Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Policlínica / Notícias / Chocolate na Páscoa

Chocolate na Páscoa

Consumo moderado faz bem à saúde

24/03/2016 13h42

fotospublicas.com-José Cruz

A Policlínica Metodista aproveita a Páscoa para orientar sobre boas práticas em saúde. Vejam o que dizem as nutricionistas Karina Stefani e Nathália Helena Massa Rocha a respeito do consumo de chocolate.

“Neste período, há um aumento do consumo de chocolate, pois culturalmente é o que distribuímos aos amigos, parentes e colegas de trabalho, a fim de desejar-lhes “Boa Páscoa”. Porém, devemos nos lembrar de que a absorção excessiva de chocolate traz malefícios à saúde. Em quantidades razoáveis e tipo adequado, esse alimento pode ser grande aliado na nossa alimentação.

Primeiramente, devemos saber que há diferenças nutricionais entre chocolates. O branco possui quantidade alta de açúcar e gordura (manteiga de cacau), pois na sua composição basicamente vão esses dois ingredientes, bem como no chocolate ao leite. Porém, no chocolate ao leite temos acréscimo de cacau, em pouca quantidade.

Quanto mais amargo for o chocolate, maior a quantidade de cacau e, com isso, maior a quantidade de componentes antioxidantes. São esses componentes oxidantes os responsáveis pelo cacau ser um alimento bom para nosso corpo. Os antioxidantes são: os flavonóides, em maior quantidade; a catequina, que age como auxiliar no fluxo sanguíneo adequado, podendo reduzir a pressão arterial e diminuir infarto e AVC; e também a teobromina, responsável pela cafeína presente nesse alimento, auxiliando no estado de alerta do corpo, já que age no sistema nervoso central.

Lembre-se de que o consumo de chocolate, mesmo que seja amargo, deve ser controlado, para não agregar mais calorias à alimentação e fazer o efeito contrário. A quantidade adequada de chocolate ao dia é de 25g, sendo melhor o consumo diário do que o acúmulo em um único dia”.

Comunicar erros