Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Pós-Graduação em Administração / Processo Seletivo / 2sem/2017 / Edital - Processo Seletivo Discente (Mestrado) Ano Acadêmico de 2017 - 2º semestre

Edital - Processo Seletivo Discente (Mestrado) Ano Acadêmico de 2017 - 2º semestre

Confira a versão em PDF


UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO – UMESP
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO

EDITAL – PROCESSO SELETIVO DISCENTE (MESTRADO) 
ANO ACADÊMICO DE 2017 – 2º SEMESTRE

I – Da Inscrição

O Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Metodista de São Paulo – METODISTA faz saber que se encontram abertas as inscrições para o preenchimento de 20 (vinte) vagas no Curso de Mestrado em Administração, de Modalidade Acadêmica, na Área de Concentração de Gestão de Organizações, nas seguintes Linhas de Pesquisa:

• Linhas de Pesquisa:

a) Gestão Econômico-Financeira de Organizações

A linha “Gestão Econômico-Financeira de Organizações” concentra pesquisas na avaliação e monitoramento do desempenho das Organizações e da tomada de decisão dos indivíduos nessa Organização baseando-se, dentre outros, nos conceitos da teoria microeconômica, nos avanços das teorias de finanças corporativas e finanças comportamentais, assim como nas teorias associadas à disponibilidade e análise da informação e seus usos para o controle da gestão.

O estudo da linha concentra-se nos impactos das decisões econômicas e financeiras no desempenho das Organizações e do impacto da utilização crescente da tecnologia, incluindo aqueles resultantes das ações de governança corporativa.

O papel da tecnologia no processo de gestão e controle se potencializa na medida em que o acelerado avanço tecnológico permite que novos arranjos organizacionais tornem-se viáveis e novos mercados possam tornam-se acessíveis, com reflexos na potencialização das interações entre indivíduos, grupos e organizações, onde a capacidade de análise da informação torna-se um bem particularmente determinante da efetividade organizacional.

Sendo a avaliação de desempenho o foco primordial de atenção, a linha de pesquisa contribui para o desenvolvimento de conceitos de criação de valor nas Organizações, orientados pela mensuração de sua sustentabilidade econômico-financeira, e no atendimento das diversas demandas, além de apresentar as ações necessárias a sua recomposição, no caso de ocorrência de destruição de valor. 

As pesquisas nessa linha são desenvolvidas com foco em teorias, métodos, técnicas e modelos de:

  • Análise dos determinantes do desempenho, produtividade e inovação nas Organizações;
  • Análise dos reflexos do uso da Tecnologia da Informação pelas Organizações;
  • Análise dos determinantes e consequências da condução de processos decisórios, no nível do indivíduo, do grupo ou da organização;
  • Análise da efetividade dos controles operacionais, tomada de decisão e monitoramento;
  • Impactos econômico-financeiros das práticas de governança corporativa.
  • Análise e modelagem de risco na operação e nos processos decisórios;
  • Avaliação de projetos de investimento de capital e risco econômico-financeiro;
  • Análise do custo e estrutura de financiamento, estrutura de capital, métodos de gestão e avaliação de carteiras de investimento;

 

Objetivos:

  • Capacitar os alunos para a pesquisa nas áreas de finanças, análise da informação, sistemas e controles, com foco na compreensão e reflexão que culminem com a busca de soluções factíveis para os problemas de desempenho das Organizações;
  • Proporcionar o espaço necessário às reflexões e discussões de novas formas de avaliação e controle de desempenho de Organizações e suas implicações no processo de planejamento e tomada de decisões estratégicas e gerenciais;
  • Estimular as pesquisas que integrem os conceitos de finanças, análise da informação, sistemas e controle aos pressupostos de gestão de pessoas e organizações, como forma integrada de busca por soluções aos problemas de gestão e desempenho organizacional;
  • Promover debates sobre questões relevantes para a sobrevivência, desempenho, controle, e decisão particularmente em pequenas e médias empresas, como governança, gestão do conhecimento e tecnologia, e formas de acesso ao capital, crédito e capacitação no uso da informação.


b) Gestão de Pessoas e Organizações

A linha “Gestão de Pessoas e Organizações” constitui um campo de estudo voltado ao aprofundamento do conhecimento teórico e à compreensão das práticas organizacionais referentes às relações de trabalho. Sua proposta consiste em produzir e sistematizar o campo de conhecimento de gestão de pessoas no contexto organizacional e da sociedade civil organizada.

