Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2018 / Agosto / Editora Metodista lança seis livros durante a Bienal Internacional de São Paulo

Editora Metodista lança seis livros durante a Bienal Internacional de São Paulo

Títulos são resultados de pesquisas realizadas em programas de pós-graduação da Educação Metodista

07/08/2018 18h15 - última modificação 16/08/2018 20h26

Lançamento dos livros movimentou estande da ABEU na Bienal do Livro

Responsável pelas produções editorais das instituições da Educação Metodista, a Editora Metodista lançou no último sábado (4), durante a 25ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, seis livros produzidos a partir de pesquisas científicas realizadas em programas de pós-graduação.

Três livros são de autoria de pesquisadores do Mestrado em Reabilitação e Inclusão do Centro Universitário Metodista IPA, de Porto Alegre, enquanto as outras três obras são resultados de pesquisas ligadas aos programas de pós-graduação em Comunicação Social, Educação e Psicologia da Saúde, todos da Universidade Metodista de São Paulo. 

O editor executivo da Editora, Sérgio Tavares, destacou a importância do momento. “Voltamos a publicar trabalhos de alunos e professores. Estar na Bienal Internacional do Livro de São Paulo traz grande projeção. Esperamos que o trabalho deste ano seja uma ponta de novas publicações e participações para os próximos anos”, disse. Tavares também revelou a intenção de lançar obras anualmente, especialmente em versões digitais.

Centenas de pessoas passaram pelo local e prestigiaram os lançamentos. Entre elas estava o reitor da Universidade Metodista de São Paulo, professor Paulo Borges Campos Júnior, que valorizou a relevância das publicações. “Temos a oportunidade e a felicidade de lançar três livros por pessoas ligadas à Instituição, sejam docentes ou egressos. Isso comprova nossa qualidade acadêmica, particularmente nos cursos de Stricto Sensu”, destacou.

Os lançamentos ocorreram no estande da Associação Brasileira das Editoras Universitárias (ABEU), que conta com espaço exclusivo para os títulos da Editora Metodista. Os livros seguem expostos no local e serão comercializados até o final da Bienal, em 12 de agosto.

 

corpodotexto2.jpg
Ex-ministro Aldo Rebelo compareceu ao lançamento do livro Trajetórias de desenvolvimento socioemocional de crianças
O que disseram os autores
 

Patrícia Margarida Farias Coelho
Co-autora e co-organizadora do livro Educação em pauta: múltiplos olhares (Metodista)

"Queria agradecer a Editora Metodista por publicar o livro do Programa de Pós-graduação em Educação. Isso partiu de uma iniciativa dos professores do próprio Programa e queremos fortalecer o corpo docente. Nossa equipe é concisa, unida e dedicada. Esse é nosso primeiro livro e a expectativa é lançar obras anuais. Estar na Bienal é um sonho de todos nós; isso traz  relevância para o meio acadêmico e intelectual. Não teria lugar melhor para lançar o livro".

 

Lucas Vieira de Araújo
Autor do livro Inovação em Comunicação no Brasil (Metodista)

"A proposta do livro é bastante ampla: identificar, caracterizar e analisar as principais iniciativas de inovação e comunicação no Brasil e as relações dessas iniciativas com o ecossistema brasileiro de inovação. Ao todo foram pesquisadas 22 organizações, entre empresas de mídia, startups, fundos de investimento e organizações de fomento à inovação. É uma satisfação enorme lançar o livro na Bienal. Achei maravilhoso o número de pessoas e a troca entre leitores e autores". 


Camila Tarif Ferreira Folquitto
Co-autora do livro Trajetórias de desenvolvimento socioemocional de crianças: experiência grupal na escola (Metodista)

"O livro que o professor Manoel e eu escrevemos tem grande importância no contexto da educação por pensar na necessidade da criança conviver com seus pares para se desenvolver e superar problemas como dificuldades de aprendizagem. Nesse livro pretendemos discutir a partir de uma experiência real de intervenção, na qual as crianças discutiam e refletiam por meio de situações-problemas e de jogos. Lançá-lo na Bienal atrai público de fora da Universidade, principalmente de professores, que são nosso público-alvo e fazem a diferença. Podemos disseminar esse conhecimento que sai da academia e pode ir para o dia a dia das escolas".


Mariana Pinkoski de Souza
Autora do livro Ações Inclusivas na Academia: professores universitários com deficiência (IPA)

"Meu livro foi lançado na Feira do Livro de Porto Alegre e já foi um evento muito importante. Estar na Bienal é o auge da carreira de uma escritora. Me sinto muito orgulhosa porque essa obra construída com mais dois autores foi muito importante para a área de inclusão acadêmica e, com certeza, vai ajudar universidades e professores com deficiência a se inserirem melhor no mercado de trabalho".


Eliane S. Gonçalves Gibikoski
Autora do livro Mulheres cuidadoras: histórias de vida em um cotidiano institucional (IPA)

"Interessei-me em pesquisar histórias de vida de mulheres que dedicam seu trabalho a cuidar de outras pessoas. Lançar o livro na Bienal está sendo muito importante, porque é uma honra contar a história de mulheres e eu vejo que a história delas chegou até aqui. É algo que me afeta, me importa e me mobiliza. Mais do que isso, é a visibilidade para um maior número de pessoas. Quando entrei aqui me emocionei bastante e pensei em todas as pessoas que estão comigo e nas que eu consegui traduzir suas histórias, muitas vezes de sofrimento e superação".


Daniel Andrade Geraldi
Autor do livro Programa Esporte-Educação: intervenções pedagógicas, educacionais e psicossociais para as aulas de Educação Física e Escola de Futebol (IPA)

"O livro vem na área de Educação Física e da Psicologia do Esporte. Basicamente busca colocar em questão as situações do esporte na infância, que possui grande relevância social. Entretanto, a gente encontra uma série de demandas que devem ser melhor discutidas pelos professores, principalmente em relação às projeções psicológicas que os pais fazem sobre os filhos. Os treinadores esportivos muitas vezes esquecem que trabalham com crianças, dando ênfase à competição. Isso gera uma série de demandas em relação ao desenvolvimento motor, emocional e psicológico. A relevância de trazer para a Bienal do livro é fazer com que mais pessoas  possam discutir esse tema e trazer essa problematização, que é um fator muito importante".

 

 Confira as fotos dos lançamentos dos livros:

Bienal do Livro (Lançamento de obras)

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , ,
X
x