Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / RPCOM / Notícias / 2011 / Novembro / Despreparo de estagiários compromete sua entrada no mercado de trabalho

Despreparo de estagiários compromete sua entrada no mercado de trabalho

Empresa multinacional expõe dificuldades para conseguir um bom estagiário

12/09/2011 17h23 - última modificação 08/08/2014 13h25

Álvaro de Andrade, consultor de recursos-humanos da Siemens

Ariadne Tavares, Jéssica Cassiolato e Tainá Carneiro

Foto: arquivo pessoal

 

As empresas de sucesso possuem em seu quadro de colaboradores uma grande quantidade de estagiários, mas tem encontrado dificuldades no momento de contratar bons candidatos para as vagas disponíveis. O principal problema apontado pelos recrutadores é a baixa qualificação dos profissionais, ou o despreparo na hora da entrevista.


Os futuros estagiários não têm a mesma percepção sobre esses obstáculos. Um estudo realizado no início do ano pelo Núcleo Brasileiro de Estágios (Nube) relata que 40,20% dos estudantes apontam que as oportunidades não são ocupadas por conta do baixo valor da bolsa-auxílio. No entanto, a instituição mostra que o real motivo é a falta de qualificação dos universitários.


O consultor de recursos-humanos da Siemens, Álvaro de Andrade, que trabalha com recrutamento e seleção há 10 anos, confirma que o mercado de trabalho está muito concorrido e há falta de dedicação do próprio candidato na hora da entrevista.

Durante o processo seletivo os jovens acabam cometendo alguns erros comuns, mas que comprometem a visão que os avaliadores têm deles na hora da entrevista. Por exemplo, a postura, as roupas, a forma de lidar com as outras pessoas e o linguajar. “Um candidato com uma boa postura, que se comunica com facilidade e clareza, adaptando-se aos interlocutores, que naturalmente consegue assumir a liderança de um determinado grupo tem grandes chances de se destacar”, diz o consultor.


Além das dificuldades encontradas na hora da entrevista, outro item a ser avaliado é a fluência em um segundo idioma, algo que as organizações buscam nos candidatos, porém nem sempre encontram. Atualmente o inglês é algo imprescindível para ser um profissional de sucesso, visto que muitas vezes a matriz se encontra em outro país.

 

 

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: