Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Núcleo de Artes e Cultura / Notícias / 14º Sou Show Afro propaga cultura de paz

14º Sou Show Afro propaga cultura de paz

Tradicional evento celebra o Dia da Consciência Negra com atrações culturais e artísticas

12/11/2018 19h25

Evento celebra o Dia da Consciência Negra com atrações culturais e artísticas

Colocando em destaque algumas das principais manifestações da cultura e da arte negra no Brasil, o Sou Show Afro celebrou a 14ª edição mais uma vez com pompa e grande aparato, na noite de 9 de novembro último. Na apresentação esteve professor Rogério Pereira da Silva, que deu nome ao evento em 2004, quando surgiu na então associação dos funcionários para identificar os colaboradores negros na Universidade Metodista de São Paulo.

Professor Rogério dividiu o palco com a coordenadora do Núcleo de Arte e Cultura, Cláudia Cezar, que, entre outras exortações ao lotado Auditório Sigma, pregou a cultura de paz “em um ano com tanta polarização”, fazendo referência à divisão dos brasileiros com as eleições de 2018. A plateia também foi estimulada a se manifestar em meio às apresentações com “gritos de guerra” como “Sou Show Afro, Sou Show, Sou Afro” ou então “Consciência Negra: Todo Dia é Dia”.

O evento é promovido pelo NAC da Metodista para marcar o Dia Nacional da Consciência Negra, celebrado desde 2003 em 20 de novembro. O objetivo é destacar a influência negra na cultura brasileira e dar visibilidade a temas, pessoas, projetos e expressões artísticas voltadas à formação da identidade e promoção da cultura afro-brasileira. Reflexões sobre o que é negritude e o que significa ter consciência negra foram feitas durante as apresentações.

A programação do 14º Sou Show Afro reuniu apresentações de rap, batuque de umbigada, moda afro, popping dance e música. O grupo Aquarela-Terceira Idade na Universidade realizou performance da lendária poesia “Tem Gente com Fome” de Solano Trindade, considerado o grande criador da poesia assumidamente negra, além de folclorista, pintor, ator, teatrólogo e cineasta. Fundou o Teatro Folclórico Brasileiro e o Teatro Popular Brasileiro.

Confira imagens da programação da noite, que incluiu ainda apresentações de:

• Umbigada e coco, com mestre Diolino de Brito e participantes do projeto Cultura e Movimento (Sesc São Caetano) e do grupo Sol Capoeira
• Musical com Cláudia Cezar e Lidia Maria de Lima
• Musical com crianças, Neuza Cezar e grupo Sou Show Afro
• Moda afro, com Silvia Kriolada
• Poesia cantada, com Anjo Afro
• Popping dance, com Kessy e Thiago
• Rap, com Guriz Nyack, Dr. Willy e Victor Antunes

Esta matéria foi publicada no Jornal da Metodista.
Conheça Outras.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , ,
X