Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Polo Petrópolis marca 10 anos de EAD com Café Literário

Polo Petrópolis marca 10 anos de EAD com Café Literário

Primeiro evento envolveu curso de Teologia e próximo encontro, no 2º semestre, abordará empreendedorismo

02/06/2016 21h30 - última modificação 02/06/2016 21h32

Palestra foi conduzida pelo reverendo Ewander Ferreira (Foto Divulgação)

Encontros sob formato de Café Literário foi a maneira que o Polo Petrópolis encontrou para comemorar os 10 anos da Educação A Distância Metodista. Em maio passado, dia 9, a unidade se mobilizou em torno do curso de Teologia, que reúne o maior número de alunos locais, e para o segundo semestre já agendou o 2º Café Literário para alcançar as demais graduações. A ideia é marcar a data com exposição, troca de livros e bate-papo sobre empreendedorismo.

“Pensamos nesse formato de programação pois combina com o perfil de nossos alunos e com o de nossa cidade serrana também. A ideia era fazer uma atividade acadêmica com um tema relevante para os alunos e ao mesmo tempo aproveitar para comemorar este momento especial dos 10 anos da EAD”, comenta Sandra Maria de Almeida Couto, coordenação pedagógica do polo.

Modernidade e Wesley

O 1º Café Literário reuniu cerca de 80 participantes da unidade Petrópolis em palestra de reflexão e bate-papo sobre os desafios da modernidade comparada à perspectiva de Jonh Wesley, fundador do movimento Metodista. O tema foi conduzido pelo reverendo Ewander W. Ferreira, da Catedral Metodista de Petrópolis, apresentando seu livro: “Wesley e a Modernidade”. Após intervalo para cofee break, um segundo momento foi aberto para debate. “Foi muito enriquecedor, com grande interação dos alunos”, define Sandra Couto.

O Polo Petrópolis tem nove anos de atividades, com a primeira turma iniciada em 2007. Soma hoje 168 matriculados na graduação e nove alunos na pós-graduação. O curso com maior demanda na região serrana do Rio de Janeiro é o de Bacharel em Teologia, o que a coordenadora pedagógica atribui à qualidade acadêmica e também ao conceituado nome da Universidade Metodista.

“Há muitos alunos que residem em cidades vizinhas e estudam aqui conosco. No Estado do Rio há três polos: Macaé, Volta Redonda e Petrópolis. Sendo assim, Petrópolis fica mais próximo para quem reside na cidade do Rio de Janeiro e redondeza. Este é outro fator que influencia na procura por este curso”, justifica Sandra Couto.

Esta matéria foi publicada no Jornal da Metodista.
Conheça Outras.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , , , ,