/2017 19h50 - última modificação 28/06/2017 13h01

Recomeçar é um grande desafio e os participantes das oficinas do Programa Aquarela - Terceira Idade da Universidade Metodista de São Paulo têm a chance de recomeçar a cada semestre, iniciando atividades diferentes, conhecendo pessoas e saindo da zona de conforto.

A cada fim de semestre o encontro Uma Tarde na Universidade reúne os participantes para a celebração de suas conquistas e aprendizados. Na última segunda-feira (26), o evento contou com a participação dos membros das oficinas e familiares que vieram à Metodista.

Cláudia Cezar, coordenadora do Aquarela, deu início às atividades citando Fernando Pessoa: "Tudo vale a pena. Se a alma não é pequena" e ressaltando a importância de falar palavras boas e trabalhar com carinho, gentileza, e atenção, práticas frequentes no dia a dia do Aquarela.

Música e Integração

"Eles fazem a oficina de violão e continuam no canto e tem sido um trabalho muito bonito", comenta a professora dos grupos Geni Ramalho. Assim foi também na apresentação final do semestre: os alunos se reuniram no palco para interpretar as canções "Aleluia", "Tocando em Frente", "Flor do Cafezal", "Pra não dizer que não falei das flores" e "O sanfoneiro só tocava isso". 

O grupo de Cultivo da Espiritualidade também realizou uma apresentação musical, cantando "É preciso saber viver", com a participação de todos os presentes na reunião. A pastora Angela Ribeiro comentou que "Deus se agrada quando nós sabemos viver". 

Teatro e Coragem

"Tem que ter coragem para fazer teatro, porque é preciso perder o medo. Essas pessoas que participaram das oficinas souberam lidar com o medo e o transformaram em ação. Quando o ator está no palco, ele está nu, tem que estar por inteiro e o trabalho é feito de dentro para fora", diz Nina Mancin, professora das oficinas de Exercícios Teatrais.

O grupo apresentou pequenos diálogos ao telefone e o Grupo de Teatro Aquarela gravou vídeos com textos de Osho e continua com as apresentações da peça "A revolta dos brinquedos" que tem sido requisitada por diversas escolas. 

Mente e corpo em forma

Com quase dez estagiários voluntários, o grupo de iniciação à informática e as oficinas de aplicativos crescem e auxiliam os idosos a acessarem o mundo digital. Foi apresentado um vídeo com depoimentos dos alunos, contando como as oficinas ajudaram no dia a dia e como o relacionamento com os colegas é bom.

Mas os alunos não ficam só dentro da sala de aula, as atividades das oficinas Entre em Forma e Dança Criativa fazem os alunos encontrarem prazer no exercício físico. "Caminhar foi a palavra que trabalhamos neste semestre. Caminhar é sair de onde está, é ter coragem de se mover e seguir em frente", diz a professora Rose Maria, encerrando as atividades com danças em dupla e com a quadrilha.

Confira fotos do evento abaixo:

Uma Tarde na Universidade - 26/06

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , ,