Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2006 / 03 / Espetáculo multimídia retrata saga da América Latina

Espetáculo multimídia retrata saga da América Latina

Um velho e uma mulher indígenas da zona andina, um revolucionário, um peregrino negro e uma menina vão relatar, na Plenária da América Latina da IX Assembléia do Conselho Mundial de Igrejas (CMI), a saga do povo latino, em especial a luta contra os diversos tipos de dominação políticas e econômicas desde a época da conquista espanhola, a luta dos povos indígenas, das mulheres e das crianças.

19/01/2006 18h50 - última modificação 10/03/2006 14h15

Um velho e uma mulher indígenas da zona andina, um revolucionário, um peregrino negro e uma menina vão relatar, na Plenária da América Latina da IX Assembléia do Conselho Mundial de Igrejas (CMI), a saga do povo latino, em especial a luta contra os diversos tipos de dominação políticas e econômicas desde a época da conquista espanhola, a luta dos povos indígenas, das mulheres e das crianças.

Os cinco personagens são uma criação do bonequeiro Jésus Seda.
Contar a história da América Latina para o mundo em um espetáculo de
1 hora e 20 minutos, sem transformá-la em panfleto ou muro de lamentações, foi o desafio que o professor de rádio e televisão da Universidade Metodista de São Paulo, Álvaro Petersen Júnior, encarou.

Ele foi encarregado de montar a Plenária da América Latina, espetáculo que será levado ao público na PUC, local da IX Assembléia, às 16 horas do dia 19 de fevereiro.

"Não se trata de uma comédia", avisa Petersen. O espetáculo é uma montagem que funde o teatro de bonecos com imagens projetadas de depoimentos, cenários e cenas de manifestações populares de diversas regiões. Para isso, a Metodista mobilizou uma equipe de cinco pessoas que trabalhou um ano na coleta e edição de vídeos e fotos vindas de todos os cantos do continente.

Trabalho parecido está sendo feito com relação à trilha sonora. Uma colcha de retalhos musicais que reúne desde sons andinos até o samba nacional será mesclada ao canto de um coral de 300 vozes.
Petersen estará em Porto Alegre, dias 21 a 23 de janeiro, para os ensaios finais do espetáculo, que ele classifica como uma "pantomima multimídia".

Com longa experiência em programas infantis - como o Castelo Rá-tim-bum, Có-có-ri-có e Bambalalão, na TV Cultura de São Paulo - Petersen optou pela linguagem de humor crítico da charge, tão característica dos latinos. E também, confessa, no eterno Charles Chaplin, mestre em fazer humor com conteúdo e poucas palavras.

A montagem do roteiro foi uma verdadeira epopéia. Como se trata de um evento ligado às igrejas cristãs do mundo todo, será preciso retratar as mais distintas manifestações de fé da América sem ferir suscetibilidades, respeitando as diferenças.

Por isso o embrião do roteiro, finalizado pela professora Cida Ruiz, também da Universidade Metodista de São Paulo, foi montado por teólogos que orientaram sobre os pontos obrigatórios a serem abordados ou evitados. Petersen não esqueceu de incluir cores fortes, marca registrada dos latino-americanos.

A IX Assembléia do CMI estará reunida em Porto Alegre de 14 a 23 de fevereiro, sob o tema "Deus, em tua graça, transforma o mundo".

Comunicar erros


Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático