Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2017 / Agosto / Metodista e Prefeitura de São Bernardo reforçam parceria esportiva histórica

Metodista e Prefeitura de São Bernardo reforçam parceria esportiva histórica

Reitor da Universidade se reuniu com o Secretário de Esportes e Lazer na última terça-feira

23/08/2017 18h41

Ações esportivas de inclusão social são planejadas pela Universidade em parceria com a Prefeitura

A trajetória da Universidade Metodista de São Paulo se confunde com a de São Bernardo do Campo. Completando 20 anos com status de Universidade, a Instituição contribui com o desenvolvimento tecnológico, cultural, político, artístico e esportivo da cidade e da região ABC. A parceria com a Prefeitura também é histórica e deve continuar pelos próximos anos, com a elaboração de novos projetos e parcerias.

Na última terça-feira (22), o Secretário de Esportes e Lazer, Alex Mognon, e o Diretor de Esportes, Maurício Cardoso, estiveram na Universidade para uma reunião com o reitor Paulo Borges Campos Júnior, o professor Davi Barros, coordenador de Pós-Graduação e Pesquisa, Sérgio Marcus Nogueira Tavares, assessor da Reitoria e o coordenador do curso de Educação Física, Rogério Toto.

“Temos uma relação histórica com a Prefeitura e queremos reforçar esses laços. A Metodista possui uma preocupação com esportes, que se mostra com a existência de Licenciatura e Bacharelado em Educação Física, e queremos estruturar projetos em parceria com a Prefeitura”, declara o reitor.

Entre os diversos projetos da Universidade, o Secretário se interessou pelo aspecto inclusivo do Núcleo de Arte e Cultura, que possui o Aquarela, destinado à terceira idade, e o Setor de Produtos Artesanais, que integra pessoas com diversos níveis de deficiência cognitiva ao mercado de trabalho.

Mognon visitou o Setor, que foi apresentado por Cláudia Cezar, coordenadora do NAC, e se mostrou animado com as possibilidades. “Queremos ampliar o trabalho de inclusão que fazemos e estamos muito interessados no paradesporto. Podemos pensar em projetos de inclusão social de deficientes, que se aliem à missão da Metodista”, diz.

Davi Barros também destacou as iniciativas da Assessoria Pedagógica para Inclusão, que oferecem tradução em Libras para alunos com deficiência auditiva, oficinas de Libras para alunos e funcionários, transcrições de teleaulas, entre outras ações que permitem aos alunos acesso à educação. 

Confira o boletim sobre a visita feito pelo RROnline:

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , ,
X