As pesquisas e conhecimentos gerados enfatizarão as dimensões humanas, que cada vez mais precisam ser compreendidas no contexto do trabalho, bem como as dimensões organizacionais que englobam as práticas de gestão de conhecimento e pessoas.

A linha de pesquisa busca, através de metodologias específicas e à luz do contexto socioeconômico e cultural em que atuam as organizações, pesquisar e compreender as seguintes questões temáticas:

  • As relações de trabalho, compreendendo o mapeamento do novo território de trabalho em sua tríplice cadeia: produção, distribuição e consumo;
  • A sistematização do conhecimento sobre os elementos que configuram a gestão de pessoas para atuação flexível num ambiente em constante mutação tecnológica;
  • O estudo das competências individuais, grupais e de sua interação com diferentes sistemas institucionais;
  • As transformações no contexto regional provocadas pela globalização, que conduzem as organizações a romper com padrões de gestão estabelecidos e a buscar novos modelos de processos de negócios por meio de arquiteturas que articulem operações, tecnologia e pessoas;
  • O aprendizado organizacional e a produção do conhecimento que se realizam por meio do alinhamento da organização e de suas lideranças na construção de novas capacidades organizacionais;
  • O entendimento de novas arquiteturas voltadas para a constituição de redes organizacionais e/ou institucionais de esforços compartilhados, por meio da compreensão de sua complexidade gerencial, econômica e filosófica;
  • A compreensão das novas formas de trabalho (formal e informal); o caráter das profissões emergentes e das novas competências e culturas; o emprego, desemprego, subemprego e as novas formas de inclusão social do trabalhador;
  • O imperativo da busca permanente da inovação para a competitividade com reflexo sobre os fatores organizacionais, psicológicos, sociais, culturais e de saúde, que afetam o desempenho dos trabalhadores enquanto equipes e indivíduos.

 

Ao considerar o potencial humano e as competências como pilares da gestão de pessoas, as organizações passam a desenvolver iniciativas no sentido de reconfigurar as condições de trabalho no contexto de novas arquiteturas, buscando fornecer contribuições para o campo teórico e para as práticas de gestão e suas implicações para o estudo do modo de produção, das organizações e das pessoas.

Objetivos:

  • Capacitar para a docência, pesquisa e extensão, com base no conhecimento teórico-prático, em busca de novos parâmetros e propostas para enfrentar os desafios da gestão de pessoas e Organizações e do trabalho em redes compartilhadas;
  • Desenvolver os conhecimentos referentes à organização dos sistemas produtivos na sociedade, às suas implicações para o indivíduo e os grupos sociais; às relações entre empregados, empregadores, atores sociais e cidadãos.
  • Pesquisar modelos e experiências de processos organizacionais, analisando a diversidade sociocultural, medindo o desempenho para a inovação nos processos de comunicação e o impacto da tecnologia sobre o comportamento organizacional, institucional e do trabalho, bem como sobre outros campos emergentes.


As inscrições serão feitas na Central de Relacionamento, no anexo Ómicron (em frente à Portaria Principal), Campus Rudge Ramos, Rua Alfeu Tavares, 149 – Rudge Ramos – São Bernardo do Campo, de 02 de maio a 09 de junho de 2017, das 8h às 21h, de segunda a sexta-feira, exceto feriados, mediante a entrega da seguinte documentação:

a) 1 Foto 3x4;
b) Cadastro de Pessoa Física (CPF) – 1 cópia;
c) Cédula de Identidade ou RNE (para estrangeiros) – 1 cópia;
d) Comprovante de Pagamento de Taxa de Inscrição, no valor de R$ 126,00 (cento e vinte e seis reais);
e) Currículo Lattes atualizado – 1 cópia;
f) Diploma de Graduação devidamente registrado – 1 cópia autenticada;
g) Histórico Escolar da Graduação – 1 cópia autenticada. Histórico Escolar do exterior deverá estar autenticado pela autoridade consular brasileira no país de origem da documentação e com a tradução registrada;
h) Projeto de Pesquisa que pretende desenvolver com vistas à futura dissertação (informações no Anexo A) – 1 cópia;

