Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Pós Graduação e Pesquisa / PIBIC / Projetos aprovados / 2013/2014 / Susceptibilidade à dependência avaliada através do modelo de preferência de lugar na prole de ratas que consumiram etanol em baixas e altas doses durante o período de lactação

Susceptibilidade à dependência avaliada através do modelo de preferência de lugar na prole de ratas que consumiram etanol em baixas e altas doses durante o período de lactação

Autora: Eliana Céu Moreira
Orientador: Isaltino Marcelo Conceição

A lactação é extremamente importante para os recém-nascidos, pois através dela a criança receberá imunidade e nutrientes importantes para a sua sobrevivência e crescimento no mundo em que surgiu. Além de suas funções nutricionais e imunoprotetoras o leite materno é extremamente importante para o desenvolvimento adequado do sistema nervoso central. Muitas substâncias podem chegar ao lactente através do leite materno, sendo o etanol uma delas. A dependência ao etanol é uma doença que afeta o mundo inteiro, podendo atingir pessoas de ambos os sexos, todas as idades e condiçõessocioeconômicas. É de corrente conhecimento que o etanol prejudica o desenvolvimento de embriões e fetos quando ingerido durante a gestação. Entretanto, poucos são os relatos das consequências de seu uso durante a lactação. Os dados existentes são poucos, tanto para as consequências para a própria mãe como para os efeitos sobre a prole, principalmente quando as crias são avaliadas na idade adulta. Dessa forma, é nosso objetivo verificar a susceptibilidade à dependência avaliada através de modelo de preferência de lugar na prole de ratas que consumiram etanol em baixas e altas doses durante o período de lactação.

Comunicar erros