Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Pós Graduação e Pesquisa / PIBIC / Projetos aprovados / 2009/2010 / Avaliação da atividade geral e do comportamento depressivo em camundongos portadores do tumor de Ehrlich na forma sólida

Avaliação da atividade geral e do comportamento depressivo em camundongos portadores do tumor de Ehrlich na forma sólida

A depressão é secundária a alterações neuroquímicas e neuroplásticas cerebrais. Na gênese dessas alterações podemos citar os elementos inflamatório-imunes tais como as citocinas. Na fisiopatologia da depressão a relação entre alterações cerebrais, citocinas e produção de espécies reativas de oxigênio ou estresse oxidativo é muito frequente. Já pacientes oncológicos são suscetíveis ao desenvolvimento de distúrbios psíquicos, entre eles a depressão. O impacto do diagnóstico, o convívio com a terapêutica oncológica ou com a sensação dolorosa criada na presença da massa neoplásica pode deflagrar essas alterações comportamentais. Porém, o crescimento neoplásico associado à resposta imune-inflamatória incitada em pacientes oncológicos, também pode estar envolvida no aparecimento de estados depressivos. No intuíto de investigar a ocorrência de alterações comportamentais em indivíduos com câncer, camundongos portadores de neoplasia serão submetidos a testes comportamentais para avaliar a atividade geral e estado depressivo. Para tanto, um grupo de camundongos inoculados, no dorso, com o tumor transplantável de Ehrlich em sua forma sólida, será observado em campo aberto para a avaliação de sua atividade geral e na tentativa de caracterizar comportamento depressivo esses camundongos serão submetidos ao teste de natação forçada. Os parâmetros avaliados serão comparados com camundongos controle, não portadores do tumor de Ehrlich. A análise dos resultados deve oferecer subsídios para a compreensão da gênese das doenças psíquicas que acompanham pacientes em diversos estágios do processo neoplásico maligno, podendo ainda contribuir para uma abordagem terapêutica circunstanciada melhorando a qualidade de vida do paciente oncológico.

Comunicar erros