Ficha de inscrição, devidamente preenchida e assinada. – Formulário disponível no link:
http://portal.metodista.br/posadministracao/stricto/ficha-de-inscricao/ficha-de-inscricao

Poderão inscrever-se diplomados nas Áreas das Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Humanas e Engenharias e áreas afins, sendo os casos extraordinários examinados pela Comissão de Seleção.

Os candidatos residentes fora de São Paulo poderão inscrever-se por correspondência registrada, via Sedex ou por procuração, cujo modelo encontra-se disponível no link: http://portal.metodista.br/stricto/modelo-de-procuracao/modelo-de-procuracao, e o boleto referente à taxa de inscrição será enviado ao candidato após o recebimento de sua documentação, pelo e-mail disponibilizado na “Ficha de Inscrição”, com prazo para seu pagamento.

Nos casos de inscrição por correspondência registrada, somente serão considerados inscritos os candidatos cuja documentação e pagamento esteja regularizado no prazo de inscrição.

Local de envio dos documentos de inscrição: Secretaria Acadêmica - Rua do Sacramento, 230 – Edifício Beta - Rudge Ramos – São Bernardo do Campo – SP – CEP: 09640-000.

II – Da Seleção

O processo seletivo realizar-se-á em duas fases. A primeira destina-se ao exame de conteúdos (prova de Raciocínio Analítico e Língua inglesa), bem como à avaliação do currículo Lattes. A segunda fase destina-se à avaliação dos projetos de pesquisa e entrevistas, quando serão avaliados os aspectos de capacidade de articulação, comunicação e pensamento crítico. Todas as fases do processo seletivo serão realizadas no campus da UMESP no bairro Rudge Ramos, Edifício Capa, 3o andar, Sala C-309.

Candidatos que tenham realizado o teste ANPAD a partir de novembro de 2015 (inclusive) poderão requerer dispensa da primeira fase, a depender da pontuação obtida. Para tanto, devem apresentar cópia do certificado junto à documentação exigida para inscrição. A análise de cada caso caberá ao colegiado do programa.

Primeira Fase:
Realizar-se-á no dia 14 de junho de 2017 (4ª. feira), das 9h às 12h, e consta das seguintes etapas:
a) Prova escrita:

  • Raciocínio Analítico 
  • Proficiência em Língua Inglesa

 

Na realização da prova escrita, o candidato entrará no local da aplicação das provas somente com os objetos necessários a sua realização: caneta, lápis e borracha. Portanto, durante a realização da prova escrita não será permitida a consulta a materiais como livros, artigos, anotações e outros materiais. Também será proibido o uso de calculadoras ou similares e aparelhos de comunicação, tais como pagers, telefones celulares, intercomunicadores, agendas eletrônicas, equipamentos eletrônicos, entre outros.
Na realização do exame de proficiência, o candidato poderá portar um dicionário monolíngüe ou bilíngue da língua inglesa, que será de sua exclusiva consulta.

Segunda Fase:
Realizar-se-á no dia 14 de junho de 2017 (4ª. feira), das 13h30 às 17h30. As etapas serão as seguintes:

a) Avaliação do Projeto de Pesquisa;
b) Entrevista pessoal. A entrevista consiste da arguição sobre o Projeto de Pesquisa, o Currículo Lattes do candidato e suas expectativas no programa e de vida.

A lista dos nomes dos candidatos classificados será disponibilizada na home-page da METODISTA: www.metodista.br, no dia 19 de junho de 2017 (2ª. feira).

