Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Pastoral / Reflexões da Pastoral / E por falar em índio, perdão senhor

E por falar em índio, perdão senhor

Em 1997, Galdino Jesus dos Santos, indígena do povo Pataxó Hã-Hã-Hãe, conselheiro de sua comunidade, líder de seu povo, é assassinado, incendiado por brincadeira, confundido com um mendigo. E, antes de entrar em coma pergunta: Por que fizeram isso comigo?

O que me incomoda, ainda hoje, é que a resposta a pergunta de Galdino vai além de encontrar e punir os culpados porquê atinge outras questões profundas:

Como trabalhamos com o direito à igualdade e à diferença?

Como tratamos a tensão identidade e diversidade?

Como promovemos o diálogo entre as pessoas, culturas e religiões?

Se queremos pensar nos povos indígenas precisamos primeiramente rever o nosso olhar pois somos o resultado do entrelaçamento de culturas e quando nos abrimos para o diálogo permitimos que o outro apareça e, ao mesmo tempo, nos auto-conhecemos, em síntese, todos crescem na experiência coletiva pois como afirma o escritor Umberto Eco(2000): “...é o outro, é seu olhar, que nos define e nos forma.”

Com certeza, se nos fosse exigido responder ao índio Galdino essa resposta se transformaria num ato de confissão ao nosso Deus:

Perdão Senhor! Pois muitas vezes não lidamos com a educação como um espaço de relações amorosas.

Perdão Senhor! Pois ainda não nos deixamos tocar pela causa do outro!

Como Pastoral, cremos num Deus que nos resgata através da sua misericórdia e perdão, por isso podemos voltar a sonhar, a nos relacionarmos como filhos/as do Criador.

Agora sim podemos falar aos irmãos e irmãs do índio Galdino que nesta nossa terra não se põe fogo nem em índio ou mendigo e nem se tira a vida de ninguém porque a vida é dom de Deus, é um direito de todos/as seres. Direito que não é um favor de alguns mas é a garantia de que o amor ao próximo se faz na compreensão e respeito.

Sugestão de filmes que tratam do tema

Confira na sua locadora:

  • Brincando nos Campos do Senhor, de Hector Babenco, EUA, 1991,187 min. – Condor Vídeo
  • A Missão, de Rolando Joffé – ING, 1986, 121 min. – Distr. Flashstar
  • Dança com Lobos, de Kevin Koster – EUA,1990, 128 min. – Abril Vídeo/Hollywooda

Sugestão de literatura sobre a questão indígena

  • Nossa cara de índio (publicação do Grupo de Trabalho Indigenista, GTI,1994)
  • Nossas raízes indígenas (Revista Diálogo, nº 24,2001)
  • Sociedade, religião e poder (Revista Diálogo, nº 27,2002)
  • Manual do índio do Papa-Capim (Mauricio de Sousa),2000 – literatura infantil)
  • Histórias de Índio (Daniel Munduruku,Companhia da letrinhas, 1996 – literatura infanto-juvenil)
Comunicar erros

ATENDIMENTO

Campus Rudge Ramos -  Edifício Sigma, Sala 205
Telefone – 4366-5543

Atendimento:


- Segunda a sexta-feira, das 8h às 22h
- Sábados, das 8h às 12h



Campus Planalto – Edifício A, Sala 316
Telefone: 4366-5339

Prof.ª Rosane Silva de Oliveira
Pastor Hércules Andrade Araújo
Pastor Edemir Antunes Filho

Atendimento:

- Segunda-feira, das 8h às 12h e das 19h às 21h30
- Terça-feira, das 8h às 21h30
- Quarta-feira, das 10h às 21h30
- Quinta-feira, das 8h às 14h e das 19h às 21h30
- Sexta-feira, das 8h às 12h
 



Campus Vergueiro -  Edifício A, sala 150
Telefone: 4366-5403

Pastora Angela Aparecida Balbastro Ribeiro
Pastor Edemir Antunes Filho

Atendimento:

- Terça-feira, das 14h às 21h30
- Quinta-feira, das 14h às 21h30



Colégio Metodista SBC
Telefone: 4366-5796

Pastor Wesley Cardoso Teixeira
Prof.ª Elaine Cezar da Silva

Atendimento:

- Segunda-feira, das 8h às 12h
- Quarta-feira, das 8h às 17h
- Terça, quinta e sexta-feira, das 8h as 17h30