Você está aqui: Página Inicial / Notícias / EAD exige mais responsabilidade para driblar distrações

EAD exige mais responsabilidade para driblar distrações

Allan Nascimento, ex-aluno de Pós-Graduação em Gestão Empresarial destaca que é preciso foco para acompanhar as aulas

28/01/2016 19h23

Allan Nascimento, que cursou tanto a graduação, quanto a Pós-Graduação a distância. Foto: arquivo

Allan Nascimento estava em busca de desenvolvimento em sua carreira, e resolveu voltar para a sala de aula. Já formado pela Metodista, ele resolveu fazer uma Pós-Graduação em Gestão Empresarial. Mas o retorno à sala de aula foi de forma metafórica: Allan já tinha feito a graduação em Logística na modalidade EAD (Educação a Distância), no Polo de Apoio Presencial de Santos e, na hora da Pós-Graduação, repetiu a dose.

“Eu sou um cara que me cobro muito, sempre fui assim, quando iniciei a Pós eu trabalhava em São Paulo ainda, numa empresa de um ramo diferente da que atuo hoje. Eu era Supervisor de Logística nessa empresa, porém, eu sentia a necessidade de agregar mais conhecimento, conhecer mais ferramentas de gestão para literalmente ser um profissional que tenha mais coisas a oferecer. Ainda hoje sou da mesma forma”, conta Allan.

“Procurava uma especialização que me tornasse um profissional melhor e Gestão Empresarial era esse curso. A Metodista foi pelo fato de ter cursado minha graduação na Universidade e confiar plenamente nos métodos utilizados”, afirma Allan, que cursou Pós-Graduação entre 2014 e 2015, no Polo de Apoio Presencial de Blumenau.

Preço e flexibilidade de horários foram fatores determinantes na hora da escolha: “Confesso que o preço acessível foi um ponto determinante, mas também por ser uma modalidade que lhe permite adequar o seu tempo para estudar.

Mas Allan reforça um aspecto da modalidade a distância: a responsabilidade do aluno, que se torna muito mais agente de seus estudos, ao invés de apenas receber passivamente os ensinamentos em sala de aula. “Em minha opinião é preciso muito mais responsabilidade e foco nessa modalidade, pois estudante de EAD esta mais sujeito a distrações. O método te obriga a estudar de verdade. Mesmo você não estando numa sala de aula, é bem desafiador”, acredita Allan, que recomenda o EAD.

Atualmente, Allan trabalha em uma aduaneira, na área de despacho aduaneiro. Muito do aprendizado ele levou da Pós para a empresa: “A necessidade de se ter uma gestão profissional, se adequar às exigências do mercado e atuar com a tecnologia na inclusão de um sistema que a empresa ainda não possui”, conta.

 

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: ,