Proficiência em Língua Estrangeira e candidatos estrangeiros:

  • Dos candidatos estrangeiros, além da língua exigida pelo Programa, será requerido o Exame de Proficiência em Língua Portuguesa (CELPE-BRAS). Este exame é realizado sempre nos meses de abril e outubro e o certificado tem validade nacional.
  • Os candidatos admitidos no Programa que apresentarem insuficiência no conhecimento de língua estrangeira, ou de Língua Portuguesa para candidatos estrangeiros, poderão submeter-se a novos exames, no prazo máximo de 01 (um) ano, a contar do início das atividades acadêmicas, segundo planejamento feito pelo Colegiado do Programa.
  • Poderá ser aproveitado Exame de Proficiência em Língua Estrangeira, realizado em escolas de línguas reconhecidas. Serão aceitos os certificados expedidos pelas seguintes instituições, ou equivalentes:
  • - Inglês: Alumni (Nível – Toffel*), Cultura Inglesa (Nível – English Language of Service and Training (ELTS)* ou First Certificate in English (FCE)*, Instituto Cultural Brasil/Estados Unidos – First Certificate in English (FCE)*;
    * certificado igual ou superior

Não serão divulgadas as razões pelas quais candidatos não foram classificados, nem caberá recurso em nenhuma etapa do processo de seleção.

Os candidatos não selecionados, ou que tenham sido classificados no exame de seleção, mas não efetuaram a matrícula dentro do prazo estabelecido deverão retirar seus documentos entregues no ato da inscrição, durante o mês de agosto de 2017. Concluído este prazo, a Secretaria Acadêmica não mais se responsabilizará pela guarda dos mesmos.

III – Da Matrícula dos Aprovados

As matrículas serão feitas na Central de Relacionamento, no anexo Ómicron (em frente à Portaria Principal), Campus Rudge Ramos, Rua Alfeu Tavares, 149 – Rudge Ramos – São Bernardo do Campo, de 21 a 23 de junho de 2017, das 8h às 21h.

A matrícula somente se efetivará com o pagamento da primeira parcela da semestralidade (julho/ 2017) no ato da matrícula.

O candidato classificado no exame de seleção que não efetuar matrícula no período acima mencionado será considerado desistente. Casos omissos de interpretação duvidosa relativos ao Processo Seletivo em questão serão resolvidos pela Comissão de Seleção Discente, indicada pelo Colegiado do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Metodista de São Paulo - METODISTA.

Os candidatos aprovados deverão agendar horário com a Coordenação do Programa, para escolha das disciplinas e assinatura no formulário de matrícula para efetivação da mesma.

Quaisquer outras informações sobre o Programa poderão ser obtidas junto à ou pela Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Administração, por meio do telefone (11) 4366-5218 ou pelo e-mail .

São Bernardo do Campo, 07 de abril de 2017.

Prof. Dr. Almir Martins Vieira
Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Administração

OBS: O número de vagas poderá ser ampliado ou remanejado entre as linhas de pesquisa do programa, de acordo com a disponibilidade de vagas dos docentes/orientadores do programa. 

Anexo A: Projeto de Pesquisa

Trata-se de uma proposta preliminar de dissertação, e deve revelar o interesse do candidato por um tema específico relacionado a uma das linhas de pesquisa. O projeto deve incluir:

  • Título
  • Nome do autor
  • Área de concentração
  • Linha de pesquisa
  • Resumo (10 a 20 linhas)
  • Introdução
  • Definição do problema e dos objetivos da pesquisa
  • Justificativa do tema escolhido
  • Revisão de Literatura
  • Procedimentos metodológicos
  • Bibliografia básica para a investigação do tema selecionado

 

O projeto deve ser digitado em espaço 1,5 (um e meio) e fonte 12. Recomenda-se que os projetos dos candidatos não excedam a 20 (vinte) páginas, incluindo a bibliografia.

Como referências bibliográficas, sugere-se a leitura de:

DAFT, Richard. Administração. São Paulo: Cengage Learning, 2009.

MORGAN, Gareth. Imagens da Organização. São Paulo: Atlas, 2006.
VERGARA, Sylvia Constant. Projetos e relatório de pesquisa em administração, 7º ed., São Paulo: Atlas, 2006.

Comunicar erros

SOBRE O PROGRAMA