Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Pastoral / Reflexões da Pastoral / Dia 21 de março: Dia Internacional de Eliminação da Discriminação Racial

Dia 21 de março: Dia Internacional de Eliminação da Discriminação Racial

E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual a seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.
Romanos 12.2

 


Inicio este breve texto, com a recordação de uma situação que vivenciei ainda na infância. Quando eu tinha cinco anos de idade, estava feliz com as novidades da escola, amigos/as e professora. Tudo era muito bom!  Quando chegou o mês de junho, começamos os ensaios para a “quadrilha”. Eu estava animada e feliz, pois teria um novo vestido, chapéu, poderia usar maquiagem, estava tudo bem. No primeiro ensaio, percebi que havia algo errado, nenhum dos meninos da minha classe queria dançar comigo. A professora tentou conversar com vários deles, mas nenhum aceitou.Um inclusive chegou a gritar: mas ela é negrinha! O tempo parou ali. Todos me olharam e ninguém disse nada. No momento eu fiquei sem entender e confesso que senti que realmente havia alguma coisa muito errada comigo. Eu não era igual as outras crianças? Até então, não tinha percebido isso. A Professora discretamente arranjou uma menina para ser meu par e eu dancei com minha roupinha de caipira e, sem entender, acreditei que tudo aquilo era normal.

Depois de anos paro e reflito, normal!? Como assim? Fui tratada com diferença por não ter o mesmo tom de pele que as minhas amigas? Isso não foi normal, não é e não pode ser!

Infelizmente, muitos fatos como este se repetem diariamente no Brasil e no mundo: crianças, jovens, mulheres e homens são tratados com diferença simplesmente por causa da cor da pele morena, escura, preta... como dizem por aí.

A ONU instituiu o dia 21 de março, como o Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial. Este dia também marca o Massacre de Sharpeville, em Joanesburgo, na África do Sul, no qual negros e negras de diversas idades foram assassinados sem compaixão, durante o regime do Apartheid.

É triste constatar que ainda hoje, em 2015, o ser humano precisa combater este tipo de discriminação. A intolerância ao diferente existe e é bem real. Desagradam-me os argumentos de que não existem diferenças, que somos todos iguais e  que não precisamos falar mais sobre este assunto. Não! Não somos iguais! Somos diferentes, basta olhar! Mas o que precisamos é enxergar a diferença, aceitá-la e mais do que isso, não usá-la como desculpa para o tratamento diferenciado, para recusas e pior, para a violência tão presente e implacável.

Que seja este um tempo de reflexão, de mudança e de recomeço.

A Pastoral Universitária e Escolar do Instituto Metodista de Ensino Superior, assim como a Igreja Metodista, posicionam-se contra a discriminação racial. Que o nosso Deus criador e criativo, que nos fez com toda essa riqueza e diversidade, nos inspire à mudança no olhar, no pensar e no agir. Que Ele esteja conosco sempre!

NEGRA ASSIM
SER NEGRA É RUIM?
PARA ALGUNS SIM.
EU VEJO MUITA BELEZA
NESTES TRAÇOS EM MIM.

SOU NEGRA E SOU BELA,
MINHA PELE NÃO É BRANCA NEM AMARELA.

MEUS CABELOS SÃO ENROLADINHOS
E FORMAM LINDOS CACHINHOS.

NÃO QUERO MUDAR, MUITO MENOS ALISAR,
COMO NASCI QUERO CONTINUAR.

DEUS ME CRIOU ASSIM:
MORENA,  PRETA, NEGRA, ENFIM
COM UM PEDACINHO DA ÁFRICA EM MIM.
(Elaine Cezar - 2013)


Leia mais:
Carta Pastoral dos Bispos e Bispa Metodistas: RACISMO “Abrindo os olhos para ver e o coração para acolher”. Disponível em: < http://portal.metodista.br/fateo/noticias/Pastoral_Racismo_completa.pdf>.
Pronunciamento oficial da Igreja Metodista contra o pecado do Racismo. Disponível em: < https://www.youtube.com/watch?v=os2KHYYHBHs>.  
“Ovelhas negras, homenzinhos tortos e corações pretos... Pistas para uma Educação antirracista.” Disponível em: https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/CA/article/viewFile/3652/3559
Dados do IPEA – Disponível em: http://www.ipea.gov.br/igualdaderacial/index.php?option=com_content&view=article&id=711.
Estatuto da Igualdade Racial. Disponível em: http://www.seppir.gov.br/legislacao/lei-no-12-288-de-20-07.2010
Cartilha: Estatuto da Igualdade Racial, nova estrutura para o Brasil. Disponível em <http://www.ceert.org.br/arquivos/Estatuto-da-Igualdade-Racial-nova-estatura-para-o-Brasil.pdf.>.
Memória e cultura afro-brasileira e indígena. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=GFJ79oHY4EU>.


Por:
Elaine Cezar da Silva Moreira
Assistente Administrativo
Pastoral Universitária e Escolar do Instituto Metodista de Ensino Superior


Confira também a reflexão do professor Oswaldo de Oliveira, coordenador do Núcleo de Formação Cidadã, sobre o tema.  

Comunicar erros

ATENDIMENTO

Campus Rudge Ramos -  Edifício Sigma, Sala 205
Telefone – 4366-5543

Atendimento:


- Segunda a sexta-feira, das 8h às 22h
- Sábados, das 8h às 12h



Campus Planalto – Edifício A, Sala 316
Telefone: 4366-5339

Prof.ª Rosane Silva de Oliveira
Pastor Hércules Andrade Araújo
Pastor Edemir Antunes Filho

Atendimento:

- Segunda-feira, das 8h às 12h e das 19h às 21h30
- Terça-feira, das 8h às 21h30
- Quarta-feira, das 10h às 21h30
- Quinta-feira, das 8h às 14h e das 19h às 21h30
- Sexta-feira, das 8h às 12h
 



Campus Vergueiro -  Edifício A, sala 150
Telefone: 4366-5403

Pastora Angela Aparecida Balbastro Ribeiro
Pastor Edemir Antunes Filho

Atendimento:

- Terça-feira, das 14h às 21h30
- Quinta-feira, das 14h às 21h30



Colégio Metodista SBC
Telefone: 4366-5796

Pastor Wesley Cardoso Teixeira
Prof.ª Elaine Cezar da Silva

Atendimento:

- Segunda-feira, das 8h às 12h
- Quarta-feira, das 8h às 17h
- Terça, quinta e sexta-feira, das 8h as 17h30