Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Pós Graduação e Pesquisa / PIBIC / Projetos aprovados / 2009/2010 / Avaliação da citotoxicidade e genotoxicidade de cimentos de ionômero de vidro utilizados em ortodontia

Avaliação da citotoxicidade e genotoxicidade de cimentos de ionômero de vidro utilizados em ortodontia

O objetivo do presente estudo consistirá em avaliar a citotoxicidade e genotoxicidade de diferentes cimentos de ionômero de vidro (CIV) utilizados para cimentação de bandas ortodônticas. Serão analisadas cinco marcas comerciais de cimentos ionômero de vidro, sendo: dois CIVs convencionais, Vidrion C (SS White, Brasil) e Meron (VOCO, Alemanha); dois resino-modificados, Optiband (Ormco, EUA) e Band Lok (Reliance Orthodontics, EUA); e um compômero, Ultra Band Lok (Reliance Orthodontics, EUA). Serão elaborados dois corpos de prova de cada marca comercial, seguindo-se as recomendações do fabricante em relação à proporção pó/líquido, espatulação e tempo de polimerização. Estes serão imersos em saliva artificial e mantidos em uma estufa a 37°C. Decorridos 2, 4, 8, 16, 32 e 64 dias, será coletado 1ml desta solução (“eluate”). Fibroblastos serão expostos aos “eluates” por 30 minutos a 37°C, para a posterior avaliação dos danos promovidos ao DNA por meio do teste do Cometa. Dois parâmetros serão considerados para a estimativa de danos no DNA: momento da cauda (produto do DNA contido na cauda x intensidade de fluorescência) e intensidade da cauda dos cometas. Os dados serão submetidos à Análise de Variância, seguida do teste de Tukey (p<0,05).

Comunicar erros