Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Pastoral / Reflexões da Pastoral / Páscoa: Convite à Reconciliação

Páscoa: Convite à Reconciliação

Abril/2012

“E tudo isso provém de Deus,

que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo,

e nos deu o ministério da reconciliação.”

2 Coríntios 5:18

“E tudo isso provém de Deus,
que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo,
e nos deu o ministério da reconciliação.”
2 Coríntios 5:18

Atualmente, nos grandes centros urbanos, vivemos solitários em meio à multidão. Cada qual trabalha em seu quadrado, cala-se no seu canto do ônibus ou do metrô, ouve suas músicas em seus fones de ouvido. Mesmo quando conectados a esta ou àquela mídia, em casa, na maioria das vezes estamos isolados, não conversamos com as pessoas que estão próximas de nós. E assim passamos boa parte de nossas vidas... cada vez mais sozinhos.

Nesta Páscoa, somos convidados a reconciliarmos conosco e com as pessoas ao nosso redor.

Reconciliação implica em superação de barreiras, em construção de pontes entre as pessoas. Pode ser o momento que encontramos para chegar ao outro lado, e termos a expectativa de que alguém nos espera de braços abertos.

Para que haja reconciliação é preciso que alguém seja humilde, o suficiente, para dar o primeiro passo em direção ao outro, em busca de entendimento.

Podemos pensar e partir para algumas formas de reconciliação: com Deus; cada um consigo mesmo e com seus familiares e amigos.

A reconciliação com Deus deve ser uma atitude diária. Ele é a nossa força e o nosso refúgio em todos os momentos de nossas vidas. A reconciliação com nosso eu trará a análise de nossas atitudes na relação com Deus e com nosso próximo. E a reconciliação com nossos familiares e amigos trará a alegria do reencontro.

Neste tempo de Páscoa vale trazer à memória alguns versos do poema - O Grão - de Armindo Trevisan:

Se o grão não morrer na mó do moinho,

O corpo estará cada vez mais sozinho.

Se o grão se entregar à força do pão,

Convívio haverá na Ressurreição.

Se o grão não morrer na mó do moinho,

O corpo estará cada vez mais sozinho.

Se o grão se entregar à força do pão,

Convívio haverá na Ressurreição.

Se o grão não morrer na mó do moinho,

O corpo estará cada vez mais sozinho.

Se o grão se entregar à força do pão,

Convívio haverá na Ressurreição.

Que nesta Páscoa possamos deixar que o grão do orgulho morra e se entregue à força do convívio da Reconciliação e da Ressurreição dos nossos relacionamentos com Deus, conosco e com nosso próximo. E assim, reconciliados, possamos experimentar o delicioso sabor da comunhão.

Profa. Nilza Mary Rosário

Pastoral Universitária e Escolar

Comunicar erros

ATENDIMENTO

Campus Rudge Ramos -  Edifício Sigma, Sala 205
Telefone – 4366-5543

Atendimento:


- Segunda a sexta-feira, das 8h às 22h
- Sábados, das 8h às 12h



Campus Planalto – Edifício A, Sala 316
Telefone: 4366-5339

Prof.ª Rosane Silva de Oliveira
Pastor Hércules Andrade Araújo
Pastor Edemir Antunes Filho

Atendimento:

- Segunda-feira, das 8h às 12h e das 19h às 21h30
- Terça-feira, das 8h às 21h30
- Quarta-feira, das 10h às 21h30
- Quinta-feira, das 8h às 14h e das 19h às 21h30
- Sexta-feira, das 8h às 12h
 



Campus Vergueiro -  Edifício A, sala 150
Telefone: 4366-5403

Pastora Angela Aparecida Balbastro Ribeiro
Pastor Edemir Antunes Filho

Atendimento:

- Terça-feira, das 14h às 21h30
- Quinta-feira, das 14h às 21h30



Colégio Metodista SBC
Telefone: 4366-5796

Pastor Wesley Cardoso Teixeira
Prof.ª Elaine Cezar da Silva

Atendimento:

- Segunda-feira, das 8h às 12h
- Quarta-feira, das 8h às 17h
- Terça, quinta e sexta-feira, das 8h as 17h30