Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Observatório Econômico / Notícias / Grande ABC deve movimentar R$ 300 milhões no Natal

Grande ABC deve movimentar R$ 300 milhões no Natal

07/12/11

07/12/2011 20h50 - última modificação 08/12/2011 10h39

Confira aqui o resultado na íntegra (versão pdf).

Os gastos com presentes para o Natal, que acontece no último domingo do mês (25) deverá movimentar aproximadamente R$ 300 milhões na região do Grande ABC. Esta é uma das conclusões da Pesquisa de Intenção de Compra - Natal 2011, realizada pelo Observatório Econômico da Faculdade de Administração e Economia da Universidade Metodista de São Paulo. 

De acordo com os dados levantados na pesquisa, o valor médio a ser gasto por presente é de R$ 148. Já o valor total que os consumidores pretendem gastar com presentes neste Natal é de R$ 501. 

Estes valores apresentam uma tendência de elevação à medida que a renda familiar, determinante do poder de compra, aumenta. Em média cada entrevistado revelou que iria comprar quatro presentes. 

Os principais presentes deverão ser vestuário e calçado. Quando o presenteado é o pai, este patamar é de 45%; no caso a mãe, 44%; quando são namorados ou namoradas chega a 41% e 32% para filhos e netos. Chama a atenção o baixo índice de CDs e DVDs (entre 3% e 4%), um indicador do status atual deste tipo de indústria. 

O principal meio de pagamento utilizado nas compras deverá ser o dinheiro (39%), seguido pelo cartão de crédito (35%), de débito (21%) e de loja (3%), sendo que aqueles que usarão o cartão de débito apresentaram maior disposição em gastar (R$ 695,7).

Grande parte (40%) dos consumidores tende a realizar as compras fora do município em que reside, em lojas de comércio no centro das cidades e nos shoppings da região, além da capital paulista. Santo André lidera como local das compras, com 36%.

Os consumidores que revelaram ter preferência por comprar no shopping também apresentam maior disposição em gastar e menor sensibilidade ao preço do produto, comparativamente aos que declararam planejar efetivar a compra no comércio do centro das cidades. 

Um dado interessante revelado pela pesquisa é de que os namorados apresentam o maior gasto médio por presente (R$ 264), acima de filhos e netos (R$ 200), mães (R$ 236) e pais (R$ 105), desmistificando o clima familiar normalmente ligado à data.  

Perfil

Dos 422 entrevistados, 46% eram mulheres e 54% homens, sendo que 61% tinham entre 20 e 40 anos. A maior parte dos entrevistados (51%) revelou ter renda familiar entre cinco e 15 salários mínimos (R$ 2.725 e R$ 8.175). A renda familiar mostrou-se um determinante no momento da escolha dos consumidores, influenciando desde o tipo de comércio, o preço e a disposição a gastar. A maioria tem vínculo de trabalho formal, com registro em carteira, dado a própria característica produtiva da região. 

“Além de estarmos aprofundando o conhecimento sobre o mercado local, um dos maiores do país, a realização desta pesquisa visa à aproximação da universidade, professores e alunos com a dinâmica econômica regional, bem como com os agentes econômicos envolvidos na cadeia produtiva e comercial da região”, explica o professor Sandro Renato Maskio, docente do Curso de Ciências Econômicas da Universidade Metodista de São Paulo e coordenador do estudo. 

Metodologia e amostra

Para que a coleta dos dados permitisse aprofundar o conhecimento sobre o comportamento do mercado consumidor da região para este Natal, foi aplicado um questionário com 29 questões, no qual procurou-se identificar:

- Perfil dos consumidores;

- Perfil das pessoas a serem presenteadas;

- Determinantes da decisão de consumo. 

A coleta das informações foi realizada nos sete municípios que compõem o Grande ABC. A distribuição da mesma foi realizada de forma proporcional à população de cada um dos municípios.

Os locais de aplicação do questionário foram:

- São Bernardo do Campo: Shopping Metrópole; Av. Marechal (centro) e intermediações;

- Santo André: Shopping ABC; Grand Plaza Shopping; Calçadão Oliveira Lima (centro) e intermediações;

- São Caetano do Sul: rua Santa Catarina (centro); rua Manoel Coelho (centro) e intermediações;

- Diadema: ruas de comércio do Centro e imediações;

- Mauá: Mauá Plaza Shopping; ruas de comércio do centro e imediações;

- Rio Grande da Serra: ruas de comércio do centro e imediações;

- Ribeirão Pires: ruas de Comércio do centro e imediações. 

A aplicação dos questionários foi realizada por uma equipe de alunos do curso de Ciências Econômicas. Os mesmos receberam treinamento para qualificá-los à da aplicação da pesquisa. Antes de ir a campo, a equipe realizou uma pesquisa piloto para aprimoramento das técnicas de pesquisa e validação do instrumento de coleta de dados.

O questionário é composto por perguntas diretas e objetivas, de múltipla escolha, em sua maior parte. A metodologia da construção das questões buscou torná-las o mais transparente possível, com a finalidade de deixar o entrevistado à vontade e de garantir a eficácia na aplicação dos mesmos.

A amostra pesquisada foi determinada por critérios estatísticos, com o objetivo de garantir a fidedignidade possível. A partir das técnicas apresentadas por Guerra e Donaire (1990)* para uma população de 2,5 milhões de pessoas, a amostra foi determinada para que obtivéssemos um grau de confiança de 95%, com margem de erro de 5%.

Para conseguir estas características, a amostra mínima necessária é de 400 entrevistas. Ao todo foram realizadas cerca de 500 entrevistas. Após a análise da base dados, o processo de validação efetivou 422 entrevistas, que passaram a compor a amostra efetiva do estudo. A distribuição das entrevistas realizadas ntre os municípios se deu na mesma proporção da população residente nos mesmos.

 

Municípios                      População Parâmetro da pesquisa                          nº questionários por município 

São Bernardo                           765.463                                                                                       99 

Santo André                              676.407                                                                                     119 

Diadema                                   386.089                                                                                        53

Mauá                                          417.064                                                                                        53

São Caetano do Sul               149.263                                                                                        43

Ribeirão Pires                         113.068                                                                                         35

Rio Grande da Serra                43.974                                                                                         20 

Grande ABC                          2.551.328                                                                                       422 

 

Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas. Dados do Censo 2010.  

 

Cabe ressaltar que este total de entrevistas consideradas refere-se apenas aos entrevistados que disseram ter interesse em presentear alguém no Natal. A pesquisa foi aplicada entre 12 e 27 de setembro. Este intervalo foi escolhido por estar entre o recebimento da primeira parcela do 13º salário, além da expectativa dos recebimentos esperados para dezembro, que exercem forte influência sobre as decisões de consumo para o Natal.

 

* GUERRA, M.J & DONAIRE, D. Estatística Indutiva: teoria e aplicação. 4 edição. São Paulo: Livraria Ciência e Tecnologia Editora, 1990.

 
Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , ,