Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Pastoral / Reflexões da Pastoral / Aos professores e professoras

Aos professores e professoras

Vós me chamais o Mestre e o Senhor e dizeis bem; porque eu o sou.
Ora, se eu, sendo o Senhor e o Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns dos outros.
Evangelho de João 13.13-14

Gosto de pensar no professor/professora, como ‘desbravador de mundos’ que não vai habitar. Os caminhos que ele/ela abrir, as pistas que ‘des-cobrir’, as fendas ou rastros que apontar para a exploração, vão levar a mundos em que ele/ela não poderá chegar. Não poderá ali desvencilhar-se das mochilas, descansar à sombra das árvores, refrescar-se com as águas cristalinas e frescas, retomar o caminho, sempre aberto a novas explorações. Porque esses mundos não lhe pertencerão. Pertencerão, sim, a seus alunos e alunas.

Qual, então, sua glória, se não poderá desfrutar dos mundos que ajudar a descobrir ou desbravar? Sua glória é a de ter sido quem apontou esses caminhos, abriu essas possibilidades, encorajou e orientou as conquistas.

Professor, portanto, não é um “burocrata da educação”, que apenas cumpre a tarefa de “empanturrar” alunos e alunas de informações, de “matérias”, que eles e elas não poderão digerir. Mais importante do que “cumprir o programa” é despertar o gosto pelo aprender, por descobrir a importância e o sentido do conteúdo, a vontade de beber mais daquela água que sacia a curiosidade e restaura para a continuação da empreitada.

Ser professor/professora é, então, seduzir. Seduzir para uma realização amorosa da qual ele/ela não vai participar.  A satisfação deve estar em ver que seus esforços, suas sutilezas de induzir ao flerte, seu encorajamento para as primeiras brincadeiras de ‘pegar pela mão’ deram resultado. Que o fogo de uma paixão foi aceso e que um romance se iniciou.

Porém, para isso, é necessário que o professor, a professora, tenha também muitos ‘mundos interiores’, uma riqueza de alma e de cultura sempre lhe instigando a novas aventuras, a novos caminhos, a novas descobertas. É necessário que ele/ela tenha se deixado seduzir e viva a ternura e os arroubos do encontro com o de sempre, como se sempre fosse o primeiro encontro.

Por fim, todos e todas temos sempre que aprender com o maior dos Professores: Jesus Cristo. Sendo o Mestre dos mestres ele se colocou no lugar do serviço aos seus discípulos e à humanidade. É certamente a proclamação de um mundo novo, num tempo em que, em geral, as pessoas só pensam em seu proveito pessoal.

Com essas palavras, nossa homenagem aos professores e professoras pelo seu dia.

Rev. Luiz Eduardo Prates da Silva
Coordenador da Pastoral Escolar e Universitária

Comunicar erros

ATENDIMENTO

Campus Rudge Ramos -  Edifício Sigma, Sala 205
Telefone – 4366-5543

Atendimento:


- Segunda a sexta-feira, das 8h às 22h
- Sábados, das 8h às 12h



Campus Planalto – Edifício A, Sala 316
Telefone: 4366-5339

Prof.ª Rosane Silva de Oliveira
Pastor Hércules Andrade Araújo
Pastor Edemir Antunes Filho

Atendimento:

- Segunda-feira, das 8h às 12h e das 19h às 21h30
- Terça-feira, das 8h às 21h30
- Quarta-feira, das 10h às 21h30
- Quinta-feira, das 8h às 14h e das 19h às 21h30
- Sexta-feira, das 8h às 12h
 



Campus Vergueiro -  Edifício A, sala 150
Telefone: 4366-5403

Pastora Angela Aparecida Balbastro Ribeiro
Pastor Edemir Antunes Filho

Atendimento:

- Terça-feira, das 14h às 21h30
- Quinta-feira, das 14h às 21h30



Colégio Metodista SBC
Telefone: 4366-5796

Pastor Wesley Cardoso Teixeira
Prof.ª Elaine Cezar da Silva

Atendimento:

- Segunda-feira, das 8h às 12h
- Quarta-feira, das 8h às 17h
- Terça, quinta e sexta-feira, das 8h as 17h30