Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / RPCOM / Notícias / 2011 / Novembro / Nova geração corporativa terá foco na comunicação digital

Nova geração corporativa terá foco na comunicação digital

As tendências do setor de comunicação para os próximos cinco anos segundo a visão do diretor geral da ABERJE, Professor Paulo Nassar

12/09/2011 17h23 - última modificação 08/08/2014 13h25

“O comunicador está diante de um mundo em franca transformação e é inquirido a trabalhar mais conhecimentos em uma realidade indutora de controvérsias e inúmeros pontos de vista.”, Paulo Nassar, Diretor Geral da ABERJE

Amanda Poleti dos Anjos, Camila Machado Silveira e Indiara Morgado Mingati

Foto: arquivo pessoal


Diante de um cenário organizacional marcado por transformações, a comunicação digital e o relacionamento nas mídias digitais devem ser as principais questões discutidas nos próximos cinco anos. A previsão é do diretor de geral da ABERJE, professor Paulo Nassar, que complementa dizendo que a comunicação interna como veiculo de valorização e reconhecimento do trabalhador também farão parte desse novo ambiente empresarial.

 Nassar afirmou que às atividades com maior ascendência envolverão o ambiente digital “todas as atividades que envolvem os ambientes virtuais e digitais deverão ser impactadas e repensadas em relação a sua condução e execução”, já que, atuar em um mundo onde a narrativa do outro é desconsiderada não poderá acontecer mais. O mercado exigirá participar e ver suas ações em um mundo sem fronteiras.

 O relacionamento B2B nas mídias sociais, segundo professor Paulo, terá novas formas de relacionamento e novos espaços virtuais “...as novas formas de existência em espaços virtuais são uma realidade e devem apenas se multiplicar em formas e dispositivos.”, afirma o diretor.  A empresa tem que estar presente no ambiente em que o foco das ações de relacionamento e fortalecimento de imagem estão, se ela não o fizer institucionalmente, outros o farão.
 
Paulo Nassar comentou também sobre os serviços de assessoria de imprensa, que hoje é feito dominantemente por jornalistas, restando somente 40% do setor para os profissionais de Relações Públicas. Em pesquisa realizada pela ABERJE sobre o perfil do comunicador organizacional, foi visto que a mesma é mestiça, composta por profissionais de diversas formações. “O comunicador precisa trabalhar dentro de uma visão técnica, ética e estética. Nesta área não é possível sobreviver apenas com uma formação tradicional. A comunicação empresarial busca, cada vez mais, uma narrativa aberta.”, concluiu.

 

“O comunicador está diante de um mundo em franca transformação e é inquirido a trabalhar mais conhecimentos em uma realidade indutora de controvérsias e inúmeros pontos de vista.”, Paulo Nassar, Diretor Geral da ABERJE

Comunicar erros