Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Handebol / Masculino / Notícias / São Bernardo/Metodista/Besni vence o Juiz de Fora e “respira” na Liga Nacional de Handebol

São Bernardo/Metodista/Besni vence o Juiz de Fora e “respira” na Liga Nacional de Handebol

21/10/2016 13h40 - última modificação 21/10/2016 19h15

Matheuzinho deu agilidade ao ataque da Metodista - clique para ampliar

O São Bernardo/Metodista/Besni manteve-se na disputa pela classificação para a próxima fase da Liga Nacional de Handebol ao vencer o Juiz de Fora na noite desta quinta-feira (20), jogando em casa, no ginásio do Baetão. A partida, válida pela Conferência Sul/Sudeste/Centro terminou em 28 a 20 (12 a 11 no primeiro tempo) para os anfitriões.

A Metodista dependia da vitória para continuar na briga pela classificação, pois, até o momento, a equipe possuía uma vitória em quatro jogos. Uma derrota significaria a desclassificação prematura da Liga, já que o novo formato do torneio classifica os quatro melhores colocados da Conferência em partidas únicas, sem turno e returno, ou seja, cada vitória é uma garantia de classificação, principalmente faltando duas rodadas para o fim da primeira fase.

Ciente disso, o time são-bernardense tratou de buscar impor o ritmo de jogo, o que fez com êxito. Foi o Juiz de Fora que abriu o placar logo após o apito inicial, mas em menos de dois minutos, a Metodista já estava à frente, fazendo dois a um. O restante da etapa inicial foi muito equilibrado. Os donos da casa conseguiram manter-se à frente no placar o tempo todo, mas os visitantes ficaram no encalço, não deixando que os anfitriões se distanciassem por mais de um gol. Os mineiros chegaram a empatar três vezes, mas o primeiro tempo terminou em 12 a 11 para o clube do ABC paulista.

No segundo tempo, a Metodista pareceu não demostrar cansaço e nem estar afetada pelo calor e aumentou mais ainda o ritmo. O técnico José Ronaldo, o “SB”, improvisou com o ponta Matheus Dias, o Matheuzinho, colocando-o como armador e a ideia deu certo. Com sua característica de velocidade, Matheuzinho ajudou na elaboração das jogadas estratégicas, aumentando o poder ofensivo da equipe, fazendo com que a vantagem no placar ampliasse. A partir da segunda metade da etapa final, o Juiz de Fora esboçou reação, mas não conseguiu alcançar o ritmo da Metodista, que administrou a diferença de oito gols até o apito final.

“Precisávamos ganhar de qualquer jeito, pela posição que ocupamos na classificação. Nós perdemos as três primeiras partidas. Hoje entramos muito focados, principalmente na parte defensiva, para fazer um bom jogo. Deu tudo certo, principalmente no segundo tempo. Precisamos ter um pouco mais de paciência na finalização. Conseguimos abrir um placar mais elástico do que esperávamos, já que eles têm muito potencial”, disse o técnico “SB”.

Agora a Metodista enfrentará o Londrina no dia 12 de novembro, também em casa, e continua precisando vencer, para garantir-se entre os quatro primeiros colocados do grupo.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , ,
EQUIPE FEMININA
EQUIPE MASCULINA