Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Pós Graduação e Pesquisa / Notícias / Metodista é credenciada como escritório da Fapesp

Metodista é credenciada como escritório da Fapesp

28/08/2014 21h05 - última modificação 13/11/2014 18h19

Edifício Capa será a sede do EAP

A Universidade Metodista de São Paulo acaba de assumir uma tarefa vital na agenda de professores e alunos que queiram desenvolver pesquisa científica, capacitação técnica, publicações, eventos de inovação e difusão, bolsas de mestrado e doutorado, dentre outros projetos que envolvam agências de fomento. A Umesp é o mais novo posto credenciado da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), uma das mais importantes instâncias de financiamento científico e tecnológico do país.

O lançamento do EAP (Escritório de Apoio à Pesquisa) ocorreu em 26 de agosto último e tem expectativa de incrementar a investigação e certames científicos na universidade. Isso porque o EAP vai cuidar de todo o processo, desde orientar sobre como preencher formulários, adequar o projeto às linhas de financiamentos e auxiliar na gestão de compras de equipamentos, por exemplo, até colaborar nos relatórios finais e administrar notas fiscais e recibos que integram a prestação de contas. Também acompanhará o andamento dos processos e da assinatura dos termos de outorgas, além de receber pareceres de consultores e distribuí-los aos interessados.

“Tirar esse trabalho burocrático das mãos do pesquisador é um grande estímulo para professores e alunos”, resume o Pró-Reitor de Pós-Graduação e Pesquisa, Fábio Botelho Josgrilberg, que aguarda com a nova estrutura um incremento em projetos de pesquisa que busquem soluções regionais, como os voltados à mobilidade urbana e os que auxiliem a gestão corporativa em APLs (Arranjos Produtivos Locais). Como posto credenciado da Fapesp, a Umesp se iguala a instituições como USP (Universidade de São Paulo), Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e aos institutos de ensino e pesquisa dos hospitais Sírio-Libanês e Albert Einstein, dentre outros.

 

Resposta em 24 horas

O trabalho de facilitação do Escritório de Apoio à Pesquisa envolverá tanto a graduação quanto a pós-graduação. A ênfase será o assessoramento ao professor pesquisador, mas haverá também orientação para alunos bolsistas, acrescentam Valkiria Heise e Andreia Catto, que estarão à frente do EAP após receberem treinamento da Fapesp. As instruções envolverão também projetos contemplados por outras agências de fomento, como Capes e CNPq. Só na Fapesp, que no primeiro semestre deste ano somou mais de R$ 470 milhões em concessões, há 20 linhas de auxílio à pesquisa e 13 linhas de bolsas, duas das quais para o exterior.

Como escritório credenciado, a Umesp também ganha em agilidade de respostas: em 24 horas é possível tirar dúvidas e receber instruções da Fapesp, contra até cinco dias normalmente aguardados por um professor que agisse individualmente. Até agora funcionava na Umesp um ponto de apoio à pesquisa, que apenas recebia e despachava arquivos para as agências. O EAP vai funcionar no Edifício Capa do campus Rudge Ramos (foto). Mais informações pelos tels. 4366-5064 e 4366-5620.

A Metodista sedia uma estrutura vigorosa de trabalhos e eventos científicos. Até 2012 havia 105 doutores envolvidos com pesquisa, 12 linhas de pesquisa desenvolvidas e 47 grupos de pesquisa cadastrados. No biênio 2011-2012, estavam ativas 187 bolsas para Programas de Iniciação Científica.

Serviço
Endereço: Universidade Metodista de São Paulo, ed. Capa, 4º andar, sala 401, rua do Sacramento, 230, Rudge Ramos, São Bernardo do Campo, SP.
Horário de atendimento: Terça, quinta e sexta-feira, das 9h às 17h; segunda e quarta-feira, das 9h às 20h.
Telefone: +55-11-4366-5064 / 5620
E-mail:

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , , , , , , , , , , , , , ,